Cia. teatral encenará 500 páginas de As Mil e uma Noites: veja fotos dos ensaios – Teatro em Cena
Plantão

Cia. teatral encenará 500 páginas de As Mil e uma Noites: veja fotos dos ensaios

A Cia. Teatro Voador Não Identificado se propôs um grande desafio: encenar a coleção de histórias “As Mil e uma Noites” dividida em 33 partes – uma por sessão. A cada apresentação, os atores apresentarão uma parte diferente do livro, sem nunca se repetir. Isto é, a temporada será composta por 33 sessões distintas entre si. Para o elenco, significa trabalhar com uma dramaturgia de 500 páginas no total. Para dar conta da missão, os ensaios – ou melhor, treinos – estão acontecendo na Casa Quintal, na Lapa, e o Teatro em Cena recebeu as primeiras fotos. “Boa parte da pesquisa que temos feito no Teatro Voador Não Identificado (e que penso ser a chave do teatro contemporâneo) vai contra a noção de teatro como repetição. Nossos trabalhos procuram explorar, sempre que possível, a ideia de ‘apresentação única’, proporcionando para a plateia a vivência de uma experiência que não mais se repetirá”, diz o diretor Leandro Romano.

(Foto: Lia Maia)

Mas como se ensaia para 33 apresentações diferentes com 500 páginas? O ponto de partida foi se desligar da obrigatoriedade de decorar o texto. “É humanamente impossível”, afirma Romano. O objetivo desde o início foi descobrir maneiras de fazer o espetáculo sem decorar a peça. Foram propostos uma série de jogos. “Ensaiamos todas as 33 apresentações a fim de descobrir possíveis problemas (porque cada história do livro tem suas especificidades) e vamos combinando o conteúdo do livro com os jogos que propomos. A rotina é uma loucura justamente porque não conseguimos dar conta de encenar o texto. Nós jogamos com o texto. Por esse motivo, a peça acaba ganhando um caráter mais performático, mas nunca abandona a narrativa”, explica o diretor.

Os ensaios são um pouco parecidos com o de outro espetáculo da companhia, “O Processo” (2014), na qual um ator diferente era convidado para viver o protagonista cada apresentação. “Eu costumava dizer que o elenco não ensaiava, treinava. A diferença é que, em ‘As Mil e uma Noites’, esse trabalho é multiplicado por 33. É loucura!”, pondera Romano. De “O Processo”, estão no palco novamente Gabriel Vaz, Larissa Siqueira e Pedro Henrique Müller. O elenco é completado por Adassa Martins (de”Se Eu Fosse Iracema”), Bernardo Marinho (de “Os Sonhadores”), Clarisse Zarvos (de “Há Mais Futuro Que Passado”), Elsa Romero (de “Ponto Fraco”), João Rodrigo Ostrower (de “Conselho de Classe”), Julia Bernat (de “Cara de Fogo”) e Romulo Galvão (de “Catarse – Uma Para-Ópera”). “Acho que os atores já imaginavem que seria um trabalho monumental. Todos ficaram muito empolgados com o desafio de encarar um calhamaço!”, conta o diretor, “mas, é claro, não é uma tarefa simples. É, de fato, uma ralação”.

Apenas o prólogo se repetirá e fará um elo entre as 33 apresentações: a trajetória da princesa para adiar sua morte e enganar o rei. A cia. teatral ainda pretende relacionar as histórias do livro com a Primavera Árabe e a política brasileira. Entrevistas com refugiados e histórias de pessoas afetadas pelo governo Temer também compõem a dramaturgia. “Se no livro Sherazade tenta convencer o Rei a livrá-la da morte, no espetáculo ela desafia a plateia a encarar temas urgentes da sociedade contemporânea”, adianta o diretor.

A estreia está marcada para 29 de junho no Oi Futuro Flamengo.

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

(Foto: Lia Maia)

_____
SERVIÇO: sex a dom, 20h. R$ 30. 60 min. Classificação: 16 anos. De 29 de junho até 9 de setembro. Oi Futuro Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. Tel: 3131-3060.

Comentários

comments