Fim do Ministério da Cultura: entenda como fica a situação da pasta – Teatro em Cena
Plantão

Fim do Ministério da Cultura: entenda como fica a situação da pasta

A extinção do Ministério da Cultura (MinC) foi oficializada nesta quarta (2/1), com uma medida provisória do novo presidente Jair Bolsonaro. A pasta passa a ser tratada como uma secretaria submetida ao Ministério da Cidadania, a cargo do deputado Osmar Terra (MDB-RS). O mesmo ministério também engloba, a partir de agora, as secretarias de Esporte e Desenvolvimento Social.

Novo ministro da Cidadania e Ação Social, Osmar Terra, durante solenidade de transmissão de cargo (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O motivo para a junção é o corte nas despesas públicas da União, ainda que os ministérios da Cultura e do Esporte estivessem entre os menores orçamentos da máquina pública. Com o acúmulo de áreas abraçadas, Osmar Terra espera conseguir um aumento no orçamento do Ministério da Cidadania, principalmente para cumprir a promessa de 13º para os dependentes do Bolsa Família.

O fim do MinC gerou lamentações e críticas na classe artística, já bastante desprestigiada. Osmar Terra, no entanto, tentou acalmar os ânimos ao assumir o ministério. “A junção não vai tirar a força que cada ministério tem. O Ministério da Cultura vai continuar com todos os seus componentes. Ele vai se fortalecer com ações integradas com as áreas social e do esporte”, garantiu.

Um dos intuitos do ministro é “democratizar a Lei Rouanet”. Ele diz que 80% do fomento indireto vai para as cidades de Rio de Janeiro e São Paulo, e o interessante é redistribuir melhor, para atender a cultura popular e a região do Nordeste. Como pretende fazer isso – já que são os gerentes de marketing das empresas privadas que escolhem quais projetos apoiar – Osmar Terra não disse.

Comentários

comments