Em Cartaz

Agenda – Agosto de 2018

O Abacaxi
A obra fala dos dilemas de diferentes gerações: de um lado uma que, mesmo acostumada com outros modelos de família (mães solteiras, divorciadas, etc.), permanece influenciada pelo tradicionalismo de casamentos duradouros, com casas capitaneadas pelas mulheres; e do outro, uma de filhos que diluem os modelos de relação e encaram com um olhar mais livre novos tratos amorosos para além das normas tradicionais. Em cena, esses conflitos são vividos através dos mais variados tipos de casais – um casal que busca cumplicidade na tentativa de abrir sua relação para outras pessoas, um trio amoroso, um casal de amigos _ que em comum têm a busca por um amor que liberte. Com Veronica Debom e Marcius Melhem. Texto de Veronica Debom, com direção de Debora Lamm. SERVIÇO: seg e ter, 19h. R$ 20. 80 min. Classificação: 14 anos. Até 14 de agosto. Teatro SESI Centro – Avenida Graça Aranha, 1 – Centro. Tel: 2563-4164.

Amor Barato – O Romeu e Julieta dos Esgotos
A improvável e imprevisível história de amor entre Dom e Dona, membros de famílias rivais e habitantes dos subterrâneos do poder de uma metrópole, se transforma num frenético mergulho num universo onde humor, poesia, segredos escondidos e verdades não ditas formam as muitas faces de uma mesma moeda. Narrado por meio de texto e canções originais, esse musical urbano e com forte crítica social se inspira em fábulas e em histórias clássicas de amor para cantar com paixão e ironia o encontro entre diferentes. Com Adriana Capparelli, Aline Machado e outros. Texto de Fábio Espírito Santo, que divide a direção com Ana Paula Bouzas. SERVIÇO: sex e sáb, 20h30; dom, 19h. R$ 30 (ou R$ 7,50 para associados Sesc). 90 min. Classificação: 16 anos. Até 26 de agosto. Sesc Copacabana – Teatro de Arena – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.

Apatia Dinossauro
A, B e C se encontram ao acaso, mas em um momento decisivo para suas trajetórias. Entre querer partir e permanecer, as personagens revelam a apatia frente aos avanços do conservadorismo. Buscam nas interfaces amparo para a dor que lhes é intrínseca. Com Breno Motta, Frederico Araujo e Julia Deccache. Texto e direção de Caio Riscado. SERVIÇO: sáb a seg, 19h. R$ 40. 60 min. Classificação: 14 anos. Até 27 de agosto. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Galeria 2 – Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel: 2535-3927.

Bonifácio Bilhões
Tenha cuidado com suas promessas. Elas podem ser cobradas. Principalmente aquela que se faz em filas de casas lotéricas, com o entusiasmo dos esperançosos: “se eu ganhar, te dou metade do prêmio!”. Foi isso que disse o economista Walter Antunes ao representante comercial Bonifácio. Não dá outra! O jogo feito é premiado, e Bonifácio, num belo dia, aparece para cobrar sua parte. Mas ao se ver rico, Antunes esquece o que disse, indo contra suas convicções pessoais. Quando o dinheiro entra em cena, as pessoas se vendem, perdem o caráter e as condutas são postas em xeque. Com Fernando Ceylão, João Camargo e Flávia Monteiro. Texto de João Bethencourt, com direção de Marcus Alvisi. SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 20h. R$ 70 (qui, sex e dom) e R$ 80 (sáb). 90 min. Classificação: 14 anos. Até 30 de setembro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Brimas
emcartaz-brimas Duas senhoras imigrantes, Ester e Marion, revivem, com muito humor, suas histórias, enquanto cozinham quibes para um velório. O riso, a saudade da família e as memórias do passado se misturam nessa história cheia de emoção e sabedoria. Texto e atuação de Beth Zalcman e Simone Kalil, com direção de Luiz Antônio Rocha. SERVIÇO: sex a dom, 20h. R$ 50. 70 min. Classificação: livre. Até 12 de agosto. Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí. Tel: 3674-7515.

O Buraco
A escavação de um buraco é o pano de fundo para esta história. O conflito é gerado a partir das reflexões sobre o porquê e pra quê se cavar um buraco. O autor e diretor Reynaldo Barreto Lisboa faz esta abordagem de forma subjetivadando a oportunidade a plateia de pensar como personagens, refletindo sobre seus valores, suas convicções e inseguranças. Com Marcia Aicram e Marcelo Evangelista. Da Cia. da Capital. SERVIÇO: qua, qui e sex, 19h. R$ 20. Classificação: 10 anos. De 16 até 23 de agosto.Teatro Dulcina – Rua Alcindo Guanabara, 17 – Cinelândia. Tel:2240-4879.

O Caos Reina
Na cidadela onde reside uma fervorosa família religiosa, notícias de guerra amedrontam seus habitantes. Cego por uma fé inabalável, o pai faz analogias bíblicas diretas a Deus em absolutamente tudo, seja ao relacionar-se com a esposa ou na educação dos dois filhos. Convencido por uma revelação o Pai incumbe a família a preparar uma espécie de nova arca de Noé. Sete anos se passaram desde que uma tragédia nuclear em decorrência da guerra dizimou (ou não), a humanidade. Os filhos estão refugiados em uma caverna e são vigiados pela Dona Raposa, que mantém uma fogueira acesa do lado de fora para garantir a luminosidade e o calor. No refúgio que abriga os sobreviventes, o “Lugar”, vive também a peçonhenta – personagem inspirada na serpente bíblica. Ali estão cultivadas uma macieira e um pé de urucum, que levarão os irmãos a um conflito existencial onde será definido o futuro da humanidade e do planeta. Com Daniela Cruvinel, Eric Polly e outros. Texto e direção de Pedru Maia. SERVIÇO: ter e qua, 20h. R$ 50. Classificação: 14 anos. Até 15 de agosto. Teatro Cândido Mendes – Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema. Tel: 2523-3663.

Os Caras
Stand up comedy. Jefferson Farias (A Praça é Nossa), Kwesny (Pânico na TV), Matheus Mad (Facebook) e Yuri Marçal (“Quem Chega Lá” – Domingão do Faustão) irão receber, a cada semana, um convidado especial, que será um comediante de peso no cenário da comédia nacional. Convidados: Victor Sarro (5/3), Rodrigo Marques (12/3), Igor Guimarães (19/3) e Nany People (26/3). SERVIÇO: seg, 20h. R$ 50. 70 min. Classificação: 14 anos. Até 27 de agosto. Teatro dos Quatro – Rua Marquês de São Vicente, 54 – Gávea. Tel: 2239-1095.

Confissões de um Senhor de Idade
Deus encarna no corpo de um simples mortal para propor um estranho pacto ao ator Flavio Migliaccio: se ele ajudar a desvendar um caso estranho que está acontecendo no céu, receberá a recompensa da vida eterna. Num diálogo bem humorado com Deus, Flávio conta suas histórias, suas experiências, suas memórias, saudades e até tristezas, tudo com o bom humor que sempre foi a sua marca. Detalhes da vida íntima do artista também serão revelados – uma forma de presentear o público, em agradecimento ao carinho recebido pela comemoração dos 60 anos de carreira. Com Flavio Migliaccio e Luciano Paixão. Texto e direção de Flavio Migliaccio. SERVIÇO: ter e qua, 21h. R$ 60. 55 min. Classificação: 10 anos. Até 28 de agosto. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2239-1095.

Cuidado! Animais na Pista
Uma mulher vem a público contar sua história: de uma hora para outra, sem nenhum motivo aparente, ela deixou de dormir. Delírios e transformações internas e externas vão acontecendo vertiginosamente, até ela acabe se transmutando num animal estranho. Texto e atuação de Eliane Costa, com direção de Rubens Camelo. SERVIÇO: sáb a seg, 20h30. R$ 30. 55 min. Classificação: 14 anos. Até 3 de setembro. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Galeria – Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel: 2535-3846.

Dei a Elza em Você
Conta a trajetória de três drag-queens muito hilárias e três belos rapazes que para sanarem suas dívidas financeiras, resolvem montar um show musical revivendo os anos da era disco music (70/80). A partir daí, com muito humor, muita trapaça, muita confusão, nossas personagens armam um plano mirabolante para que possam aplicar um golpe umas nas outras a fim de se apossarem da bilheteria de estreia do show e literalmente “se dar bem” nessa história. Mas o que não previam é que um final surpreendente pudesse mudar todo o rumo de seus planos. Com Dolores Del Rio, Fernando Giusti e outros. Texto de Fernando Giusti, com direção de Marco Miranda. SERVIÇO: sex, 19h. R$ 60. 70 min. Classificação: 14 anos. De 10 até 31 de agosto. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Ed&Cath
Um “conto de fadas regado à cachaça”. A montagem busca trazer para dentro do teatro a linguagem dos espetáculos de rua. A plateia é recebida pelos atores, ainda com as luzes acesas, e são servidas doses de pinga para um brinde inicial. Todos confortáveis, dá-se início a saga de Edmundo para conquistar o coração da impenetrável Catharina. Da Cia. Doêrro. Com Helena Almeida e Ruy Carvalho. Texto e direção de Helena Almeida. SERVIÇO: qui, 20h. R$ 40. 70 min. Classificação: 18 anos. Até 6 de setembro. Teatro Cândido Mendes – Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema. Tel: 2523-3663.

Elizeth, a Divina
O musical apresenta, não necessariamente em ordem cronológica, momentos marcantes da vida de Elizeth Cardoso (1920-1990) e sua força poética através da música, do humor e da elegância, marcas registradas de sua personalidade. Momentos como a gravação de “Canção de Amor”, seu primeiro sucesso em disco de 78 RPM, em 1950, o inesquecível show de 1968 no Teatro João Caetano com o Zimbo Trio, Jacob do Bandolim e o conjunto Época de Ouro, sua profunda amizade com Hermínio Bello de Carvalho, seus romances, suas turnês pelo mundo. Como pano de fundo, o panorama histórico de sete décadas será conduzido pelo vasto e conhecido repertório de Elizeth. Com Izabella Bicalho. Texto de Cora Carvalho, com direção de Sueli Guerra e supervisão de João Fonseca. SERVIÇO: qua, 17h; qui, 19h. R$ 50. 120 min. Classificação: livre. Até 16 de agosto. Teatro Maison de France – Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro. Tel: 2544-2533.

Elza
A trajetória de Elza Soares é sinônimo de resistência e reinvenção. As múltiplas facetas apresentadas ao longo de sua majestosa carreira estarão no musical. Sete atrizes vão dividir a missão de evocar a intérprete. Marcada por uma série de tragédias pessoais – a morte dos filhos e de Garrincha, a violência doméstica e a intolerância –, a jornada de Elza é contada com alegria. Foi este o único pedido da própria cantora. Com Larissa Luz, Késia Estácio e outras. Texto de Vinicius Calderoni, com direção de Duda Maia. SERVIÇO: qui, 19h; sex e sáb; 20h; dom, 18h. R$ 40 a 100 (qui e dom); R$ 50 a R$ 130 (sex); e R$ 50 a R$ 150 (sáb). 120 min. Classificação: 14 anos. Até 30 de setembro. Teatro Riachuelo – Rua do Passeio, 38/40 – Centro. Tel: 2533-8799.

Essa Coisinha Estúpida Chamada Amor
Luiz Fernando, Marcelo e Sérgio são três homens que tiveram algum tipo de problema amoroso com seus pares. Luiz Fernando foi traído, e sua esposa o abandonou; Sérgio foi abandonado devido ao seu comportamento hostil, hipocondríaco e paranoico, devido ao seu transtorno de ansiedade, qual nunca se preocupou em tratar; E Marcelo, um rapaz com problemas de peso, que perdeu cedo seus pais, nunca conseguiu entrar em um namoro, e se vitimiza todos os dias usando isso para seu mérito pessoal… Quando funciona. Juntos, e sem saber como chegaram ali, os três se encontram em uma espécie de terapia com uma doutora chamada Marise, que vai fazê-los confrontarem e também tentarem entender onde e como erraram com seus respectivos pares. Com Ana Rosa Nery, Fael Velloso, Heitor Esteves e Yuri Goldenberg. Texto de Fael Velloso, com direção de Matheus Brito. SERVIÇO: sex, 20h. R$ 40. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 31 de agosto. Teatro Henriqueta Brieba – Tijuca Tênis Clube – Rua Conde de Bonfim, 451 – Tijuca. Tel: 3294-9400.

Eu Sou Eu Porque Meu Cachorro Me Conhece
A peça se realiza no cruzamento de diferentes mídias e expressões artísticas, criando uma dramaturgia ótico-sonora, tendo como fundo as acrobacias verbais propostas por Gertrude Stein. O espetáculo dá seguimento às investigações da diretora sobre os processos de acesso ao real na cena ficcional com objetivo de buscar, em todas as situações propostas, o ator e o sujeito em situação de embaraço diante de um público que espera uma mensagem ou um sentido que não virá. Com Eduardo Ibraim, Joana Caetano. Direção geral, pesquisa e dramaturgia de Martha Ribeiro. SERVIÇO: ter e qua, 19h. R$ 30. 70 min. Classificação: 16 anos. De 14 até 22 de agosto. Teatro da UFF – Centro de Artes – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói. Tel: 3674-7515.

Filhos do Pai
O espetáculo revela o encontro entre um pai e seu filho, que está ensaiando a peça Hamlet. A partir desse encontro constrangedor entre pai e filho, que nitidamente parecem dois estranhos, é estabelecido um duelo de palavras, que aos poucos vai desvendando a tensa relação entre eles. Um passado sombrio e diversos conflitos mal resolvidos vêm à tona. Com Antonio Pitanga e Nando Cunha. Texto de Maurício Witczak, com direção de Clarissa Kahane. SERVIÇO: sex a dom, 20h. R$ 30. Classificação: 14 anos. Até 19 de agosto. Sesc Tijuca – Teatro 1 – Rua Barão do Bom Retiro, 539 – Tijuca. Tel: 3238-2139.

Uma Frase para Minha Mãe
A dramaturgia, que tem toques proustianos ao refletir sobre a passagem da vida para a literatura e o nascimento de um escritor, mobiliza sensações afetivas e corporais ligadas à figura e à língua materna, envolve afeto, filosofia, pensamento, visão de mundo, política e pesquisa de linguagem. Inspirado na obra de Christian Prigent. Com Ana Kfouri. Texto de Christian Prigent, com direção de Ana Kfouri, com colaboração artística de Marcio Abreu. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 20h. R$ 30. 60 min. Classificação: 12 anos. De 10 de agosto até 2 de setembro. Sesc Copacabana – Mezanino – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2548-1088.

Frida Kahlo, a Deusa Tehuana
Monólogo livremente inspirado na artista mexicana Frida Kahlo, fragmentos da vida e do pensamento de uma mulher à frente do seu tempo. O espetáculo desconstrói o mito, construindo uma Frida humana, bem diferente da figura pop na qual foi transformada. Com Rose Germano. Texto de Rose Germano e Luiz Antonio Rocha, que assina a direção. SERVIÇO: qui a sáb, 19h. R$ 50. 60 min. Classificação: 16 anos. Até 29 de setembro. Teatro Eva Herz – Rua Senador Dantas, 45 – Centro. Tel: 3916-2600.

Godspell
Famoso musical da Broadway, sucesso nos anos 1970, por subverter a estética e a narrativa comumente associada à figura de Jesus Cristo. Não busca desvirtuá-lo, mas sim aproximar a essência de sua mensagem à realidade de todos nós através de canções pop-rock, que se tornaram clássicos do teatro musical e da música mundial. Com Leo Bahia, Raphael Rossatto e outros. Texto de John-Michael Tebelak, com direção de João Fonseca. SERVIÇO: ter e qua, 20h. R$ 40. 120 min. Classificação: livre. Até 29 de agosto. Teatro Cesgranrio – Rua Santa Alexandrina, 1011 – Rio Comprido. Tel: 2103-9682.

O Grelo em Obras
Espetáculo de comemoração dos 20 anos do grupo O Grelo Falante. O espetáculo é uma revisão da trajetória desse coletivo de mulheres que faz humor sobre tudo, mas, acima de tudo, é uma autocrítica implacável ao conteúdo produzido pelo grupo ao longo desse tempo. Se muita coisa mudou nas últimas duas décadas, o Grelo acompanha essas mudanças por meio de uma releitura e de novas possibilidades. Texto e atuação de Carmen Frenzel, Claudia Ventura e Lucília de Assis. Direção de Fabiano de Freitas. SERVIÇO: sáb e dom, 20h30. R$ 40. 70 min. Classificação: 14 anos. Até 19 de agosto. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Rua Visconde Silva, s/n – Humaitá. Tel: 2535-3846.

HEISENBERG – A Teoria da Incerteza
O espetáculo se utiliza da ‘Teoria da Incerteza’, de Werner Heisenberg – que diz que é possível medir a velocidade ou a posição das partículas subatômicas, mas nunca ao mesmo tempo – para falar do inusitado encontro entre duas pessoas, com vivências e universos muito particulares, além de explorar as singularidades de cada personagem a partir de alguns conceitos da física quântica. O texto aborda o encontro entre um homem e uma mulher que, circunscritos à solidão e ao tédio, enxergam nesse encontro a possibilidade de significar suas existências e o próprio mundo. Com Barbara Paz e Everaldo Pontes. Texto de Simon Stephens, com direção de Guilherme Piva. SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 19h. R$ 70. 80 min. Classificação: 16 anos. Até 2 de setembro. Teatro Poeira – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.

Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo 2
A comédia conta a história de Jonas que continua sua busca pela mulher perfeita, e nesse processo, encontra deus e para sua surpresa, descobre que deus é mulher e é cearense. Deus então, faz uma proposta para Jonas passar a sentir tudo o que as mulheres sentem para entender a visão feminina sobre o universo masculino. Com Drika Mattos e Carlo Simões, que assina texto e direção. SERVIÇO: qui a sáb, 19h; dom, 18h. R$ 60. Classificação: 14 anos. De 17 de agosto até 14 de outubro. Teatro Miguel Falabella – Norte Shopping – Avenida Dom Hélder Câmara, 5332 – Cachambi. Tel: 2597-4452.

Impromédia
Espetáculo onde tudo é feito na hora com a ajuda da plateia, através de temas sugeridos no exato momento em que a apresentação se desenvolve. O roteiro proposto é estruturado em jogos de improviso que são realizados de forma dinâmica e descontraída. O improviso e a sugestão de um tema livre são as únicas ferramentas para a elaboração das cenas que se diversificam espontaneamente com a interação do público presente. Esta é a única regra válida no início de cada apresentação. Com texto e atuação de André Lamare, Cristiano Lopes e Bayron Alencar, com direção de Luiz Fernado Guimarães. SERVIÇO: dom, 21h59. R$ 60. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 26 de agosto. Teatro Miguel Falabella – Norte Shopping – Avenida Dom Helder Câmara, 5332 – Del Castilho. Tel: 2597-4452.

O Incansável Dom Quixote
Este homem de incomparável coragem e retidão, sempre montado em seu cavalo Rocinante e ao lado de seu escudeiro-amigo-braço-direito Sancho Pança, passa por muitas desventuras em teste de sua obstinação e coragem. Perde batalhas, duvidam de sua saúde mental o chacoteiam… mas nada disso é páreo para a mente inquieta e o coração incomensurável do “Cavaleiro da Triste Figura”. Texto e atuação de Maksin Oliveira, com direção de Reynaldo Dutra. SERVIÇO: ter e qua, 19h. R$ 40. 70 min. Classificação: livre. De 21 de agosto até 19 de setembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Teatro Rogério Cardoso – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2015.

Inimigo Oculto
Buscando trazer empatia e reflexão, o espetáculo mostra, de forma itinerante, as diversas tipificações de violência à mulher: simbólica, psicológica, física, sexual e moral e como essas agressões foram romantizadas e naturalizadas. Embora a violência sofrida pelas mulheres seja o mote do espetáculo, as cenas são compostas de muita sutileza, mas nem por isso menos angustiantes, pois a interferência realista é maior do que a ficcional. O cenário ‘doméstico’, onde o espectador está inserido, foi escolhido intencionalmente como palco dessa encenação para aproximar o público da realidade, causar empatia imediata e provocar sentimentos, no mínimo, desconfortáveis. Com Cláudia Barbot, Elisa Riqueza e outros. Texto de Roberta Simoni e Rodrigo França, que divide a direção com Andrea Bordadagua. SERVIÇO: sáb, 20h; dom, 19h. R$ 40. 50 min. Classificação: 16 anos. Até 26 de agosto. Casa Rio – Rua São João Batista, 105 – Botafogo. Tel: 2148-6999.

Os Inocentes de Ipanema
A súbita morte da Matriarca Brenda de Cândida, moradora do tradicional bairro de Ipanema, abala toda estrutura da família, na qual não se convive há mais de 20 anos, ocasionando em seu enterro o momento único de despedida, e de reencontro, onde quatro irmãos, que praticamente são quatro desconhecidos, se reencontram. Rodeado por marcas do passado, e um mistério que envolve a trajetória dessa mãe e seus filhos, num bem humorado conflito familiar, onde as descobertas são o ponto de início da trama, entre revelações e resgate de valores, questionamentos de afeto, e a ausência deles, conduta e moral, colocando em cheque uma sociedade contemporânea individualista, e pouco afetiva. Com Rita Luz, Jefferson Jima e outros. Texto e direção de Fabrisio Coelho. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 30. 60 min. Classificação: livre. Até 30 de setembro. Castelinho do Flamengo – Praia do Flamengo, 158 – Flamengo. Tel: 2205-0655.

Isaura Garcia – O Musical
Uma das mais importantes personalidades da Música Popular Brasileira. Musa da época de ouro do rádio no Brasil. Mulher de coragem e à frente do seu tempo. Isaura Garcia marcou uma época com sua voz e personalidade. O musical retrata a história de Isaurinha, uma mulher que estava à frente do seu tempo, que sofreu por amor, fez história com sua obra primorosa e alcançou o estrelato nacional com sua interpretação marcante. Poucas cantoras tiveram um adjetivo tão justo colocado ao seu nome: Isaurinha, a Personalíssima. Com Rosamaria Murtinho, Kiara Sasso, Soraya Ravenle e outros. Texto de Júlio Fischere direção de Jacqueline Laurence. SERVIÇO: qui, 20h; sex, 20h; sáb, 17h30 e 21h; dom, 18h. R$ 50 até R$ 150. Classificação: 12 anos. Até 14 de outubro. Teatro Oi Casa Grande – Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon. Tel: 2511-0800.

Kolpert
Comédia Um casal cool recebe em seu apartamento colegas de trabalho. Era pra ser um jantar. Nenhuma comida foi feita. Um cara agressivo e uma mulher sonsa estão agora ali, na sala desse casal descolado que diz, entre risadas debochadas, que mataram o velho chato do trabalho. Dizem que ele está ali, atrás deles, dentro do baú. Com Antonio Pina, Gustavo Damasceno e outros. Texto de David Gieselmann e direção de Ole Erdmann. SERVIÇO: ter, 20h. R$ 30. 90 min. Classificação: 18 anos. Até 29 de agosto. Teatro Municipal Café Pequeno – Avenida Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel: 2294-4480.

O Livro dos Espíritos – A Saga de Kardec
Adaptação das passagens de vida do educador, escritor e tradutor francês Hippolyte León Denizard Rivail, no século XIX, a partir do primeiro contato com experiências mediúnicas até a decisão de publicar o seu primeiro livro sobre a Doutrina Espírita, chamado “O livro dos espíritos”, sob o pseudônimo de Allan Kardec. Com Rogério Fabiano, Érica Collares e outros. Texto de Cyrano Rosalém, com direção de Rogério Fabiano e Érica Collares. SERVIÇO: qua, 21h; qui, 18h. R$ 70. 70 min. Classificação: livre. Até 20 de dezembro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Loloucas
As atrizes dão vida a duas velhinhas para falar, com humor, sobre a inexorável passagem do tempo e os laços que as unem. No espetáculo, as velhinhas, assíduas frequentadoras de teatro, chegam atrasadas a uma peça e, ao tentarem ir embora, se dão conta que estão no palco, onde, a partir daquele ponto de vista inédito, acabam se abrindo sobre suas histórias de vida e virando protagonistas de seu próprio espetáculo. Com Heloísa Périssé e Maria Clara Gueiros. Texto de Heloísa Périssé, com direção de Otávio Müller. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 20h. R$ 90. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 30 de setembro. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso – Gávea. Tel: 2239-1095.

Mamãe Voltou
Até aonde pode chegar a fixação de uma mãe por um filho? Dona Conceição irá nos mostrar exatamente isso. Ela é engraçada, afetuosa, teimosa e entre outras coisas, ela é capaz de ressuscitar dos mortos pra tomar conta da vida do filho Jorginho. Com Raphael Monteiro, Vander Rabelo e outros. Texto e direção de Rodrigo Scheer. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 50. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 12 de agosto. Teatro Miguel Falabella – Norte Shopping – Avenida Dom Hélder Câmara, 5332 – Cachambi. Tel: 2597-4452.

Mansão Dolorosa
Adaptação contemporânea das “Três Irmãs”, de Anton Tchekhov. Uma festa brilhante na mansão decadente da família. Era pra ser assim o aniversário de Irina. Mas, incapazes de quebrar as molduras de suas vidas, os protagonistas permanecem na mediocridade. O que parece importar é só: com todo meu talento ainda não explorado, preciso mesmo de um plano B para minha vida? Ou terapia resolve? Com Ártemis, Fernanda Oliveira e outros. Texto de Rebekka Kricheldorf, com direção de Ole Erdmann. SERVIÇO: sex e sáb, 19h30. R$ 30. 105 min. Classificação: 16 anos. Até 25 de agosto. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo – Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa. Tel: 2215-0618.

O Matador de Santas
Jorgina é uma histérica e paranóica senhora da classe média carioca de um lugar qualquer. Entre suas ocupações estão observar pela janela a vida alheia, oprimir a filha, Queridinha, e humilhar o marido aposentado, Baltazar. Quando um serial killer começa a assustar a cidade matando mulheres com nome de santa, as suspeitas de Jorgina se tornam a oportunidade de ter o reconhecimento da sociedade e uma possível ascensão. Com Agatha Duarte, Anderson Alcantara e outros. Texto de Jô Bilac, com direção de Daniel Ferrão. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 19h. R$ 40. Classificação: 12 anos. Até 26 de agosto. Teatro Municipal Maria Clara Machado – Avenida Padre Leonel Franca, 240 – Gávea. Tel: 2274-7722.

Match
emcartaz-match Dois jovens se encontram quatro semanas após terem ficado juntos apenas por uma noite. O reencontro dá origem a uma longa jornada onde ambos terão que confrontar seus mundos bem estruturados com suas próprias angústias e vontades. A partir do original Phoenix, o espetáculo é o retrato de uma história a dois que começa num aplicativo, podendo ter qualquer desdobramento. Através do humor e da ironia, aparecem questões latentes desse tipo de relação, transitando por temas como sexo casual, gravidez, aborto e carreira, de forma leve e direta. Com Carol Tilkian e Ciro Sales. Texto de Scott Organ, com direção de Bruno Guida. SERVIÇO: sáb a seg, 20h30. R$ 30. 60 min. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel: 2535-3927.

Mármore
Um mundo em que há uma pressão social para demonstrar alegria constante e qualquer sinal de tristeza é discriminado. Parece familiar? As crianças já nascem sorrindo e a diferença entre perfeição e realidade é quase imperceptível. Nesse contexto em que a melancolia é um sentimento marginal, o espectador acompanha a angústia de uma família que tenta manter as aparências enquanto o próprio bebê apresenta um desvio comportamental imperdoável: ele chora. Em meio à crise, o casal ainda tem que lidar com um compromisso social, um jantar com a irmã e seu marido. Durante o espetáculo, fragmentos do jantar se alternam com reflexões dos próprios personagens, confundindo projeções idealizadas e realidade. Cabe ao público interpretar esse retrato distorcido por mentiras e hipocrisias. Com Vitor Novello e Fernanda Alice. Texto da Cia. De Bolso e direção de Gabriel Rochlin. SERVIÇO: ter e qua, 19h. R$ 40. 60 min. Classificação: livre. Até 5 de setembro. Teatro Eva Herz – Rua Senador Dantas, 45 – Centro. Tel: 3916-2600.

Mentira Tem Perna Curta
João é um pilantra com alto poder de convencimento, capaz de engendrar as maiores mentiras para se dar bem ou para ajudar aqueles de quem gosta. Ah sim, faltou dizer que João é um anão de pouco mais de um metro de altura. Uma das armações de João acaba prejudicando o romance de Carlos, seu melhor e corretíssimo amigo, fazendo com que sua namorada, Ana, vá para os braços de seu patrão, o milionário mau caráter, Roberto. Numa partida de Poker, para tentar ajudar o amigo, João arquiteta mais um de seus planos… Será que vai dar certo? Com Gigante Léo, Catarina Saibro e outros. Texto de Gigante Leo e Ulisses Mattos, com direção de Thiago Greco. SERVIÇO: sex e sáb, 23h. R$ 60. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 25 de agosto. Teatro Miguel Falabella – Norte Shopping – Avenida Dom Helder Câmara, 5332 – Del Castilho. Tel: 2597-4452.

Meus Duzentos Filhos
Um dos homens mais generosos, humanistas e sábios que viveu neste mundo é o personagem central da peça: Janusz Korczak, pedagogo, pediatra e escritor judeu polonês, fundador e gestor do Orfanato Modelo, em Varsóvia, onde se dedicou durante 30 anos a formar e educar órfãos, oferecendo as crianças amor, carinho, respeito e instrução moral para enfrentar a vida. Korczak viveu para educar e cuidar dos pequenos que amparou e morreu com eles, nas mãos nazistas no campo de Treblinka, em 1942. Com Marcelo Aquino. Texto de Miriam Halfim, com direção de Ary Coslov. SERVIÇO: sex a dom, 19h. R$ 40. Classificação: livre. De 18 de agosto até 23 de setembro. Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) – Avenida Rio Branco 241 – Centro. Tel: 3621-2550.

Minha Futura Ex
O ditado diz: “Quando um não quer, dois não brigam”. Mas será que ele é válido na separação de um casal, onde apenas um dos cônjuges quer consumá-la? E será que um elevador parado e sem luz é o local ideal para se “arrumar as gavetas” desta relação? Depois de anos de vida em comum, podemos ter certeza de que conhecemos a pessoa com a qual dividimos nossa vida? Talvez a solução encontrada por este casal seja um ponto de partida para que muitos outros possam se identificar e, assim chegar, quem sabe, a um melhor entendimento. Com Agnes Xavier e Helio Zachi. Texto de Lina Rossana Ostrovsky, com direção de Rogério Fabiano. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 20h. R$ 70. 75 min. Classificação: 16 anos. Até 26 de agosto. Teatro Fashion Mall – Shopping Fashion Mall – Estrada da Gávea, 899 – São Conrado. Tel: 2422-9800.

Moléstia
O casal Breno e Mabel hospeda em sua casa Cadu, amigo de longa data, dando oportunidade para aprofundarem suas relações dúbias de amizade e atração física. Mas a confiança entre eles é quebrada quando o casal descobre que seu filho Thiago foi abusado sexualmente. Todos os indícios apontam para Cadu, disparando um agressivo jogo de manipulação que revela as sombras, melindres e julgamentos das personagens e da criação do filho. Com Ciro Sales, Camila Moreira e outros. Texto de Herton Gustavo Gratto, com direção Marcéu Pierrotti. SERVIÇO: sáb e dom, 20h. R$ 30. 50 min. Até 26 de agosto. Reduto – Rua Conde de Irajá, 98 – Botafogo.

Molière – Uma Comédia Musical
O ilustre dramaturgo Molière, mestre da Comédia, e o estreante autor épico Jean Racine, travam uma luta tragicômica, repleta de trapaças e reviravoltas, pelo domínio dos palcos da corte de Luiz XIV, o Rei Sol. O fanático Arcebispo Péréfixe, entusiasta da guerra, se aproveita do conflito entre os artistas para banir do reino o próprio Teatro, instaurando no país uma era de censura, violência e sacrifício. Uma miríade de personagens da aristocracia, da plebe, do clero, do exército, das tabernas e dos tablados desfilam por palácios, igrejas, salas de espetáculo, bordéis e campos de batalha. A orquestra do maestro Lully embala essa tumultuada França do século XVII com o toque tropical das músicas do cancioneiro Caetano Veloso. Com Matheus Nachtergaele, Renato Borghi e outros. Texto de Sabina Berman, com direção de Diego Fortes. SERVIÇO: sex e sáb, 20h; dom, 18h. R$ 40. 120 min. Classificação: Até 2 de setembro. Teatro Adolpho Bloch – Rua do Russel, 804 – Glória.

MPB Musical Popular Brasileiro
O texto conta a história de uma filial brasileira de uma empresa multinacional na expectativa da visita de seus investidores estrangeiros ao país. Para impressionar os gringos e estimulá-los a investir ainda mais na nossa “terra brasilis”, a empresa decide preparar um grande espetáculo musical mostrando aquilo que, acreditam eles, o Brasil tem de melhor: sua música e sua gente. As coisas se complicam quando o diretor do espetáculo – um sujeito para lá de estressado – tem um piripaque dias antes da estreia e da chegada dos investidores. Entre a vida e a morte, o diretor vai parar às portas do céu e lá encontra dois anjos caídos, fugidos do Inferno, que tentam a qualquer custo um lugarzinho no Paraíso. Os dois propõem ao diretor ajudá-lo a voltar à Terra. Em troca, ele precisa montar um grande espetáculo musical para impressionar o Altíssimo e assim garantir o lugar dos dois malandros no Céu. Com Negra Li, Érico Brás e outros. Texto de Enéas Carlos Pereira e Edu Salemi, com direção de Jarbas Homem de Mello. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 30 (ou R$ 7,50 para associados Sesc). 105 min. Classificação: 12 anos. De 17 de agosto até 9 de setembro. Teatro Sesc Ginástico – Avenida Graça Aranha, 187 – Centro. Tel: 2279-4027.



Não Peça
Jandira mora nos fundos do teatro, onde também trabalha como faxineira, bilheteira e baleira. O elenco da peça em cartaz encontra-se preso em um grande engarrafamento e solicita à funcionária segurar o público até sua chegada. É assim que a personagem, testemunha de inúmeras peças, mas habituada a subir ao palco apenas para limpá-lo, passa a ocupar o lugar de linha de frente do espaço cênico e a contar suas histórias. Pode ser que nem toda vida dê filme, quadro ou bordado, mas aqui, a vida da funcionária Jandira acaba dando em uma peça. Ou melhor, em uma Não Peça. Texto e atuação de Lucília de Assis, com direção de Bianca Byington. SERVIÇO: seg, 20h30. R$ 40. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 20 de agosto. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Rua Visconde Silva, s/n – Humaitá. Tel: 2535-3846.

Nefelibato
Era o ano de 1990, e o país voltava a ter um governo eleito democraticamente. A inflação galopante exigia medidas drásticas. A saída da nova equipe econômica foi confiscar parte da caderneta de poupança da população. Tal medida levou milhares de brasileiros ao desespero e à bancarrota. Muitos enlouqueceram. Esse é o caso de Anderson, que amargou outras perdas em sua vida: seu negócio (uma agência de viagens), um ente querido e um grande amor. Isso tudo leva-o a perambular pelas ruas. Com Luiz Machado. Texto de Regiana Antonini, com direção de Fernando Philbert. SERVIÇO: sáb, 20h; dom, 19h. R$ 40. 60 min. Classificação: 15 anos. Até 26 de agosto. Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca. Tel: 3325-0102.

Nerium Park
Em cena, Miguel e Malu são um casal de classe média em busca de qualidade de vida e da possibilidade de construir uma família longe da loucura da cidade. A compra de um apartamento no condomínio Nerium Park, um empreendimento residencial, parece ser a tradução desse sonho. Mas o entusiasmo inicial do casal com o conforto e o espaço da nova casa, com piscina e um parque, vão desaparecendo à medida em que os meses se passam e ninguém mais se muda para os prédios. É como se eles vivessem em uma cidade fantasma. A crise econômica e o desemprego afastam os possíveis compradores, e Miguel e Malu se veem isolados dentro de um estilo de vida que parecia perfeito para eles. Porém, quando uma terceira pessoa aparece no condomínio, a trama ganha um outro sentido. Com Rafael Baronesi e Pri Helena. Texto de Josep Maria Miró, com direção de Rodrigo Portella. SERVIÇO: sex a seg, 20h. R$ 50. 100 min. Classificação: 16 anos. De 18 de agosto até 10 de setembro. Teatro Glaucio Gill – Praça Cardeal Arcoverde, s/n – Copacabana. Tel: 2332-7904.

A Noviça Rebelde
Na Áustria pré-nazista, uma noviça incapaz de se enquadrar nas regras do convento é enviada para trabalhar como governanta na casa de um capitão viúvo, pai de sete filhos. Enchendo o lar de alegria e musica, conquista as crianças e, aos poucos, o patrão também. Com Malu Rodrigues, Larissa Manoela e outros. Versão e direção de Charles Möeller e Claudio Botelho. SERVIÇO: qui e sex, 21h; sáb, 16h e 21h; dom, 15h e 20h. R$ 75 a R$ 170 (qui e sex) ou R$ 75 a R$ 200 (sáb e dom). 160 min. Classificação: livre. Até 2 de setembro. Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca. Tel: 3328-5300.

Nossas Mulheres
Max e Paulo são radiologista e reumatologista, amigos há 30 anos. No início da noite começam um jogo de cartas. Max adora música clássica, os cantores mortos – os vivos não o interessam – e vive um relacionamento que não é realmente realizado com Magali. Ele não teve filhos. Paulo, “mais moderno”, é casado e tem dois filhos com a esposa Carine. Chega Simão completamente bêbado e dizendo ter matado a mulher, Estela. Ele pede a seus dois amigos para inventar uma história com a polícia. Drama anunciado e as verdades começam a vir à tona. Com Edwin Luisi, Isio Ghelman, Marcio Vito e Edmilson Barros. Texto de Éric Assous, com direção de André Paes Leme. SERVIÇO: sáb a seg, 20h. R$ 50. 80 min. Classificação: livre. Até 24 de setembro. Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema. Tel: 2267-3750.

Pança
Pança é o segundo homem mais importante da maior potência econômica do planeta, braço direito do todo poderoso Dom Quixote. Sua tarefa é explicar para os iniciantes, aspirantes ao poder, quais são as regras do jogo. Pança passa pelo moedor grandes pedaços de carne diante de seus ouvintes, ao mesmo tempo em que esmiúça, com humor e requintes de crueldade, o funcionamento da economia mundial, a decadência do Estado de direito e a instabilidade das relações humanas em sua forma mais bruta. Com Beto Magnani. Texto de Leo Lama, com direção de Robert Coelho. SERVIÇO: qua a dom, 19h. R$ 30. 55 min. Classificação: 14 anos. Até 2 de setembro. Teatro Glauce Rocha – Avenida Rio Branco, 179 – Centro. Tel: 2220-0259.

Pandora
A peça parte do reencontro de duas irmãs – dois anos após a morte da mãe. Janaína, contadora de história como a mãe, pesquisa mitos sobre a mulher que são distorcidos ao longo da História. Joana acaba de ser expulsa de seu próprio projeto de engenharia por colegas e donos de empreiteiras, todos homens. A tensão entre esses dois universos está presente o tempo todo. E as distintas visões de mundo e valores vêm à tona para que o equilíbrio e a união se estabeleçam, através do diálogo e da aceitação da diversidade. Texto e atuação de Jaqueline Roversi e Jordana Korich, com direção de Leona Cavalli. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 40. 75 min. Classificação: 12 anos. Até 9 de setembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Teatro Rogério Cardoso – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2015.

Para Não Morrer
Mulheres da resistência – célebres ou anônimas – que transformaram o meio e as pessoas com as quais conviveram é a temática do espetáculo. Dramaturgia a partir da obra “Mulheres” do escritor uruguaio Eduardo Galeano. Escrito em 1997, o livro recupera a biografia de várias personagens históricas cuja importância a perspectiva dominante reduziu, deturpou ou simplesmente ignorou. Uma forma de dar voz às lutas de mulheres que não são vistas nem lembradas: negras, indígenas, guerrilheiras, mães, avós, filhas de diferentes épocas e lugares que foram violentadas, mutiladas, torturadas, assassinadas e esquecidas. Com Nena Inoue. Texto de Francisco Mallmann, com direção de Babaya Morais. SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 19h. R$ (qui) e/ R$ 60 (sex a dom). 60 min. Classificação: 14 anos. Até 26 de agosto. Teatro Poeirinha – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.

Parasitas
Multscher, um senhor solitário, deixou o jovem Ringo paraplégico, e louco para se livrar da culpa, insiste em não o deixar mais em paz. Com Arnaldo Marques, Gabriel Sabino e outros. Com Marius von Mayenburg, com direção de Ole Erdmann. SERVIÇO: sex e sáb, 19h30. R$ . 90 min. Classificação: 18 anos. Até 18 de agosto. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo – Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa. Tel: 2215-0618.

Uma Peça Para Dois
Clara e Felício, dois irmãos atores, em turnê, são abandonados por sua trupe em um teatro decadente de um lugarejo indeterminado. Mesmo assim, decidem abrir o pano e encenar a peça. Mas, mergulhados em dívidas, dominados pela exaustão e estresse, se perdem na história que contam, deixando que seus conflitos se misturem à encenação. Com isso, o público se retira do teatro antes do fim da peça, deixando os atores entregues à própria sorte. Os dois, agora sozinhos e confinados, sem ter para onde ir, tentam entender o que se passa tanto nas suas vidas quanto na cena, e decidem continuar a peça mesmo sem público. A partir de então, realidade e fantasia se fundem revelando a desestruturação mental de ambos. Com Carla Nagel e Andre Murta. Texto de Tennessee Williams, com direção de Delson Antunes. SERVIÇO: sex e sáb, 19h30; dom, 18h. R$ 70 (sex)e R$ 80 (sáb e dom). 80 min. Classificação: 16 anos. Até 30 de setembro. Teatro Maison de France – Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro. Tel: 2544-2533.

Pippin
Liderada pela Mestra de Cerimônias, uma trupe teatral conta a história do príncipe Pippin, filho e herdeiro do trono do Rei Carlos Magno. Em busca do sentido da sua vida, e para atingir uma existência extraordinária, ele segue os conselhos da avó e da madrasta Fastrada, passa por batalhas, experimenta o poder, a simplicidade e o amor. Com Felipe de Carolis, Totia Meireles, Nicette Bruno, Jonas Bloch e outros. Versão de Claudio Botelho, com direção de Charles Möeller. SERVIÇO: qui, 17h; sex e sáb, 21h; dom, 19h30. R$ 50 a R$ 80 (qui e sex) e R$ 70 a R$ 120 (sáb e dom). Classificação: 12 anos. Até 21 de outubro. Teatro Clara Nunes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-9696.

Por Elas
A violência contra a mulher é o tema da peça. Cada uma das sete personagens femininas carrega histórias reais de outras tantas mulheres brasileiras. A figura masculina – evocada pelas lembranças das mulheres – provoca a reflexão do que o homem representa para elas dentro desse universo perverso de “amor e ódio”, “submissão e poder”, das relações entre mulheres e homens, numa sociedade patriarcal e machista. Por último, os coros de “mulheres” e “homens” espelham o sentimento, o preconceito, a dor, a violência e as ambiguidades da nossa sociedade frente à violência de gênero. Com Adriana Seiffert, Ana Flávia e outros. Texto de Ricardo Leite Lopes e Sílvia Monte, que assina a direção. SERVIÇO: qua a sáb, 19h. Entrada gratuita: distribuição de senhas às 18h30. 80 min. Classificação: 14 anos. Até 1º de setembro. Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ) – Rua Dom Manuel, 29 – Centro. Tel: 3002-4284.

O Primo da Califórnia
O espetáculo se passa nos anos 20 e conta a história de Adriano Genipapo, um jovem músico azarado e pobre, que não consegue emplacarna carreira, mas “enriquece” da noite para o dia graças a uma mentira contada por amigos. Com Gabriel Hipóllyto, Júlia Drummond e outros. Texto de Joaquim Manoel de Macedo, com adaptação de Alexandre Amorim e direção de Rubens Lima Junior. SERVIÇO: sáb e dom, 19h. R$ 30. Classificação: 14 anos. De 18 de agosto até 9 de setembro. Teatro Cesgranrio – Rua Santa Alexandrina, 1011 – Rio Comprido. Tel: 2103-9682.

Pupik – Fuga em 2
Espetáculo sobre refugiados. Uma reflexão sobre os desatinos que abrem e fecham portas aos seres humanos em países desenvolvidos e em desenvolvimento, gente que tenta escapar dos horrores da guerra e transitam atrás de melhores condições de sobrevivência. Com texto, atuação e direção de Naomi Silman e Yael Karavan. SERVIÇO: qui a dom, 19h. R$ 20. 80 min. Classificação: 14 anos. Até 12 de agosto. Caixa Cultural – Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro. Tel: 3980-3815.

A Serpente
Duas irmãs que juraram nunca se separar vivem no mesmo apartamento com seus respectivos maridos. O casal Guida e Paulo vive uma aparente interminável lua de mel, enquanto Lígia e Décio não chegaram sequer a consumar o casamento. Lígia decide se suicidar movida pela infelicidade em seu relacionamento amoroso, mas Guida, na tentativa de impedir a morte da irmã, oferece o próprio marido por uma noite. A desconcertante oferta moverá toda essa trama de amor e morte. Com Carolina Lopez, Fernanda Heras e outros. Texto de Nelson Rodrigues e direção de Eric Lenate e Erica Montanheiro. SERVIÇO: qui a seg, 19h. R$ 30. 60 min. Classificação: 16 anos. Até 3 de setembro. Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) – Rua Primeiro deMarço, 66 – Centro. Tel: 3808-2020.

Solidão, Que Nada!
Clarice, uma mulher solitária, coberta de frustrações, recebe uma visita inesperada, Magali, que não por acaso surge para ajudá-la a se encontrar e se libertar. Esse encontro é cheio de risos, confusões, emoções e descobertas. Com Luciana Coutinho e Roberta Novaes. Texto de Hugo Leandro, com direção de Adren Alves e Ricca Barros. SERVIÇO: sex e sáb, 20h; dom, 19h. R$ 50. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 9 de setembro. Teatro Cândido Mendes – Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema. Tel: 2523-3663.

Teatro Breve de Garcia Lorca
O Teatro Breve de Garcia Lorca é composto por três peças: “O Passeio de Buster Keaton”; “A Donzela, o Marinheiro e o Estudante” e “Quimera” que são levadas em cena com poesia, dança e música. O espetáculo pode ser entendido e apreendido de forma quase muda. Percebido através do corpo e do gesto, feito de imagens, ruídos e sensações, escrito e desenhado no espírito de juventude que desperta um olhar sobre a vida. Sua leveza é poética e profunda, onde a palavra surge a partir da rara necessidade – diz a diretora. Da Cia Noir Sur Blanc. Com Vanessa Pascale e Paulo Guidelly. Texto de Federico Garcia Lorca, com direção de Brigitte Bentolila. SERVIÇO: ter e qua, 20h. R$ 30. 60 min. Classificação: 14 anos. De 21 de agosto até 5 de setembro. Solar de Botafogo – Rua General Polidoro, 180 – Botafogo. Tel: 2543-5411.

THE AND
Livremente inspirado nas primeiras novelas de Samuel Beckett, THE AND leva ao público um humor cáustico e a estarrecedora identificação com a atualidade. O espetáculo apresenta uma personagem errante, expulsa de todos os lugares e movida pelo desejo de encontrar um lugar onde possa ter paz. Coom texto e atuação de Isabel Cavalcanti, que divide a direção com Claudio Gabriel. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 30 (ou R$ 7,50 para associados Sesc). 70 min. Classificação: 14 anos. Até 26 de agosto. Sesc Copacabana – Sala Multiuso – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.

Urbana
Baseado em fatos e personagens reais, o texto aborda a humanidade do indivíduo marginalizado. A cidade e o homem em desordem, pessoas em situações de risco e abandono, às margens da cidade acuada por poderes paralelos. Com ação física, técnicas de circo e de dança, a atriz e dramaturga questiona a normatização da barbárie e busca refletir sobre os encontros humanos, bem como suas influências ao meio que se habita. Com texto, atuação e direção de Glaucy Fragoso. SERVIÇO: ter e qua, 19h30. R$ 40. 65 min. Classificação: 16 anos. De 7 até 30 de agosto. Teatro Serrador – Rua Senador Dantas, 13 – Cinelândia. Tel: 2220-5033.

A Vida Não É um Musical
Satirizando o universo dos contos de fadas da Disney e o atual cenário político, “A Vida não é um musical” apresenta Liz, uma personagem criada em um vale encantado. Com um humor ágil e inteligente, o musical mostra as mais variadas situações que Liz enfrenta na cidade grande ao se deparar com a violência, a pobreza e outros problemas do mundo real. Com Daniela Fontam, Thelmo Fernandes e outros. Texto de Leandro Muniz, que divide a direção com João Fonseca. SERVIÇO: qui a sáb, 19h; dom, 18h. R$ 40. 105 min. Classificação: 16 anos. Até 19 de agosto. Teatro SESI Centro – Avenida Graça Aranha, 1 – Centro. Tel: 2563-4163.

A Vida Passou Por Aqui
emcartaz-avidapassouporaqui A peça conta a história de uma profunda e sólida amizade entre uma mulher e um homem de estratos sociais diferentes – Silvia, professora e artista plástica, que viveu grande parte da vida às voltas com as crises em seu casamento e Floriano, contínuo, de hábitos simples e inteligente por natureza, que sempre levou sua vida com leveza e bom humor. Depois de quase meia década de convivência, Silvia é uma mulher solitária que se recupera de um AVC, e Floriano o único amigo ainda presente. Aos poucos, ele contagia Silvia com sua alegria de viver e senso de humor, que acabam devolvendo a saúde e os movimentos à amiga. Juntos, se divertem e rememoram os altos e baixos de quase 50 anos de amizade. Com Édio Nunes e Claudia Mauro, que assina o texto. Direção de Alice Borges. SERVIÇO: sáb, 21h; dom, 18h30 e 20h30. R$ 40. 90 min. Classificação: 12 anos. Até 9 de setembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2015.

Vou Deixar de Ser Feliz Por Medo de Ficar Triste?
O espetáculo aborda as várias fases de um relacionamento amoroso, prometendo deliciosas risadas e muita reflexão. Andrea, uma mulher mais “experiente” que casa com Daniel, um rapaz que tem uns bons anos de experiência a menos que ela. O filho de Andrea, Caio, brincalhão e piadista, não se dá bem com “a espécie de irmão mais velho que arrumou”. Com Paula Burlamaqui, Yuri Ribeiro e outros. Texto de Yuri Ribeiro, com direção de Jorge Farjalla. SERVIÇO: sex e sáb, 19h. R$ 70. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 1º de setembro. Teatro das Artes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2540-6004.

Saraiva

———-

INFANTIL

A Bela e a Fera
Esse musical infantil conta uma história que se passa em uma pequena aldeia francesa, no final do século XVIII, onde vive Bela, uma jovem que foge da rotina de sua vida, e dos galanteios de um pretendente, através dos livros. Um dia, seu pai, que é um inventor, chega no castelo de uma fera muito feia e assustadora e é feito prisioneiro. Para salvá-lo, Bela se oferece para assumir o lugar do pai, e a Fera aceita. Esta fabulosa história encanta adultos e crianças com uma linda mensagem de amor: NÃO DEVEMOS JULGAR PELAS APARÊNCIAS. Com Paola Dunkler, Isabella Lorraine e outros. Direção de Celio Franco. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 60. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro dos Grandes Atores – Barra Square – Avenida das Américas, 3555 – Barra da Tijuca. Tel: 3325-1645.

Bituca – Milton Nascimento para Crianças
Inspirado na vida e na obra de Milton Nascimento, o musical infantil expõe em cena a ternura e os desafios inerentes ao processo de adoção e as dificuldades de inserção de uma criança negra em um ambiente majoritariamente branco. Com Udylê Procópio, Martina Blink e outros. Texto de Pedro Henrique Lopes, com direção de Diego Morais. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 60. 55 min. Classificação: livre. Até 12 de agosto. Teatro XP Investimentos – Jockey Club – Avenida Bartolomeu Mitre, 1110 – Gávea. Tel: 3807-1110.

O Choro de Pixinguinha
Os meninos Júnior, Marilú, Beto, Bianca e Lucinha – personagens da Trilogia “Sambinha”, “Bossa Novinha” e “Forró Miudinho” – voltam à cena. Dessa vez, Marilú e Bianca, colegas de turma na escola, estão empenhadas em seu trabalho da aula de música, cujo tema é nada menos do que – Pixinguinha. As meninas, muito estudiosas, não se contentam em fazer apenas uma redação ou um cartaz. Então, chamam os amigos para ajudar a encenar uma “peça” sobre o genial Pixinguinha. A partir daí, a garotada pesquisa as histórias e os sons do Moleque Pizindin (apelido que na língua natal de sua avó africana, significava “menino bom”). Vai surgindo então, aos olhos da plateia um “espetáculo” elaborado por “crianças”, sobre Pixinguinha, apresentando histórias, músicas e arranjos desse grande artista. Com um olhar infantil, os aspectos da vida e da música de Pixinguinha são apresentados de forma a despertar, no público infantil, curiosidade e interesse pela obra deste mestre. O “Chorinho”, gênero a que o Mestre dedicou a maior parte de sua vasta produção, terá destaque especial. Com Ana Velloso, Vera Novello e outros. Texto de Ana Velloso e Vera Novello, com direção de Sergio Módena. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 20. 60 min. Classificação: livre. De 18 de agosto até 4 de novembro. Oi Futuro Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. Tel: 3131-3060.

É audição!
Com músicas originais tocadas ao vivo, números de canto, dança contemporânea, sapateado, textos reflexivos e cenas de plateia o espetáculo aproxima o público do cotidiano de jovens artistas, uma verdadeira miscelânea sobre o que é ser adolescente e artista nos dias de hoje. A encenação também procura aproximar a narrativa do espetáculo aos efeitos da conexão em rede, tão presente na atualidade, especialmente na vida dos jovens. Com Gabriella Saraivah, Matheus Costa e outros. Texto de criação coletiva, a partir da websérie homônima de Ieda Ribeiro, com direção de Julia Carrera. SERVIÇO: sáb e dom, 18h30. R$ 60. 65 min. Classificação: livre. Até 30 de setembro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Kalú e a Lua
Através de texto e músicas originais, contamos a saga de uma lobinha que, ao nascer, no meio de uma floresta do cerrado brasileiro, olha para o céu, e a primeira coisa que vê é a lua. Adotou no mesmo momento a lua como sua mãe! Com a ajuda de outros animais da floresta – Dona Macaca, Dona Arara e Sra Lagarta – inicia, então, seu caminho em direção à lua. Composto por jovens atrizes, que se revezam como narradoras, personagens e musicistas, a história trata do amor entre mãe e filha e de sua potência transformadora. Adentramos o universo feminino, onde estão em jogo as relações de cumplicidade entre famílias e do ser humano com a natureza. Com Anna Terra, Julia Ludolf e outros. Texto de Corre Cutia, com direção de Anna Terra Saldanha e Laura Becker. SERVIÇO: sáb, 11h. R$ 30. 60 min. Classificação: livre. Até 25 de agosto. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas – Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Tel: 2215-0621.

Lololendi
No musical, Lolô é ex-dona da cantina de uma escola, que fecha por causa da crise. Pressionada pelas dívidas e por Leleco Casas – rico proprietário de vários imóveis da região, que faz de tudo para comprar a casa que é da família dela há várias gerações –, Lolô resolve virar cuidadora de crianças e resgatar brincadeiras da sua época como pique esconde, pique pega e pula bandeira. Ao perceber e despertar o talento e as habilidades de cada criança em áreas como esportes, moda, culinária, música e contação de histórias, Lolô faz de sua casa – que, desde pequena, acredita ser encantada – um lugar de magia e diversão, o sonho de qualquer criança: a Lololendi. Com Heloísa Périsse, Vitor Thiré e outros. Texto de Heloisa Périssé, com direção de Paulo Dimantas. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 40. 60 min. Classificação: livre. Até 30 de setembro. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso – Gávea. Tel: 2239-1095.

MAKUPUNI
Makupuni é a ilha do futuro. Com tecnologia e ciência, é possível ter uma casa projetada para cada estilo de vida. É possível morar nas nuvens, no vento e até em submarinos embaixo d’água. As crianças são fabricadas no centro da ilha e já nascem perfeitamente educadas e adaptadas às suas famílias, e são encomendadas e entregues em caixas. Eis que em um belo dia, um grande mistério acomete a ilha. Um menino-polvo, que não cabe na casa submarina em que foi entregue; uma menina-âncora, que precisa se fixar no chão, mas sua família vive nas nuvens; e um menino-livro que nasceu numa família digital que não consegue ler o filho. Por causa desses problemas, eles são devolvidos por suas famílias. A justificativa: vieram com “defeito” ou não se adaptaram às casas em que foram recebidos. Com Miguel Araujo e Luiza Sussekind. Texto e direção de Vida Oliveira. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 30. 40 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro Municipal Ziembinski – Rua Urbano Duarte, 30 – Tijuca. Tel: 3234-2003.

A Menina e a Árvore
Uma menina que, cansada de brincar sempre em sua fazenda, decide um dia ir para além da porteira. Durante sua jornada, guiada por sua intuição e pelas pistas que a natureza oferece, encontra uma planta murcha, caída, mas com algo especial. Daí em diante a menina mergulha em um mar de aventuras na tentativa de salvar a pequena grande árvore. Da Cia. de Teatro Manual. Com Dio Cavalcanti, Helena Marques e outros. Com texto e direção de Matheus Lima. SERVIÇO: dom, 11h. R$ 30. 45 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas – Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Tel: 2215-0621.

O Menino Sem Sentimentos
O espetáculo apresenta a história de Soli, o menino que não tem sentimentos porque vive no seu mundo digital. Sabendo disso os sentimentos resolvem se unir para buscar a emoção perdida pelo menino e percebem que o Amor sumiu. A Razão convoca todos os Sentimentos para uma reunião emergencial: O AMOR SUMIU! Começa ai, uma reflexão de cada sentimento para encontrar o Amor e ajudar Soli a sentir novamente. Com Ruan Aguiar, Arthur Bastos e outros. Texto de Daniel Gonçalves, com direção de Bia Oliveira. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 60. 60 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro Fashion Mall – Shopping Fashion Mall – Estrada da Gávea, 899 – Gávea. Tel: 2422-9800.

A Pequena Sereia – O Musical
Sebastião até tenta deixar tudo organizado, mas a pequena sereia Ariel, que sonha em conhecer os seres humanos, segue outro caminho e acaba deixando até os corais do oceano agitados. Os sonhos de Ariel são muito grandes para se limitarem ao fundo do mar e parece que seu coração também. A sereia acaba se apaixonando por um humano e será capaz de qualquer coisa para poder conhecer melhor o mundo dele. Para isso ela conta com a ajuda dos seus amigos e de alguém muito malvada também. Com Beatriz Pedroso, Caio Godard e outros. Texto e direção André Breda. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 60. 60 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro Fashion Mall – Shopping Fashion Mall – Estada da Gávea, 899 – São Conrado. Tel: 2422-9800.

Por Quê???
Como criar crianças livres de limites impostos sobre o que é ser uma menina e o que é ser um menino? A peça chega para renovar a perspectiva sobre o que define essas identidades. Livremente inspirada no livro “Para Educar Crianças Feministas – um manifesto”, da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, o texto apresenta Chizalum, Nora e Tomás, duas meninas e um menino cheios de questionamentos sobre comportamentos impostos pela cultura. Com Aline Borges, Noêmia Oliveira e outros. Adaptação e direção de Diana Herzog. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 30. 50 min. Classificação: livre. Até 9 de setembro. Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema. Tel: 2267-3750.

Rapunzel
Nessa adaptação do conto dos irmãos Grimm, quem conta a história é uma empregada doméstica, mesclando referências da fantasia com os seus afazeres, como forma de tornar mais leve sua rotina de trabalho. A peça traz ainda uma seleção de músicas do cancioneiro popular e outras originais, todas cantadas e tocadas ao vivo. Com Luciene Amarante, Fernanda Guerreiro e outros. Texto e direção de Leonardo Simões. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 60. 50 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro das Artes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52- Gávea. Tel: 2540-6004.

Os Saltimbancos
’Cada personagem é análogo à opressão sofrida pelas classes na época onde não se permitia a liberdade de expressão. Cada frase ou cena se materializa em uma crítica inteligente a determinados momentos que passamos que ainda estamos vivendo ou que ainda precisa ser mudado; seja na problemática trabalhista, racial e social da época da criação até os dias de hoje. Com Isa Di Morais, Stephanie Pereira e outros. De Luiz Henrique Bacalov e Sérgio Bardotti, com tradução e adaptação de Chico Buarque, e direção de Rosirene Visitação e Ayala Rossana. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 40. 50 min. Classificação: livre. Até 12 de agosto. Teatro Glaucio Gill – Praça Cardeal Arcoverde, s/n – Copacabana. Tel: 2332-7904.

Sítio do Pica-Pau Amarelo
Cia. Teatral Sassaricando apresenta um espetáculo com histórias adaptadas a partir da obra de Monteiro Lobato, levando ao público personagens com a essência puramente brasileira, trazendo à tona, um sentimento de resgate da nossa infância, de brincadeiras antigas de criança, de lembranças dos nossos avós e de suas histórias, e de um Brasil com seus rios, suas árvores frutíferas e sua fauna valorizados e preservados. Com Raquel Penner, Cristina Fracho e outros. Texto e direção de Ricardo Silva. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 40. 60 min. Classificação: livre. Até 26 de agosto. Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí. Tel: 3674-7515.

Tropicalinha – Caetano e Gil para Crianças
O musical infantil presta homenagem aos baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil, dois ícones do movimento tropicalista e da música mundial, em uma história que enaltece a amizade e desperta o sentimento de responsabilidade social. Depois de ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças’, ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças’ e ‘Bituca – Milton Nascimento para Crianças’, o projeto apresenta, pela primeira vez, dois artistas em um mesmo musical. Com Pedro Henrique Lopes, Orlando Caldeira e outros. Texto de Pedro Henrique Lopes, com direção de Diego Morais. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 60. 55 min. Classificão: livre. De 18 de agosto até 9 de setembro. Teatro XP Investimentos – Avenida Bartolomeu Mitre, 1110 – Gávea. Tel: 3807-1110.

Games Mais Vendidos

Comentários

comments

TagsAgendaArmazém da UtopiaBaléBalletCaixa CulturalCasa de BacoCasa de Cultura Laura AlvimCasa RioCCBBCentro Cultural Banco do BrasilCentro Cultural CorreiosCentro Cultural da Justiça FederalCentro Cultural Justiça FederalCentro Cultural LightCentro Cultural Solar de BotafogoCentro Municipal de Arte Calouste GulbenkianComédiaComédia RomânticaCulturadestaquehomeDramaECM Sergio PortoEm CartazEntretenimentoEspaço ArmazémEspaço Cultural Municipal Sérgio PortoEspaço SescEspetáculosFundição ProgressoImperatorInfantilLazerMonólogoMusicalOi FuturoOi Futuro FlamengoOi Futuro IpanemaÓperaParque das RuínasPeçasProgramaçãoR&JRampa Espaço de CriaçãoRio de JaneiroSala Baden PowellSala Paschoal Carlos MagnoSede das CiasSesc TijucaSolar de BotafogoStand UpSuspenseTeatroTeatro Arthur AzevedoTeatro BradescoTeatro BrasileiroTeatro Café PequenoTeatro Candido MendesTeatro Carlos GomesTeatro CesgranrioTeatro Clara NunesTeatro das ArtesTeatro do JockeyTeatro do LeblonTeatro dos Grandes AtoresTeatro dos QuatroTeatro DulcinaTeatro Eva HerzTeatro Fashion MallTeatro Glauce RochaTeatro Glaucio GillTeatro GonzaguinhaTeatro Henriqueta BriebaTeatro IpanemaTeatro João CaetanoTeatro Maison de FranceTeatro Miguel FalabellaTeatro NacionalTeatro Nathalia TimbergTeatro Nelson RodriguesTeatro Notre DameTeatro PoeiraTeatro PoeirinhaTeatro Princesa IsabelTeatro RiachueloTeatro Rio de JaneiroTeatro Sesc GinásticoTeatro Sesi CentroTeatro XP InvestimentosTeatro ZiembinskiTeenTheatro MunicipalTheatro Net RioThrillerTragédiaVivo Rio
Share: