Plantão

Adiado, musical Macunaíma só estreará no Rio em agosto

(Foto: Reprodução / Instagram)

O musical “Macunaíma”, colaboração entre a Cia. Barca dos Corações Partidos e a diretora Bia Lessa (de “PI – Panorâmica Insana”), só poderá ser visto no Rio de Janeiro no fim de agosto. Houve um atraso no cronograma e a temporada carioca, que deveria ter começado em maio, segundo a previsão inicial, foi adiada para depois das temporadas em Belo Horizonte e em São Paulo.

O espetáculo, adaptado do livro do modernista Mário de Andrade (1893-1945), estreia no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) da capital mineira no dia 28 de junho. Em São Paulo, chega em 18 de julho. A produção é da Sarau Agência de Cultura, a mesma que cuidou dos espetáculos anteriores da cia. teatral, como “Auê” e “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”.

Além do elenco da Barca, “Macunaíma” trará um elenco escolhido em audições. São eles Ângelo Flávio Zuhalê, Hugo Germano (de “Cartola – O Mundo É um Moinho”), Lana Rhodes (de “Ayrton Senna – O Musical”), Lívia Feltre (de “Edward Bond Para Tempos Conturbados”), Sofia Teixeira e Zahy Guajajara, além do músico Pedro Aune.

(Foto: Reprodução / Instagram)

A Barca dos Corações Partidos se diferencia de outras produções musicais pela tempo de maturação de seus projetos. “Macunaíma” levou sete meses em processo criativo para ficar pronto. O espetáculo seguirá a narrativa do livro, traçando a saga do personagem-título, nascido em uma tribo na Amazônia.

“Macunaíma”, o livro, é um marco da literatura modernista. A obra valoriza a linguagem coloquial, um diferencial na época, e é protagonizada por um herói preguiçoso. O livro já foi adaptado para o cinema, com Grande Otelo (1915-1993) no papel principal, e a adaptação musical teatral é aguardada com expectativa.

Comentários

comments