Se estivesse vivo, o dramaturgo Ariano Suassuna (1927-2014) completaria 90 anos de idade em junho. Para não deixar a data passar em branco, a Cia. Limite 151 prepara uma série de celebrações para 2017, incluindo exposição, montagens teatrais, debates, ciclo de leituras, entre outros eventos. É “A Pedra do Rei – Ariano 90 Anos”, projeto que tem o intuito de honrar o legado artístico do autor e disponibilizá-lo ao grande público.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

De acordo com Edmundo Lippi, um dos fundadores da companhia, a montagem de “Auto da Compadecida” com Gláucia Rodrigues (de “O Casamento Suspeitoso”) e Rafael Canedo (de “Eles Só Queriam Se Apaixonar”) está confirmada para reestreia em junho. A peça também será tema da exposição “O Sertão Reinventado”, organizada pelo figurinista Samuel Abrantes (de “O Olho Azul da Falecida”).

Além disso, a Cia. Limite 151 está captando para montar “A História de Amor de Fernando e Isaura”, com direção de Wagner Campos (de “O Casamento Suspeitoso”). Entre os eventos, também está planejado um seminário sobre a obra do autor, tratando de sua dramaturgia, sua poesia, seus romances e seu universo musical implícito. O jornalista e escritor Raimundo Carrero, o escritor Carlos Newton Júnior, a escritora Ligia Vassalo e o músico Antônio Madureira participarão.

Edmundo Lippi e Rafael Canedo na montagem de "Auto da Compadecida" (Foto: Chico Lima)
Edmundo Lippi e Rafael Canedo na montagem de “Auto da Compadecida” (Foto: Chico Lima)