Em Cartaz

Agenda – Outubro de 2018

Adubo
A ideia de morte assombra o animal humano de forma tão intensa, que passamos a nos esquivar da vida com medo da própria vida. “Adubo” se propõe a refletir sobre a condição do corpo finito e as angústias e consequências vividas quando entramos em confronto com essa natureza. Os diversos personagens nos divertem, questionam e convidam a refletir sobre como lidar com o fato de que não podemos fugir do nosso destino: morrer. No fim, tudo vira bosta. Criação e atuação de Vinícius Teixeira, com direção de Juliana Linhares. SERVIÇO: sáb e dom, 20h. R$ 40. 50 min. Classificação: 16 anos. De 6 até 28 de outubro. Solar de Botafogo – Espaço 2 – Rua General Polidoro, 180 – Botafogo. Tel: 2543-5411.

Através da Iris
Nathalia Timberg está em cena como a empresária e designer de interiores Iris Apfel dando uma entrevista – ela abre sua casa e divide, com uma suposta equipe jornalística, suas histórias e opiniões sobre os mais variados assuntos, sem papas na língua. Através das ideias arrojadas e do humor algo ácido de Iris Apfel, a peça é um elogio à liberdade de ser e de se expressar, em qualquer tempo da vida. Apfel, hoje aos 97 anos, inspira e surpreende artistas e criadores mundo afora com sua autenticidade e pensamento. Suas ousadas misturas ao se vestir, seus acessórios exuberantes, os óculos gigantes e roupas multicoloridas falam sobre a independência a que todos tem direito. Sobre experimentar – e se experimentar – sem medo do julgamento. Texto de Cacau Hygino, com direção de Maria Maya. SERVIÇO: qui, 17h; sex e sáb, 19h30; dom, 18h. R$ 80. 70 min. Classificação: 12 anos. De 11 de outubro até 16 de dezembro. Teatro Maison de France – Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro. Tel: 2544-2533.

Beatles Num Céu de Diamantes
No palco, oito atores-cantores, acompanhados por piano, violoncelo, violão, ukulele e percussão, apresentam uma teatral e emocionante visão sobre a mais forte invenção da música popular nos últimos 50 anos: a obra dos Beatles. Com Estrela Blanco, Sergio Dalcin e outros. Direção de Charles Möeller & Claudio Botelho. SERVIÇO: qua e qui, 21h. R$ 80. 90 min. Classificação: livre. Até 18 de outubro. Teatro Clara Nunes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2294-1096.

A Busca
Nem comédia, nem drama. Utilizando máscaras, o espetáculo está ligado à cena-poema, gênero pautado em efeitos sensoriais para construção da narrativa. “A Busca” fala da necessidade de resgatar a matriz feminina como potência arquetípica presente em todos os seres. Vai ao encontro de uma consciência que está interligada a grande rede que nutre a Vida. Do Grupo Teatral Moitará. Texto e atuação de Erika Rettl e Venício Fonseca, que assina a direção. SERVIÇO: qui a sáb, 19h30. R$ 40. 53 min. Classificação: 16 anos. Até 27 de outubro. Teatro Serrador – Rua Senador Dantas, 13 – Centro. Tel: 2220-5033.

Camille Claudel – Uma Mulher
Artista genial, que não teve reconhecimento em vida e passou 30 anos reclusa em hospitais psiquiátricos, a francesa Camille Claudel é homenageada em novo espetáculo, que faz um paralelo de sua trajetória de abuso emocional com as lutas feministas da sociedade contemporânea. Com Sandra Calaça, Millor e Clara Melo. Texto e direção de Sandra Calaça. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 40. 70 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Espaço Rogério Cardoso – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2016.

Cancela a Intimidade
O espetáculo é encenado por trê atores que dividem o palco ao falar sobre os dilemas dos relacionamentos. Através de uma conversa despretensiosa, que reveza com esquetes de humor, a peça promete abordar questões cotidianas, modernidades e tabus: desde os conflitos entre Adão e Eva até aplicativos de pegação, relacionamento aberto, ex-namoradas, ciúmes e as famosas nudes. Assim como as diferentes visões do homem e da mulher sobre o amor e o relacionamento. Com Clara Ferrari, Cassiano Junckes e Isadora Damian. Direção de Cassiano Junckes. SERVIÇO: qui, 22h30. R$ 40. Até 25 de outubro. Teatro Municipal Café Pequeno – Avenida Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel: 2294-4480.

Carmen
Carmen e José vivem uma trágica paixão. Na trama, ele narra o seu amor por ela e o motivo que o levou a prisão. E ela, através do seu olhar, narra o seu ponto de vista em relação à história. Baseado na novela de Prosper Mérimée publicada em 1845, na qual Georges Bizet se inspirou para criação da ópera “Carmen”, a história é contada por três atores: Natalia Gonsales, Flávio Tolezani e Vitor Vieira. Texto de Luiz Farina e direção de Nelson Baskerville. SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 19h. R$60. 70 min. Classificação: 14 anos. Até 28 de outubro. Teatro Poeira – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.

Confissões de um Senhor de Idade
Deus encarna no corpo de um simples mortal para propor um estranho pacto ao ator Flavio Migliaccio: se ele ajudar a desvendar um caso estranho que está acontecendo no céu, receberá a recompensa da vida eterna. Num diálogo bem humorado com Deus, Flávio conta suas histórias, suas experiências, suas memórias, saudades e até tristezas, tudo com o bom humor que sempre foi a sua marca. Detalhes da vida íntima do artista também serão revelados – uma forma de presentear o público, em agradecimento ao carinho recebido pela comemoração dos 60 anos de carreira. Com Flavio Migliaccio e Luciano Paixão. Texto e direção de Flavio Migliaccio. SERVIÇO: sáb, 20h; dom, 19h. R$ 40. Classificação: 13 anos. Até 28 de outubro. Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca. Tel: 3325-010.

Corpos Opacos
Fortemente marcada por imagens e pela performatividade, a peça investiga o repertório de retratos póstumos de las monjas coronadas que mantiveram em vida seus corpos velados ao olhar do mundo exterior para, depois de mortas, serem retratadas por pintores. As imagens destas mulheres religiosas exemplares podem ser vistas até hoje em diversos museus na Colômbia: corpos opacos, adornados com coroas de flores e vestidos com mortalhas bordadas desde muito jovens pelas próprias freiras para o grande dia da consumação do seu casamento místico com Cristo: o dia da morte. Texto e atuação de Carolina Virgüez e Sara Antunes, com direção de Yara de Novaes. SERVIÇO: qua a dom, 20h. R$ 30 (ou R$ 7,50 para associados Sesc). 50 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Sesc Copacabana – Mezanino – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.

Cuidado! Animais na Pista
Uma mulher vem a público contar sua história: de uma hora para outra, sem nenhum motivo aparente, ela deixou de dormir. Delírios e transformações internas e externas vão acontecendo vertiginosamente, até ela acabe se transmutando num animal estranho. Texto e atuação de Eliane Costa, com direção de Rubens Camelo. SERVIÇO: qua e qui, 21h. R$ 30. 55 min. Classificação: 12 anos. Até 4 de outubro. Teatro Municipal Maria Clara Machado – Avenida Padre Leonel Franca, 240 – Gávea. Tel: 2274-7722.

Diário de Bordo
São 3 esquetes sensíveis e inteligentes, que cruzam as histórias de três viajantes: um homem, uma mulher e uma idosa – todos vividos pela mesma atriz – em viagens por lugares tão diferentes quanto a Irlanda, Marrocos e Nova Iorque. Com Com Isadora Ribeiro. Texto de Maria Sampaio, com direção de Roberto Innocente. SERVIÇO: ter, 19h e 21h (dia 16); ter, 20h (dias 23 e 30). R$ 60. De 16 até 30 de outubro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Diários do Abismo
Adaptação de Pedro Brício para “Hospício é Deus”, primeiro livro de Maura Lopes Cançado. É um relato autobiográfico que a escritora fez nos sanatórios e clínicas em que esteve internada, enquanto vivenciava o horror dos tratamentos psiquiátricos da época. Com Maria Padilha. Texto de Pedro Brício, com direção de Sergio Módena. SERVIÇO: qui a seg, 19h30. R$ 30. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 5 de novembro. CCBB – Rua Primeira de Março, 66 – Centro. Tel: 3808-2020.

O Diário de Jim
Jim é um jovem de 17 anos que sonha em se tornar um jogador de basquete profissional, criado por pais separados ele vive de pensão. Muito ligado á mãe que é a sua fortaleza, o jovem sempre acaba tendo o que quer. Jim tem um time e dele saiu também os seus amigos com quem vive historias e momentos de diversão e também de conflitos, durante uma mentira Jim acaba aceitando sobre pressão experimentar drogas, com o passar do tempo o adolescente não consegue largar o vício. Não demora muito para o rapaz se viciar em cocaína e a perder momentos e prazeres da sua adolescência, ele perde o ano no colégio e acaba sendo expulso do time de basquete, mas depois de ser internado e refazer a vida ele escreve um livro contando um pouco da sua historia conscientizando os jovens a não cair no mesmo universo. Com Treison Lohan. Texto de Jadson Rodrigues e Treivon Lohan, com direção de Jadson Rodrigues. SERVIÇO: ter e qua, 22h. R$ 40. 50 min. Classificação: 16 anos. Até 31 de outubro. Teatro Café Pequeno – Avenida Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel: 2294-4480.

Dona Ivone Lara – Um Sorriso Negro
No espetáculo, a história de Dona Ivone Lara será contada em dois atos que misturam três tempos diferentes, sem ordem cronológica, surgindo em cena com três idades, aos 12 anos, aos 26, e aos 80, épocas que marcaram sua vida, e explicam quem ela foi verdadeiramente. Iniciamos nossa trajetória pelas lembranças da adolescência, quando Ivone viveu como interna no Colégio Orsina da Fonseca, passando pela a vida adulta quando ela se casa com Oscar Costa, filho de uma família tradicional da Serrinha, até atingir a maturidade já consagrada como artista. Com Heloisa Jorge, Fernanda Jacob e outros. Texto e direção de Elísio Lopes Jr. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 17h. R$ 40 (balcão) e R$ 80 (plateia). Até 25 de novembro. Teatro Municipal Carlos Gomes – Praça Tiradentes, s/n – Centro. Tel: 2224-36022.

O Encontro – Malcolm X e Martin Luther King Jr.
A peça serve como um palco de debate para questões fundamentais sobre os rumos e estratégias da luta pelo fim da discriminação racial. O autor, Jeff Steson, nos revela através dos diálogos a humanidade dos dois grandes líderes americanos. Com Drayson Menezzes, Izak Dahora e Rodrigo França. Direção de Isaac Bernat. SERVIÇO: qui a sáb, 19h; dom, 18h. R$ 40. 65 min. Classificação: 10 anos. Até 4 de novembro. Teatro SESI Centro – Avenida Graça Aranha, 1 – Centro. Tel: 2563-4163.

Eu Amarelo
A peça apresenta um retrato contundente da ex-catadora de papel que se transformou na maior escritora negra do país do século XX: best seller com mais de um milhão de exemplares vendidos, traduzido em 13 idiomas para 80 países. Carolina Maria de Jesus devotava a sua vida a um propósito: seu amor à literatura que a fez tirar do lixo as palavras, e das palavras, uma forma de combater as desigualdades do mundo. Não é à toa que Carlos Drummond de Andrade a considerou “a mais necessária e visceral flor do lodo”. Com Cyda Moreno. Texto de Elissandro de Aquino, com direção de Isaac Bernat. SERVIÇO: qui a dom, 19h. R$ 50. 50 min. Classificação: 16 anos. De 18 até 28 de outubro. Sala Baden Powell – Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana. Tel: 2547-9147.

O Fantasma Autoral
Até que ponto você deixa alguém interferir na sua arte? E se essa pessoa pagar pelo trabalho? Qual o seu preço? Miguel é um famoso diretor teatral conhecido por montar peças só de autores mortos e se manter fiel à obra. Tudo muda quando ele se vê sem dinheiro para produzir seu novo espetáculo “Dois Perdidos Numa Noite Suja”, de Plínio Marcos e tem que contar com Bruno, produtor e patrocinador, que começa a fazer interferências no texto da peça, modificando as cenas para inserir a sua marca na obra. Com Bemvindo Sequeira, Alexandre Lino e Pedro Garcia Neto. Texto de Maria Queiroz Azevedo, com direção de Ernesto Piccolo. SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 20h. R$ 60. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 28 de outubro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

O Frenético Dancin’ Days
O musical é uma superprodução, com 16 atores e sete bailarinos, que conta a história da icônica e efêmera boate carioca. A noite carioca fervia nos anos 70, quando a casa foi criada para inaugurar também o Shopping da Gávea. A cena disco estava explodindo em Nova York, mas ainda não tinha acontecido no Brasil. O Dancin´Days foi inaugurado em 05 de agosto de 1976 e marcou a chegada da discoteca no país. Lady Zu, Banda Black in Rio, Tim Maia, a pista da boate fervia. Na casa, se apresentaram nomes como Rita Lee (ainda com o Tutti-Frutti), Raul Seixas, Gilberto Gil. Nada causou tanta sensação quanto o surgimento das Frenéticas. Contratadas inicialmente como garçonetes, elas também faziam uma breve apresentação durante a madrugada. O sucesso foi imediato: Leiloca, Sandra Pera, Lidoca, Edyr, Dhu Moraes e Regina Chaves logo abandonaram as bandejas e assumiram os holofotes. Com Stella Miranda, Bruno Fraga e outros. Texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, com direção de Deborah Colker. SERVIÇO: sex, 21h; sáb, 17h e 21h; dom, 15h e 18h. R$ 75 a R$ 160. 120 min. Classificação: livre. Até 21 de outubro. Teatro Bradesco – Shopping Village Mall – Avenida das Américas, 3900 – Barra da Tijuca. Tel: 3431-0100.

Gonzaguinha: O Eterno Aprendiz – O Musical
Espetáculo conta a história de um dos maiores compositores e intérpretes brasileiros, em uma obra que reúne artes cênicas e música. Com o intuito de preservar a memória desse ícone da MPB, o espetáculo apresenta passagens da vida do artista que iniciou sua trajetória na década de 60 em meio aos tropeços da ditadura militar e seguiu cantando seus amores e anseios pela vida. Com Rogério Silvestre. Texto de Gildes Bezerra, com direção de Dr. Kleber Lincoln e Maestro Amaury Vieira. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 19h. R$ 60 (sex e dom) e R$ 70 (sáb). 80 min. Classificação: livre. De 12 até 28 de outubro. Teatro dos Grandes Atores – Shopping Barra Square – Avenida das Américas, 3555 – Barra da Tijuca. Tel: 3325-1645.

Hotel Milionário
Dona Cleici é uma senhora brincalhona e simpática, sua vida seguia pacata como moradora de um hotel na cidade de São Gonçalo, até que sua sorte muda e ganha uma bolada na loteria. Porém, Dona Cleici esquecida como é, acaba perdendo todo o dinheiro pelo hotel, o que faz com que a cidade vire de cabeça para baixo em busca dessa grana, uma peça onde ninguém é o que parece ser… Ou melhor, onde todos são “amigos, amigos… dinheiro a parte”. Com Carla Alrac, Carolina Martin Cruz e outros. Texto e direção de Gabriel Engel. SERVIÇO: qui, 21h. R$ 60. Até 25 de outubro. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 54 – Gávea. Tel: 2239-1095.

Inimigo Oculto
Buscando trazer empatia e reflexão, o espetáculo mostra, de forma itinerante, as diversas tipificações de violência à mulher: simbólica, psicológica, física, sexual e moral e como essas agressões foram romantizadas e naturalizadas. Embora a violência sofrida pelas mulheres seja o mote do espetáculo, as cenas são compostas de muita sutileza, mas nem por isso menos angustiantes, pois a interferência realista é maior do que a ficcional. O cenário ‘doméstico’, onde o espectador está inserido, foi escolhido intencionalmente como palco dessa encenação para aproximar o público da realidade, causar empatia imediata e provocar sentimentos, no mínimo, desconfortáveis. Com Cláudia Barbot, Elisa Riqueza e outros. Texto de Roberta Simoni e Rodrigo França, que divide a direção com Andrea Bordadagua. SERVIÇO: sáb, 20h; dom, 19h. R$ 40. 50 min. Classificação: 16 anos. Até 27 de outubro. Casa Rio – Rua São João Batista, 105 – Botafogo. Tel: 2148-6999.

A Invenção do Nordeste
Espetáculo inspirado na obra homônima do Prof. Dr. Durval Muniz de Albuquerque Jr. o grupo discute o estereótipo em relação ao povo nordestino e quanto essa imagem é alimentada pelos próprios habitantes da região. Na trama, um diretor é contratado por uma grande produtora para realizar a missão de selecionar um ator nordestino que possa interpretar com maestria um personagem nordestino. Depois de vários testes e entrevistas dois atores norte-riograndenses vão para a etapa decisiva, onde o diretor terá sete semanas para deixá-los prontos para o último teste. Durante o período de preparação, os atores refletem a respeito de sua identidade, cultura, história pessoal e descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples. Afinal, existiria apenas uma identidade nordestina? Do Grupo Carmin. Com Henrique Fontes, Mateus Cardoso e Robson Medeiros. Texto de Henrique Fontes e Pablo Capistrano, com direção de Quitéria Kelly. SERVIÇO: seg e ter, 19h. R$ 20. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 6 de novembro. Teatro SESI Centro – Avenida Graça Aranha, 1 – Centro. Tel: 2563-4163 / 2563-4168.

Jogo da Vida – O Musical
O musical, inspirado no famoso jogo, traz seis atores que dão vida a personagens inéditos, em colaboração coletiva com a direção e a plateia, com texto e música autoral. O espetáculo se propõe a fazer uma busca por uma reflexão de como a sociedade entende e percebe a felicidade e o sucesso, e a relação destes com dinheiro, casamento, filhos, etc. Com Hamilton Dias, Thainá Gallo e outros. Texto e direção de Tauã Delmiro. SERVIÇO: ter e qua, 20h. R$ 60. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 31 de outubro. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso – Gávea. Tel: 2239-1095.

KIM – O Amor É a Tua Cura
O debate sobre questões de gênero é urgente, ainda mais em uma sociedade marcada por dados preocupantes como a brasileira. Uma ONG europeia (Transgender Europe) constatou que o Brasil é o que mais mata transsexuais no mundo. Como uma forma de escancarar esta situação alarmante e falar sobre o universo das travestis, surge a peça. É um drama retratando a natureza cruel do ser humano e suas falsas realidades, mas dando prioridade à expressão de sentimentos. Numa livre adaptação do texto “UNHAS” de Marco Galvani, numa visão crítica e sem pudores, trata da solidão, angústia, miséria, preconceito, abandono e doenças psíquicas. Texto, atuação e adaptação de Lucilla Diaz, com direção de Alessandro Brandão. SERVIÇO: ter e qua, 20h. R$ 50. 60 min. Classificação: 16 anos. Até 3 de outubro. Teatro Candido Mendes – Rua Joana Angélica, 63- Ipanema. Tel: 2523-3663.

O Livro dos Espíritos – A Saga de Kardec
Adaptação das passagens de vida do educador, escritor e tradutor francês Hippolyte León Denizard Rivail, no século XIX, a partir do primeiro contato com experiências mediúnicas até a decisão de publicar o seu primeiro livro sobre a Doutrina Espírita, chamado “O livro dos espíritos”, sob o pseudônimo de Allan Kardec. Com Rogério Fabiano, Érica Collares e outros. Texto de Cyrano Rosalém, com direção de Rogério Fabiano e Érica Collares. SERVIÇO: qua, 21h; qui, 18h. R$ 70. 70 min. Classificação: livre. Até 20 de dezembro. Teatro Vannucci – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-7246.

Mamãe Voltou
Até aonde pode chegar a fixação de uma mãe por um filho? Dona Conceição irá nos mostrar exatamente isso. Ela é engraçada, afetuosa, teimosa e entre outras coisas, ela é capaz de ressuscitar dos mortos pra tomar conta da vida do filho Jorginho. Com Raphael Monteiro, Vander Rabelo e outros. Texto e direção de Rodrigo Scheer. SERVIÇO: sex e sáb, 22h. R$ 40. 60 min. Classificação: 12 anos. Até 27 de outubro. Teatro Municipal Café Pequeno – Avenida Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel: 2294-4480.

Memórias do Esquecimento
O espetáculo conta em primeira pessoa a história do jornalista Flavio Tavares, cujo livro homônimo foi vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura no ano de 2000. O livro é um relato descarnado e cru sobre a prisão e a tortura após o golpe militar de 1964 no Brasil. Tavares foi preso três vezes entre 1964 e 1969. Passou por sessões de tortura e foi um dos presos trocados pelo embaixador americano Charles Elbrick, seqüestrado em 1969, episódio que em 2019, completa exatos 50 anos de ocorrido. Com atuação e direção de Bruce Gomlevsky. Texto de Flávio Tavares, com adaptação de Daniela Pereira de Carvalho e Bruce Gomlevsky. SERVIÇO: ter, 21h; qua a sáb, 19h; dom, 17h. R$ 50 (ter a qui) e R$ 60 (sex a dom). 90 min. Até 31 de outubro. Teatro Poeirinha – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.

Meus Duzentos Filhos
Um dos homens mais generosos, humanistas e sábios que viveu neste mundo é o personagem central da peça: Janusz Korczak, pedagogo, pediatra e escritor judeu polonês, fundador e gestor do Orfanato Modelo, em Varsóvia, onde se dedicou durante 30 anos a formar e educar órfãos, oferecendo as crianças amor, carinho, respeito e instrução moral para enfrentar a vida. Korczak viveu para educar e cuidar dos pequenos que amparou e morreu com eles, nas mãos nazistas no campo de Treblinka, em 1942. Com Marcelo Aquino. Texto de Miriam Halfim, com direção de Ary Coslov. SERVIÇO: qui, 20h30. R$ 40. Classificação: livre. Até 25 de outubro. Midrash Centro Cultural – Rua General Venâncio Flores,184 – Leblon. Tel: 2239-1800.



Para Onde Vão os Corações Partidos
Uma mulher e seus três filhos voltam à praia onde costumavam passar a infância, quando o pai ainda era vivo, para colocar a casa de veraneio à venda. Uma tarde de lembranças, de desconfortos e de expectativas. As lembranças são aparentemente felizes, mas os sentimentos desordenados. Agora esses filhos precisam cuidar dessa mãe. Eles esperam um tio que não chega e que, de alguma forma, acaba facilitando esse (des)encontro. Com Clara de Andrade, Cristina Amadeo, Julia Dalavia e João Pedro Zappa. Texto de Cynthia Edul e direção de Guilherme Piva. SERVIÇO: sáb a seg, 20h30. R$ 40. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 4 de novembro. Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema. Tel: 2267-3750.

Pippin
Liderada pela Mestra de Cerimônias, uma trupe teatral conta a história do príncipe Pippin, filho e herdeiro do trono do Rei Carlos Magno. Em busca do sentido da sua vida, e para atingir uma existência extraordinária, ele segue os conselhos da avó e da madrasta Fastrada, passa por batalhas, experimenta o poder, a simplicidade e o amor. Com Felipe de Carolis, Totia Meireles, Nicette Bruno, Jonas Bloch e outros. Versão de Claudio Botelho, com direção de Charles Möeller. SERVIÇO: qui, 17h; sex e sáb, 21h; dom, 19h30. R$ 50 a R$ 80 (qui e sex) e R$ 70 a R$ 120 (sáb e dom). Classificação: 12 anos. Até 21 de outubro. Teatro Clara Nunes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2274-9696.

Primeira Morte
Manhã de sábado. Fernanda acorda em seu quarto, lá se tranca durante uma semana, alheia ao mundo, e só abre a porta novamente no sábado seguinte. Ela pode ser considerada a evidência de uma doença que assola o mundo contemporâneo: a apatia social. Com Darília Oliveira, Gabriel Delfino Marques, Vilma Mello e Yasmin Garcez. Texto de Diogo Liberano, com direção de Paulo Verlings. SERVIÇO: sex a dom, 19h. R$ 30 (ou R$ 7,50 para associados Sesc). 70 min. Classificação: 16 anos. Até 4 de novembro. Sesc Copacabana – Arena – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.

Senhora dos Afogados
Ligações incestuosas, obsessões, pulsões arcaicas, conflitos entre o lógico e o irracional, todas as amarras são rompidas, os personagens se movem num tempo verdadeiramente mítico, do inconsciente. Senhora dos Afogados é uma peça que se aproxima das tragédias gregas, em que os clãs familiares se entre devoram num inferno de culpas desmedidas. Dona Eduarda, esposa de Misael, e Moema, única filha mulher que restara, além do irmão, Paulo, se digladiam em torno da questão do pudor e da honra da mulher, hostilizando-se devido a um ódio primordial. Moema, que gostaria de viver sozinha com o pai, urde um plano para que a mãe o traia com o próprio noivo, um ex-oficial da marinha. Com Alexia Dechamps, Rafael Vitti e outros. Texto de Nelson Rodrigues, com direção de Jorge Farjalla. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom, 19h. R$ 60. 90 min. Classificação: 16 anos. De 5 de outubro até 25 de novembro. Teatro XP Investimentos – Jockey Club – Avenida Bartolomeu Mitre, 1110 – Leblon. Tel: 3807-1110.

Um Tartufo
Orgonte, chefe de família e homem de posses, cai nas garras de Tartufo, um suposto religioso, na verdade um inescrupuloso charlatão. Toda família de Orgonte logo se dá conta do caráter de Tartufo, exceto o patriarca. Tartufo se instala na casa de Orgonte, e usando de sua falsa posição de devoto religioso, chega a se tornar líder espiritual de seu anfitrião, que segue todos os conselhos e lhe oferece todas as regalias. A cada investida da família contra Tartufo, Orgonte reage dando cada vez mais liberdades e direitos ao hóspede,chegando ao ponto de prometer-lhe a filha Mariana em casamento, apesar dela já estar prometida a Valério. Elmira, esposa de Orgonte, conta ao marido que seu hóspede está tentando seduzi-la. Orgonte acaba concordando em se esconder para espiar o que Tartufo anda dizendo à sua esposa. O charlatão enfim cai na armadilha e é expulso de casa por Orgonte, que parece ter voltado a si. Mas é tarde demais: Orgonte já havia passado todos os seus bens para o nome do falso amigo. Com Yasmin Gomlevsky, Gustavo Damasceno e outros. Texto de Molière, com direção de Bruce Gomlevsky. SERVIÇO: qua a sáb, 21h; dom, 19h. R$ 50 (qua e qui) e R$ 60 (sex, sáb e dom). 110 min. Classificação: 14 anos. Até 24 de outubro. Teatro Poeirinha – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053

THE AND
Livremente inspirado nas primeiras novelas de Samuel Beckett, THE AND leva ao público um humor cáustico e a estarrecedora identificação com a atualidade. O espetáculo apresenta uma personagem errante, expulsa de todos os lugares e movida pelo desejo de encontrar um lugar onde possa ter paz. Coom texto e atuação de Isabel Cavalcanti, que divide a direção com Claudio Gabriel. SERVIÇO: ter e qua, 21h. R$ 40. 60 min. Classificação: 14 anos. Até 24 de outubro. Teatro Poeira – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.

Traga-me a Cabeça de Lima Barreto
Inspirado livremente na obra de Lima Barreto, especialmente em “Diário Íntimo” e “Cemitério dos vivos”, o espetáculo reúne trechos de memórias impressas nas obras de Lima Barreto, entrecruzadas com livre imaginação. A peça mostra uma imaginária sessão de autópsia na cabeça de Lima Barreto, conduzida por médicos eugenistas, defensores da higienização racial no Brasil, na década de trinta. O propósito seria esclarecer “como um cérebro considerado inferior poderia ter produzido uma obra literária de porte se o privilégio da arte nobre e da boa escrita é das raças tidas como superiores?”. A partir desse embate, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, refletindo sobre loucura, racismo e eugenia, a obra não reconhecida e os enfrentamentos políticos e literários de sua época. Com Hilton Cobra. Texto de Luiz Marfuz, com direção de Fernanda Júlia. SERVIÇO: sex a dom, 19h. R$ 30. 60 min. Classificação: 14 anos. De 19 de outubro até 11 de novembro. Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) – Avenida Rio Branco, 241 – Centro. Tel: 3261-2550 / 3261-2565.

A Tropa
emcartaz-atropa Um pai doente recebe a visita dos quatros filhos no hospital. O que seria apenas um encontro em função de um parente debilitado se revela um acerto de contas familiar, permeado de humor e afeto, tendo como pano de fundo a história brasileira, dos tempos da ditadura militar à Operação Lavo Jato. Com Otávio Augusto, Rafael Morpanini e outros. Texto de Gustavo Pinheiro, com direção de César Augusto. SERVIÇO: sex e sáb, 21h; dom e seg, 20h. R$ 50. 80 min. Classificação: 14 anos. Até 15 de outubro. Teatro Solar de Botafogo – Rua General Polidoro, 180 – Botafogo. Tel: 2543-5411.

Urbana
Baseado em fatos e personagens reais, o texto aborda a humanidade do indivíduo marginalizado. A cidade e o homem em desordem, pessoas em situações de risco e abandono, às margens da cidade acuada por poderes paralelos. Com ação física, técnicas de circo e de dança, a atriz e dramaturga questiona a normatização da barbárie e busca refletir sobre os encontros humanos, bem como suas influências ao meio que se habita. Com texto, atuação e direção de Glaucy Fragoso. SERVIÇO: sáb e dom, 19h. R$20. 65 min. Classificação: 16 anos. Até 28 de outubro. Arena Carioca Fernando Torres – Parque Madureira – Rua Bernardino de Andrade, 200 – Madureira. Tel: 3495-3078.

Viagem a Nova York
Márcio viaja para Nova York e desaparece. Marina, sua amiga, inconformada com o desaparecimento repentino, passa a devassar sua vida, iniciando uma jornada investigativa, através de documentos e registros pessoais (áudios, e-mails, fotos, mapas, entrevistas) deixados por ele. Do Grupo Teatro Número Três. Com Ana Skaf, Marina Hodecker e outros. Texto e direção de Marcio Freitas. SERVIÇO: sex a seg, 20h30. R$ 30. 70 min. Classificação: 14 anos. Até 8 de outubro. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel: 2535-3846.

Vou Deixar de Ser Feliz Por Medo de Ficar Triste?
O espetáculo aborda as várias fases de um relacionamento amoroso, prometendo deliciosas risadas e muita reflexão. Andrea, uma mulher mais “experiente” que casa com Daniel, um rapaz que tem uns bons anos de experiência a menos que ela. O filho de Andrea, Caio, brincalhão e piadista, não se dá bem com “a espécie de irmão mais velho que arrumou”. Com Paula Burlamaqui, Yuri Ribeiro e outros. Texto de Yuri Ribeiro, com direção de Jorge Farjalla. SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 30. Classificação: 12 anos. De 19 até 28 de outubro. Teatro João Caetano – Praça Tiradentes, s/n – Centro. Tel: 2332-9257.

Zezé: a Vingança do Espelho
O texto foge da biografia tradicional cronológica e se apropria da poesia sem perder o humor. O espetáculo revela quem é Zezé Macedo em toda a sua profundidade: vida profissional, amor ao ofício, humanidade e luta para firmar-se como atriz. No primeiro casamento perdeu seu filho de apenas 1 ano, quando a sogra o deixou cair acidentalmente no chão. A tragédia foi responsável pela perda temporária da voz da atriz, após um grito de desespero. Tempo depois, quando recuperou a fala, seu timbre não era mais o mesmo. Diante da triste realidade, ela conseguiu usar sua voz para o humor; para alegria das pessoas. Com Betty Gofman. Texto de Flavio Marinho, com direção de Amir Haddad. SERVIÇO: sex e sáb, 20h; dom, 19h. R$ 20. 90 min. Classificação: 12 anos. Até 4 de novembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2016.

Zilda Arns – A Dona dos Lírios
“Se queres a paz, prepare-te para a guerra” é um conhecido provérbio romano que parece ter sido adotado com precisão cirúrgica pela médica Zilda Arns. Agora, essa trajetória de luta e sucesso é revivida no espetáculo. Zilda Arns visitou todas as cidades brasileiras – chegou com a missão de salvar vidas de norte a sul do país, de lixões a aldeias indígenas, das periferias dos grandes centros aos interiores sertanejos, nenhum lugar lhe escapava. Um trabalho desbravador, que muitas vezes lembra a expedição dos irmãos Villas-Bôas. Com Simone Kalil. Texto de Simone Kalil e Luiz Antonio Rocha, que assina a direção. SERVIÇO: sex a dom, 20h. R$ 50. 60 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Tel: 2523-3662.

Saraiva

———-

INFANTIL

O Choro de Pixinguinha
Os meninos Júnior, Marilú, Beto, Bianca e Lucinha – personagens da Trilogia “Sambinha”, “Bossa Novinha” e “Forró Miudinho” – voltam à cena. Dessa vez, Marilú e Bianca, colegas de turma na escola, estão empenhadas em seu trabalho da aula de música, cujo tema é nada menos do que – Pixinguinha. As meninas, muito estudiosas, não se contentam em fazer apenas uma redação ou um cartaz. Então, chamam os amigos para ajudar a encenar uma “peça” sobre o genial Pixinguinha. A partir daí, a garotada pesquisa as histórias e os sons do Moleque Pizindin (apelido que na língua natal de sua avó africana, significava “menino bom”). Vai surgindo então, aos olhos da plateia um “espetáculo” elaborado por “crianças”, sobre Pixinguinha, apresentando histórias, músicas e arranjos desse grande artista. Com um olhar infantil, os aspectos da vida e da música de Pixinguinha são apresentados de forma a despertar, no público infantil, curiosidade e interesse pela obra deste mestre. O “Chorinho”, gênero a que o Mestre dedicou a maior parte de sua vasta produção, terá destaque especial. Com Ana Velloso, Vera Novello e outros. Texto de Ana Velloso e Vera Novello, com direção de Sergio Módena. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 20. 60 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Oi Futuro Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. Tel: 3131-3060.

Diário de Pilar na Grécia
Pilar é uma menina muito esperta e bem humorada. Ela mora com a mãe e o avô Pedro. Não conheceu o próprio pai, que “misteriosamente” saiu de sua vida, antes mesmo dela nascer. Um dia seu avô parte para uma viagem rumo à Grécia, e ela morrendo de saudades, resolve viajar também. Mas logo depois recebe a notícia de que seu avô não voltará mais de lá… Inconformada e decidida, Pilar encontra um presente deixado por ele: uma rede mágica que pode levá-la a qualquer lugar que desejar. Com Miriam Freeland, Roberto Bomtempo e outros. Baseado no livro de Flavia Lins e Silva. Adaptação e direção de Symone Strobel. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 60. Classificação: livre. Até 23 de dezembro. Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea. Tel: 2239-1095.

FLÔ
Conta a história de Ana Flor, uma jovem sem sonhos que, após perder sua família em um incêndio, sai em busca de algo para poder, finalmente, sonhar. Em cena a atriz se desdobra em 7 personagens que ajudam, ou não, a menina Flor a encontrar o seu tão almejado sonho. Texto e atuação de Carolina Barcellos, com direção de Jai Gonçalves. SERVIÇO: sáb e dom, 17h. R$ 30. 50 min. Classificação: livre. De 6 até 28 de outubro. Solar de Botafogo – Espaço 2 – Rua General Polidoro, 180 – Botafogo. Tel: 2543-5411.

Frida, Frida, Frida
A artista Frida Kahlo serve como base para o novo musical. Em cena, seis atores (três crianças e três adultos) dão vida a personagens inéditos, com texto e música autorais. A intenção do musical é colocar o público infanto-juvenil em contato com o universo da artista. São três esquetes, interpretadas por três crianças, que, com diferentes pontos de vista, apresentam as cores e a ludicidade da obra da pintora mexicana e abordam questões sobre diversidade e superação. Com Laura Rabello, JF Barreiro e outros. Texto de Tauã Delmiro, com direção de Fabiana Tolentino, Erika Affonso e Gustavo Klein. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 60. 50 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Teatro XP Investimentos – Jockey Club – Avenida Bartolomeu Mitre, 1100 – Gávea. Tel: 3807-1110.

A Gaiola
emcartaz-agaiola Baseado no livro de Adriana Falcão, musical infantil conta a história de amor e separação entre uma menina e um passarinho. A trama se inicia quando o passarinho cai, ferido, na varanda da casa da menina. Ela se dedica a cuidar do passarinho e, à medida que vão convivendo, se apegam um ao outro até se apaixonarem. Ele fica curado e, na hora da despedida, ele pede para que a menina o aprisione numa gaiola. Um dia a menina flagra o passarinho na gaiola, encantado com a beleza do dia lá fora e uma crise se instala entre os dois. A tentativa de prender o amor se mostra inútil e os dois chegam a uma importante conclusão. Com Carol Futuro e Pablo Áscoli. Adaptação de Adriana Falcão e Eduardo Rios, com direção de Duda Maia. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 40. 50 min. Classificação: 12 anos. Até 4 de novembro. Casa de Cultura Laura Alvim – Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema. Tel: 2332-2015.

João e o Pé de Feijão no Sertão
Nesta versão, conta-se a história de um menino que vive com a sua mãe em alguma parte do Nordeste brasileiro, formando uma família pobre que sofre a consequência das agressões à natureza, como a seca. Resgatando, de forma lúdica, o universo da cultura popular, a história também mostra o que há de bom na vida do homem nordestina como o xote, o xaxado, o baião, o boi-bumbá e a beleza do luar no sertão. Com Cristina Guimarães, Leonardo Victoriano e outros. Adaptação e direçaõ de Ricardo Silva. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 40. 60 min. Classificação: livre. Até 28 de outubro. Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói. Tel: 3674-7515.

Lololendi
No musical, Lolô é ex-dona da cantina de uma escola, que fecha por causa da crise. Pressionada pelas dívidas e por Leleco Casas – rico proprietário de vários imóveis da região, que faz de tudo para comprar a casa que é da família dela há várias gerações –, Lolô resolve virar cuidadora de crianças e resgatar brincadeiras da sua época como pique esconde, pique pega e pula bandeira. Ao perceber e despertar o talento e as habilidades de cada criança em áreas como esportes, moda, culinária, música e contação de histórias, Lolô faz de sua casa – que, desde pequena, acredita ser encantada – um lugar de magia e diversão, o sonho de qualquer criança: a Lololendi. Com Heloísa Périsse, Vitor Thiré e outros. Texto de Heloisa Périssé, com direção de Paulo Dimantas. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 20. 60 min. Classificação: livre. Até 21 de outubro. Imperator – Centro Cultural João Nogueira – Rua Dias da Cruz, 170 – Méier. Tel: 2597-3897.

Malala, a Menina Que Queria Ir Para a Escola
Primeira adaptação teatral do livro-reportagem infanto-juvenil da escritora e jornalista Adriana Carranca. A peça conta a saga de uma jornalista, curiosa, desbravadora e inquieta, que atravessa meio mundo para descobrir o que aconteceu de verdade com uma menina chamada Malala Yousafzai e porque ela estava sendo perseguida. Era uma missão perigosa, pois a terra natal de Malala, um vale de extraordinária beleza no interior do Paquistão, havia se tornado um território proibido para jornalistas. Vestida como as mulheres do Vale do Swat, a jornalista circula pelas ruas da cidade, se hospeda na casa de moradores locais, conhece as amigas de Malala, sua escola e até mesmo a casa onde morava. Com Adassa Martins, José Karini e outros. Adaptação de Rafael Souza-Ribeiro, com direção de Renato Carrera. SERVIÇO: sex, 15h; sáb e dom, 11h e 15h. R$ 30. 70 min. Classificação: livre. Até 21 de outubro. Teatro Sesc Ginástico – Avenida Graça Aranha, 187 – Centro. Tel: 2279-4027.

Por Quê???
Como criar crianças livres de limites impostos sobre o que é ser uma menina e o que é ser um menino? A peça chega para renovar a perspectiva sobre o que define essas identidades. Livremente inspirada no livro “Para Educar Crianças Feministas – um manifesto”, da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, o texto apresenta Chizalum, Nora e Tomás, duas meninas e um menino cheios de questionamentos sobre comportamentos impostos pela cultura. Com Aline Borges, Noêmia Oliveira e outros. Adaptação e direção de Diana Herzog. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 40. 50 min. Classificação: livre. Até 4 de novembro. Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema. Tel: 2267-3750.

Viagem ao Centro da Terra
O geólogo Otto Lindenbrock e seu sobrinho Axel, acompanhados de Hans, um guia islandês, vivem uma aventura ao entrar em uma cratera de um vulcão para chegar ao centro da Terra. Tempestades, florestas, dinossauros e erupções serão alguns dos desafios enfrentados pelo trio. Com André Schulle, Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues. Texto de Bobby Baq, em colaboração com o elenco e o diretor Eric Nowinski. SERVIÇO: sáb e dom, 16h. R$ 20. 70 min. Classificação: 4 anos. Até 21 de outubro. Caixa Cultural – Teatro de Arena – Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro. Tel: 3980-3815.

Games Mais Vendidos

Comentários

comments

TagsAgendaArmazém da UtopiaBaléBalletCaixa CulturalCasa de BacoCasa de Cultura Laura AlvimCasa RioCCBBCentro Cultural Banco do BrasilCentro Cultural CorreiosCentro Cultural da Justiça FederalCentro Cultural Justiça FederalCentro Cultural LightCentro Cultural Solar de BotafogoCentro Municipal de Arte Calouste GulbenkianComédiaComédia RomânticaCulturadestaquehomeDramaECM Sergio PortoEm CartazEntretenimentoEspaço ArmazémEspaço Cultural Municipal Sérgio PortoEspaço SescEspetáculosFundição ProgressoImperatorInfantilLazerMonólogoMusicalOi FuturoOi Futuro FlamengoOi Futuro IpanemaÓperaParque das RuínasPeçasProgramaçãoR&JRampa Espaço de CriaçãoRio de JaneiroSala Baden PowellSala Paschoal Carlos MagnoSede das CiasSesc TijucaSolar de BotafogoStand UpSuspenseTeatroTeatro Arthur AzevedoTeatro BradescoTeatro BrasileiroTeatro Café PequenoTeatro Candido MendesTeatro Carlos GomesTeatro CesgranrioTeatro Clara NunesTeatro das ArtesTeatro do JockeyTeatro do LeblonTeatro dos Grandes AtoresTeatro dos QuatroTeatro DulcinaTeatro Eva HerzTeatro Fashion MallTeatro Glauce RochaTeatro Glaucio GillTeatro GonzaguinhaTeatro Henriqueta BriebaTeatro IpanemaTeatro João CaetanoTeatro Maison de FranceTeatro Miguel FalabellaTeatro NacionalTeatro Nathalia TimbergTeatro Nelson RodriguesTeatro Notre DameTeatro PoeiraTeatro PoeirinhaTeatro Princesa IsabelTeatro RiachueloTeatro Rio de JaneiroTeatro Sesc GinásticoTeatro Sesi CentroTeatro XP InvestimentosTeatro ZiembinskiTeenTheatro MunicipalTheatro Net RioThrillerTragédiaVivo Rio
Share: