Depois do sucesso da leitura dramatizada de “Mão na Face” com Jesuíta Barbosa (do coletivo As Travestidas), o Solar de Botafogo vai abrir espaço para outra leitura: “Sede”, do mesmo autor de “Incêndios” e “Céus”, Wajdi Mouawad. Quatro atores lerão o texto: Felipe de Carolis, que trouxe as duas peças do dramaturgo para o Brasil, Alice Wegmann (de “Conto de Verão”), Márcio Vito e Kelzy Ecard (ambos de “Incêndios”). O evento está marcado para segunda (30/1), e pede apenas alimentos não perecíveis e fraldas geriátricas como entrada. Os itens serão doados para a Casa de Romana, que cuida de idosos.

(Fotos: Reprodução)
(Fotos: Reprodução)

A direção da leitura ficará a cargo de Fernando Philbert (de “O Escândalo Philippe Dussaert”), há muitos anos assistente de Aderbal Freire-Filho – responsável pelas montagens das peças de Mouawad no Brasil. Aderbal, aliás, vai montar “Incêndios” também no Uruguai nos próximos meses.

Quanto à leitura no Solar, ela faz parte do ciclo beneficente “Todas as Noites São de Sonhos”, produzido por Vânia Ferreira, Athenea Bastos e Guilherme Gobbi. O projeto é inspirado no Ciclo de Leituras da Casa da Gávea. Depois de “Sede”, serão apresentadas também “Eternidade” de Sérgio Módena, “Trevor” de John Bowen, e “É” de Millôr Fernandes.

_____
CICLO DE LEITURAS: seg, 21h. Entrada: alimentos não perecíveis ou fraldas geriátricas. Até 20 de fevereiro. Solar de Botafogo – Rua General Polidoro, 180 – Botafogo. Tel: 2543-5411.