+ TeatroPremiações

Marco Nanini fala sobre carreira artística: “eu era inapto para tudo”

Um ano após vencer o Prêmio APTR de melhor ator por “Beije Minha Lápide”, o ator Marco Nanini voltou ao palco da premiação como homenageado. A organização do evento escolheu o artista, que atualmente se dedica à novela “Êta Mundo Bom!”, para o tributo de 2016, na terça (22/3), no Imperator, no Méier. Em seu discurso, Nanini lembrou que está comemorando suas bodas de ouro (50 anos) teatral. “Estava destinado a ser qualquer coisa, no ramo da profissão, que não ia me trazer nenhum benefício. Eu era inapto para tudo. Mas uma coisa me chamou muita atenção, que foi o teatro”, disse. “Tive uma grande emoção quando pisei no palco pela primeira vez, inesquecível. Nunca mais vou sentir aquela força, aquela energia, primeira”.

(Foto: Cristina Granato)

(Foto: Cristina Granato)

Na cerimônia, as amigas Marieta Severo (de “Incêndios”) e Renata Sorrah (de “Krum”) ficaram responsáveis pela homenagem, remontando sua carreira, enquanto o telão exibia fotos e vídeos de cada fase da vida de Nanini, no teatro, no cinema e na TV. Na entrada do Imperator, também foram colocados painéis de mais de um metro e meio com fotos de diferentes trabalhos marcantes do ator, como “O Mistério de Irma Vap”, que estreou em 1986, com direção de Marília Pêra (1943-2015), e ficou em cartaz por mais de dez anos.

(Foto: Leonardo Torres)

(Foto: Leonardo Torres)

Quem também participou da homenagem ao ator foi seu sócio e produtor Fernando Libonati, com quem Nanini diz completar bodas de prata (25 anos). Coube a ele a entrega do troféu simbólico ao artista. Para o segundo semestre, os dois preparam a montagem de “Ubu Rei”, em parceria com a Cia. Atores de Laura e direção de Daniel Herz (de “O Pena Carioca”).

(Foto: Cristina Granato)

(Foto: Cristina Granato)

Comentários

comments