DE PORTO ALEGRE – Com 78 espetáculos em cartaz e plateias cheias, o 19º Porto Verão Alegre entra na sua última semana, podendo causar inveja a qualquer cena artística do Brasil. O evento consiste na reunião de produções teatrais do Rio Grande do Sul unidas durante um mês dentro de uma grade que oferece ao público ampla divulgação, conforto na compra dos ingressos e certeza de qualidade. Coordenada pelos atores Rogério Beretta e Zé Victor Castiel, a programação vai até 8 de fevereiro.

“A Comédia dos Erros”, da Cia. Stravaganza, parte da programação do 19º Porto Verão Alegre (Foto: Vilmar Carvalho)

Sem praia, Porto Alegre ficava vazia no verão, levando à falência os atores sem público. Foi para resolver esse problema que João França, Beretta e Castiel idealizaram o Porto Verão em Alegre em 1999. Hoje há mais motivos para o público ficar na capital gaúcha enfrentando o calorão: a certeza de que será bem tratado na sua atenção às produções artísticas locais.

De um lado, a ampla divulgação do evento, favorecida pelas quase duas décadas de projeto jamais interrompido, favorece o acesso a informações como valor dos ingressos, acessibilidade, sinopses, duração, principais nomes envolvidos, estacionamento, temática. De outro, a venda dos ingressos pode acontecer pela internet, nas bilheterias ou nos postos de venda, com tíquetes sendo pago em dinheiro ou por cartão de débito ou de crédito. Por fim, constituída quase inteiramente por espetáculos já conhecidos do público gaúcho, tem-se a certeza da qualidade.

Espetáculos clássicos como “A comédia dos erros”, “Apareceu a Margarida”, “Bailei na curva”, “Borboletas de sol de asas magoadas”, “Dez (quase) amores”, “Goela abaixo ou Por que tu não bebes?”, “Inimigas íntimas”, “Manuel prático da mulher moderna”, “Pois é… Vizinha!”, “Se meu ponto G falasse” e “Frida Kahlo, à revolução” mais uma vez estiveram na programação. O sucesso que eles ainda fazem é um vibrante sinal de como as produções e o público mantêm vivo seu namoro de tantos e felizes anos. Por outro lado, produções estreantes ou ainda bem jovens como “Língua mãe – Mamelochn”, “Latidos” e “Pequeno trabalho para velhos palhaços” também iniciam sua história com elogios.

Entre os destaques da próxima semana, valem citar o retorno de dois espetáculos da Cia. Stravaganza: o clássico shakespeariano “A comédia dos erros”, dirigido por Adriane Mottola, com tradução da saudosa crítica Bárbara Heliodora (1923-2015) e trazendo os atores Fernanda Petit, Fernando Kike Barbosa, Lauro Ramalho e Rodrigo Mello, entre outros, em excelente trabalho; e “Pequenas violências silenciosas e cotidianas”, dirigido por Fernando Kike Barbosa e com Cassiano Ranzolin e Liane Venturella, entre outros, no elenco. Também tem a estreia de “Lembranças no lago dourado”, com direção de Nora Prado e tendo, no elenco, Paulo Vicente, Cláudio Benevenga e Ciça Reckzieguel.

Dez dos quinze teatros da cidade estão participando do 19o Porto Verão Alegre. Salas confortáveis, com ar condicionado e equipes capacitadas. Para quem gosta de teatro, Porto Alegre é o melhor lugar para se estar nesse pré-carnaval. E o clima está agradabilíssimo felizmente! Vem aplaudir!