100 livros que artistas levaram às urnas nas eleições presidencias – Teatro em Cena
Convergência

100 livros que artistas levaram às urnas nas eleições presidencias

(Fotos: Reprodução / Instagram)

Um movimento inédito aconteceu nas eleições presidenciais de domingo (28/10): eleitores foram às urnas carregando livros. A manifestação pacífica e literária teve origem na fala “mais livros, menos armas”, em apoio ao candidato derrotado Fernando Haddad (PT), mas pode ser apreciada por todos. Incentivo à leitura não faz mal a ninguém, não é mesmo? Entre os críticos de Jair Bolsonaro (PSL), o presidente eleito para o exercício de 2019 – 2022, havia muitos artistas, que também levaram seus livros às urnas e postaram fotos no Instagram. A bibliografia referenciada é riquíssima e plural, com clássicos e literatura contemporânea. Confira os títulos abaixo.

Adassa Martins: “Eu Sou Malala” – Mala Yousafzai.

Adriana Birolli: “Quem Sou Eu Para Julgar?” – Papa Francisco.

Álamo Facó: “Problemas de Gênero” – de Judith Butler.

Aline Fanju: “Olga” – Fernando Morais.

Alice Wegmann / Fernanda Nobre / Luiz Henrique Nogueira / Otto Jr.: “Ensaio Sobre a Cegueira” – José Saramago.

Amanda Mirasci: “24/7. Capitalismo Tardio e os Fins do Sono” – Jonathan Crary.

Ana Kutner: “O Segundo Sexo” – Simone Beauvoir.

Arlindo Lopes: “Há um Mar no Fundo de Cada Sonho” – Ramon Nunes Mello.

Armando Babaioff: “Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa” – Paulo Freire.

Bárbara Paz: “Meu Último Suspiro” – Luis Buñuel.

Bárbara Reis / Carolinie Figueiredo / Juliana Boller: “Mulheres Que Correm Com os Lobos” – Clarissa Pinkola Estés.

Bela Quadros: “BR Trans” – Silvero Pereira.

Bel Kutner: “Palmas Pra Que Te Quero” – Dina Sfat e Mara Caballero.

Betty Gofman / Bruno Gagliasso: “O Ódio Que Você Semeia” – Angie Thomas.

Camila Pitanga: “Cartas da Prisão de Nelson Mandela” – Nelson Mandela.

Cesar Augusto: “Fábulas Completas” – Esopo.

Cirillo Luna: “O Santo Inquérito” – Dias Gomes.

Cissa Guimarães / Mayana Neiva / Patrícia Selonk / Paulo Betti: “Grande Sertão: Veredas” – João Guimarães Rosa.

Claudia Abreu: “Contos Reunidos” – Rubem Fonseca.

Cristina Fagundes: “À Espera dos Bárbaros” – J.M. Coetzee.

Dadá Coelho: “O Diário de Anne-Frank” – Anne Frank.

Dani Barros: “Histórias Falsas” – Gonçalo M. Tavares.

Daniel Chagas: “Homo Ludens” – Johan Huizinga.

David Junior: “Na Minha Pele” – Lázaro Ramos.

Débora Falabella: “O Livro das Semelhanças” – Ana Martins Marques.

Debora Lamm / Grace Gianoukas: “O Povo Brasileiro” – Darcy Ribeiro.

Deborah Evelyn: “Crime e Castigo” – Fiódor Dostoiévski.

Deborah Secco: “A Vida Como Ela É” – Nelson Rodrigues.

Denise Fraga: “Teatro Completo 2” – Bertolt Brecht.

Diogo Liberano / Silvia Buarque: “Raízes do Brasil” – Sérgio Buarque de Holanda.

Drayson Menezzes: “O Griot e as Muralhas” – Abdias Nascimento e Éle Semong.

Drica Moraes: “Para Educar Crianças Feministas” – Chimamanda Ngozi Adichie.

Eduarda Fadini: “Que País É Este?” – Millôr Fernandes.

Elisabeth Monteiro: “Bíblia”.

Enrique Diaz: “Cria da Favela” – Renata Souza.

Erom Cordeiro: “A.B.C. de Castro Alves” – Jorge Amado.

Fábio Assunção: “Contos de Cães e Maus Lobos” – Valter Hugo Mãe.

Fabio Enriquez: “Uma Ética Para o Novo Milênio” – Dalai Lama.

Felipe Rocha: “Um Defeito de Cor” – Ana Maria Gonçalves.

Felipe Hirsch: “Educação Como Prática da Liberdade” – Paulo Freire.

Fernanda Paes Leme: “Persépoli” – Marjane Satrapi.

Francisco Vitti: “Em Águas Profundas” – David Lynch.

Gabriel Chadan: “Sapiens: Uma Breve História da Humanidade” – Yuval Harari.

Gabriela Medvedovski: “1984” – George Orwell.

Giovanna Grigio: “Feminismo em Comum: Para Todas, Todes e Todos” – Marcia Tiburi.

Gloria Groove: “Vozes Transcendentes” – Larissa Ibúmi Moreira.

Graciana Valladares / Késia Estácio: “Quem Tem Medo de Feminismo Negro?” – Djamila Ribeiro.

Gustavo Vaz: “A Geração Superficial: o Que a Internet Está Fazendo Com Os Nossos Cérebros” – Nicholas Carr.

Gustavo Wabner / Michel Melamed / Pedro Henrique Müller: “Memórias Póstumas de Brás Cubas” – Machado de Assis.

Guta Stresser: “Os Sentidos do Lulismo” – André Singer.

Hananza: “Quarto de Despejo” – Carolina de Jesus.

Heitor Martinez: “Viva o Povo Brasileiro” – João Ubaldo Ribeiro.

Hugo Moura: “Textos em Ficção” – Hilda Hilst.

Ícaro Silva: “Ensaios de Amor” – Alain de Botton.

Isabella Dionísio: “Euteamo e suas Estreias” – Elisa Lucinda.

Izabella Bicalho: “Noites Tropicais” – Nelson Motta.

João Vitti: “Revolução Humana” – Daisaku Ikeda.

João Pedro Zappa: “O Que Eu Vi, O Que Nós Veremos” – Santos Dumont.

Johnny Massaro: “História das Crenças e das Ideias Religiosas” – Mircea Eliade.

Jorge Farjalla: “Calabar” – Chico Buarque e Ruy Guerra.

Jules Vandystadt: “As Energias Curativas da Música” – Hal A. Lingerman.

Juliana Alves: “Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes” – Elena Favilli e Francesca Cavallo.

Kadu Veiga: “Fahrenheit 451” – Ray Bradbury.

Kelzy Ecard: “O Amor Nos Tempos de Cólera” – Gabriel García Marquez.

Kiko Mascarenhas: “Desobediência Civil” – Henry David Thoreau.

Leo Bahia: “A Meninas Que Roubava Livros” – Markus Zusak.

Leona Cavalli: “Chico Mendes Por Ele Mesmo” – Chico Mendes.

Letícia Colin: “Insubmissas Lágrimas de Mulheres” – Conceição Evaristo.

Lilian Menezes: “A Preparação do Ator” – Constantin Stanislavski.

Lorena Comparato: “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se” – Manson Mark.

Louise D’Tuani: “Retrato do Artista Quando Jovem” – James Royce.

Luis Lobianco: “Devassos no Paraíso” – João Silverio Trevisan.

Mayte Piragibe: “O Pagador de Promessas” – Dias Gomes.

Marcelo Laham: “A Dupla Chamada: Amor e Erotismo” – Octavio Paz.

Marcio Machado: “Comunicação Não-Violenta” – Marshall B. Rosenberg.

Maria Fernanda Cândido: “A Paixão Segundo G.H.” – Clarice Lispector.

Mariana Xavier: “Outros Jeitos de Usar a Boca” – Rupi Kaur.

Mariana Ximenes: “Cartas Perto do Coração” – Fernando Sabino e Clarice Lispector.

Mel Lisboa / Thiago Lemmos: “Os Miseráveis” – Victor Hugo.

Mônica Iozzi: “Dona Flor e Seus Dois Maridos” – Jorge Amado.

Nelson Baskerville: “Dois Irmãos” – Fábio Moon e Gabriel Bá.

Orlando Caldeira: “A Autobiografia de Martin Luther King” – Martin Luther King Jr.

Oscar Fabião: “Mefisto” – Klaus Mann.

Patrícia Pillar: “O Mundo É Bárbaro” – Luis Fernando Veríssimo.

Pia Manfroni: “Essa Escola Chamada Vida” – Paulo Freire e Frei Betto.

Priscila Assum: “Mulheres, Raça e Classe” – Angela Davis.

Priscila Steinman / Sergio Ricardo Loureiro: “Pedagogia da Autonomia” – Paulo Freire.

Rafael Gomes: “O Sol Na Cabeça” – Geovani Martins e “O Amor dos Homens Avulsos” – Victor Heringer.

Rafael Primot: “Conversando com os Espíritos” – James Van Praagh e “O Pacifista” – John Boyne.

Renato Góes: “Dom Casmurro” – Machado de Assis.

Rodrigo Candelot: “Como Parar de Atuar” – Harold Guskin.

Samantha Schmütz: “A Lágrima e o Riso” – Maria Vilani.

Sergio Módena: “Leonardo da Vinci” – Walter Isaacson.

Silvero Pereira: “Xangô” – Ildasio Tavares e “Iansã” – Helena Theodoro.

Taís Araújo: “Um Defeito de Cor” – Ana Maria Gonçalves.

Thais Belchior: “A Revolução dos Bichos” – George Orwell.

Thalita Carauta: “O Cortiço” – Aluísio Azevedo.

Vera Zimmermann: “O Bhagavad Gita – Vol. 1” – Comentários por Sri Sri Ravi Shankar.

Virginia Cavendish: “Serial e Antes” – João Cabral de Melo Neto.

Ze Wendell: “A Metamorfose” – Kafka.

Visualizar esta foto no Instagram.

Pela Paz e pelo diálogo!

Uma publicação compartilhada por Patricia Pillar (@patriciapillar) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Democraticamente a(r)mada ????

Uma publicação compartilhada por Fernanda Paes Leme (@fepaesleme) em

Visualizar esta foto no Instagram.

respirando juntos!!!

Uma publicação compartilhada por Bárbara Paz (@barbararaquelpaz) em

Visualizar esta foto no Instagram.

DEMOCRACIA

Uma publicação compartilhada por Cissa Guimarães (@cissaguimaraes) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Votando com o livro na mão e a esperança no coração! ????????????????

Uma publicação compartilhada por Cláudia Abreu (@claudiaabreu_atriz) em

Visualizar esta foto no Instagram.

#haddadsim #haddad13 #elenao #elenão #virahaddad

Uma publicação compartilhada por Gustavo Vaz (@gustavo_vaz) em

Visualizar esta foto no Instagram.

A gente sabe que tá do lado certo da História ! ♥️✊????

Uma publicação compartilhada por Camila Pitanga (@caiapitanga) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Por PALAVRAS PRECIOSAS QUE NOS AJUDEM A PENSAR!

Uma publicação compartilhada por Denise Fraga (@denisefragaoficial) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Pela liberdade da Democracia e a força dos livros!

Uma publicação compartilhada por Drica Moraes (@oficialdricamoraes) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Voto com livro ????

Uma publicação compartilhada por Luis Lobianco (@luislobianco) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Votado.

Uma publicação compartilhada por Michel Melamed (@michelmel) em

Comentários

comments