CINZA: Jay Vaquer estreia musical rock autoral na Fundição Progresso – Teatro em Cena
Plantão

CINZA: Jay Vaquer estreia musical rock autoral na Fundição Progresso

Após vários álbuns lançados, o cantor e compositor Jay Vaquer está com um projeto teatral. Ele escreveu e dirigiu um musical rock chamado “CINZA” (assim, em caps lock), com canções originais de sua autoria. O espetáculo foi apresentado na Festa Internacional de Teatro de Angra – FITA e fará sua primeira apresentação no Rio de Janeiro na próxima quarta (19/11), na Fundição Progresso, na Lapa. Será a primeira vez que um musical é montado no local.

Com 2h40 de duração, a peça conta com 10 atores performers em cena, com destaque para Paulinho Serra (de “Paulinho Serra em Pedaços”) e Patricia Coelho (de “Bem Vindo, Estranho”), e uma banda composta por cinco músicos. O slogan “nem branco, nem preto, CINZA” é simbólico da busca de originalidade dentro do teatro musical brasileiro.

(Foto: Renato Pagliacci)

(Foto: Renato Pagliacci)

(Foto: Renato Pagliacci)

(Foto: Renato Pagliacci)

Inspirado no famoso conto de Rhodopis, que deu origem à Cinderela, a trama acompanha “C.” em sua busca incessante por um sentido. Quanto mais procura, mais o sentido lhe escapa. Suas convicções vacilam, tropeçam, engasgam. Tenta fugir e a rota de fuga passa por uma rua que vai se configurando implacavelmente sem saída: sua cabeça.

Na Fundição Progresso, será uma apresentação única na quarta (19/11) às 21h30. A classificação indicativa é de 16 anos e o valor dos ingressos varia de acordo com o setor e o lote. O Setor 1 custa R$ 100 no primeiro lote, R$ 120 no segundo e R$ 140 no terceiro. Já o Setor 2 sai por R$ 60 no primeiro lote, R$ 80 no segundo e R$ 100 no terceiro. Mas todos que doarem um 1kg de alimento não perecível conseguem comprar meia-entrada.

Comentários

comments