O espetáculo infantil “Makupuni”, levantado via financiamento coletivo, foi imortalizado em um mini documentário. O pequeno filme traz depoimentos autora e diretora Vida Oliveira (de “Ex.troll.gênio”), que levou para as crianças sua pesquisa sobre peça-game, que existe há oito anos mesclando teatro e tecnologia. “A ideia da pesquisa é criar uma interatividade entre o público e o palco. Sair de um jogo que é só entre os atores no palco, e criar um jogo em que a plateia também é participante. Tem uma adrenalina do jogo”, ela diz.

“Makupuni” (Foto: Rafael Bisbis)

Para o elenco, a proposta traz instabilidade e potencializa a ideia de imprevisto do ao vivo. Os atores não entram em cena sabendo tudo que será feito: conhecem apenas as possibilidades. O público decide os caminhos. A mesma situação é colocada para os técnicos da montagem, o que existe um estado de alerta e atenção ainda maior. Os atores Miguel Araujo e Luiza Sussekind também dão depoimentos no curta-metragem, que tem direção de Rafael Bisbis.

– Cada votação determina uma opção de cena diferente, então são muitas opções de cena que a gente tem que ensaiar e com certeza algumas não vão sair na apresentação daquele dia. – conta Luiza.

_____
SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 30. 40 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro Municipal Ziembinski – Rua Urbano Duarte, 30 – Tijuca. Tel: 3234-2003.