Confira a lista completa de indicados à 28ª edição do Prêmio Shell RJ – Teatro em Cena
+ TeatroPremiações

Confira a lista completa de indicados à 28ª edição do Prêmio Shell RJ

A lista de indicados do segundo semestre ao Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro foi divulgada nesta terça (8/12). O grande destaque é “Caranguejo Overdrive”, da Aquela Cia. de Teatro. A peça, que fez temporada no mezanino do Espaço Sesc, está nomeada a quatro categorias da premiação: autor (Pedro Kosovski), direção (Marco André Nunes), ator (Matheus Macena) e atriz (Caranguejo Overdrive).

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Nas categorias de atuação, também foram indicados Gustavo Falcão por “Race” e Alessandra Verney por “Kiss Me, Kate – O Beijo da Megera”. Eles concorrerão em uma lista final, juntando os indicados do primeiro semestre também. O prêmio é de R$ 8 mil para cada vencedor.

Os atores indicados do segundo semestre; Matheus Macena, Gustavo Falcão, Alessandra Verney e Carolina Virguez (Fotos: Divulgação)

Os atores indicados do segundo semestre; Matheus Macena, Gustavo Falcão, Alessandra Verney e Carolina Virguez (Fotos: Divulgação)

Essa é a 28ª edição do Prêmio Shell, com os mesmos jurados do ano passado: Ana Achcar, Bia Junqueira, João Madeira, Macksen Luiz e Moacir Chaves. Os vencedores serão anunciados em março de 2016. Confira a lista completa de indicados, unindo os do primeiro e segundo semestres:


Autor:

Diogo Liberano por “O narrador”
Pedro Kosovski por “Caranguejo Overdrive”
Beth Zalcman e Simone Kalil por “Brimas”
Paulo Betti por “Autobiografia Autorizada”

Direção:
Marco André Nunes por “Caranguejo Overdrive”
Renato Carrera por “Abajur lilás”
Ana Teixeira e Stéphane Brodt por “Salina, a Última Vértebra”
Marcio Abreu por “Krum”

Ator:
Gustavo Falcão por “Race”
Matheus Macena por “Caranguejo Overdrive”
Danilo Grangheia por “Krum”
Joelson Medeiros por “Madame Bovary”

Atriz:
Alessandra Verney por “Kiss me, Kate! O beijo da megera”
Carolina Virguez por “Caranguejo Overdrive”
Tatiana Tibúrcio por “Salina, a Última Vértebra”
Suzana Faini por “Família Lyons”

Cenário:
Paulo de Moraes e Carla Berri por “Inútil a chuva”
Fernando Mello da Costa por “O Pena carioca”
Daniela Thomas e Camila Schimidt por “Hora Amarela”
Fernando Marés por “Krum”

Figurino:
Carol Lobato por “Kiss me, Kate! – O beijo da megera”
Antônio Guedes por “O homessexual ou a dificuldade de se expressar”
Ana Teixeira e Stéphane Brodt por “Salina, a Última Vértebra”
Samuel Abrantes por “Eugênia”

Iluminação:
Maneco Quinderé por “Inútil a chuva”
Paulo Cesar Medeiros por “A Santa Joana dos matadouros”
Aurélio di Simoni por “Meu Sabá”
Renato Machado por “Madame Bovary”

Música:
Marcelo Alonso Neves por “Amargo fruto – a vida de Billie Holiday”
Tato Taborda por “Befles excêntricos”
Felipe Vidal e Luciano Moreira por “Contra o Vento”
Nei Lopes por “Bilac Vê Estrelas”

Inovação:
– Claudio Lins pela iniciativa de criar uma dramaturgia musical em diálogo com a obra de Nelson Rodrigues no espetáculo “O beijo no asfalto”.
– Luiz Felipe Reis pela multiplicidade de linguagens na abordagem cênica sobre a ação do homem nas transformações climáticas em “Estamos indo embora”.
– ‘Teatro Voador Não Identificado’ pela proposição de dispositivo cênico na montagem de “O Processo”, que revela o exercício dos atores em criação, além de atualizar a história de Kafka.
– ‘Companhia Amok Teatro’ pelo processo de seleção e treinamento do elenco para o espetáculo “Salina, a Última Vértebra”.

Comentários

comments