Uma linda metáfora sobre o amor para crianças

“A Gaiola” é um lindo e sensível espetáculo infantil que aborda o amor entre uma menina e um pássaro que enfrentam a dor da separação. Dirigido por Duda Maia, com Carol Futuro e Pablo Áscoli. A adaptação para os palcos é assinada pela própria autora do livro homônimo, Adriana Falcão, e Eduardo Rios, com direção musical por Ricco Viana. A temporada acontece aos sábados e domingos 16:00 e fica até o dia 30 de julho, no Teatro Ipanema.

(Foto: Guga Melgar)

A trama do espetáculo surge com os diversos pontos de vista, partindo do encontro de uma menina com um passarinho que cai em sua varanda. Ao receber os cuidados da menina, eles nutrem um sentimento grandioso e se apaixonam. Ao curar-se, o passarinho que, poderia despedir-se e ir de encontro à imensidão do céu azul, decide ficar. E sugere que a menina prenda-o em uma gaiola. Com o passar dos dias, vivendo na gaiola, a menina percebe que o passarinho sente saudades do céu, da natureza, da liberdade, e é este momento que a relação dos dois é tensionada. A reflexão sobre o ideal do amor que aprisiona passa a ser compartilhada de maneira problemática até a decisão que muda o rumo da trama.

O espetáculo é repleto de números musicais com canções envolventes e divertidas. A musicalidade e o clima criado por Ricco Viana embala a trama, e as letras criadas foram em conjunto com Adriana Falcão, de modo que as canções integram a função de contar a história. Com aspectos repletos de brasilidade e jogo de palavras possui sonoridade agradável não apenas ao público infantil; mas a toda família.

A relação e integração entre Carol Futuro (de “Quase Normal”) e Pablo Áscoli (de “O beijo no asfalto – O musical”) são o ponto chave para revelar o amor entre os personagens. A precisão dos movimentos corporais bem realizados, quase que coreografados, que são executados durante toda a encenação, juntamente ao canto impecável e a belíssima atuação, estimulam o espectador a manter-se vidrado, vivenciando esta experiência delicada, sensível e adorável.

A direção do espetáculo de Duda Maia (de “Auê”), ainda que tenha sido criado coletivamente, mostra o interesse na fuga do previsível, do desejo em investir em novas possibilidades criativas para a cena do teatro infantil. Embora a temática romântica aborde o amor, e a dor da despedida, ele traz uma reflexão acerca da felicidade, baseada na liberdade individual. Apresentando possibilidades para um amor livre da posse. A escrita cênica da diretora é recheada de sutileza, aprimoramento e olhar sensível aos detalhes, tornando a obra com um acabamento admirável.

A estética minimalista da cena se modifica com a construção da Gaiola, que é montada pelos atores em cena, no cenário assinado pelo João Modé, que dialoga com os atores em cena, e com os lindos figurinos, construídos com olhar apurado de Flavio Souza. O trapézio que integra o cenário traz diversas possibilidades para a encenação e poderia contribuir aos movimentos criado pelos atores, contudo ficou limitado ao balanço-poleiro. Os recortes utilizados para criação de desenhos e sombras na iluminação de Renato Machado deram um toque artesanal à proposta da cena.

Excelente espetáculo!

“A gaiola” é um lindo espetáculo para as crianças e para toda a família. Com uma história apaixonante, e encenação empolgante, feita pela equipe com propriedade no universo infantil.

Por Gustavo Fonseca
Licenciado em Artes Cênicas

(Foto: Guga Melgar)

Ficha técnica
Baseado no livro homônimo de Adriana Falcão
Adaptação e letras: Adriana Falcão e Eduardo Rios
Direção e Roteiro: Duda Maia
Elenco: Carol Futuro e Pablo Áscoli
Direção musical e trilha original: Ricco Viana
Cenário: João Modé
Iluminação: Renato Machado
Figurino: Flavio Souza
Coreografia Aérea: Leonardo Senna
Identidade Visual: Leonardo Miranda
Idealização: Camaleão Produções Culturais
Produção: Palavra Z Produções Culturais
Direção de Produção: Bruno Mariozz

_____
SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 40. 50 min. Classificação: livre. Até 30 de julho. Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema. Tel: 2267-3750.