Filipe Vicente

SP: tudo sobre a remontagem de O Fantasma da Ópera no Brasil

Treze anos após estrear no Brasil, “O Fantasma da Ópera” está de volta a São Paulo. Em cartaz no Teatro Renault (mesma casa que recebeu a primeira versão do espetáculo, na época chamada Teatro Abril), o musical tem o desafio de ultrapassar o público recorde de 880 mil espectadores, conquistado principalmente pela presença dos talentosos protagonistas Saulo Vasconcelos e Kiara Sasso em 2005. Escalados para estrelar a recente produção, Thiago Arancam e Lina Mendes recebem a tarefa de interpretar os clássicos personagens Fantasma e Christine.

(Foto: Cintia Carvalho)

A produção de grandes espetáculos da Ópera de Paris recebe mensagens anônimas com instruções sobre as montagens em cartaz. Misteriosos eventos acontecem quando a equipe se recusa a segui-las, causando o afastamento da cantora principal do espetáculo. Preparada para exercer a função por um sombrio professor, Christine Daaé ocupa o lugar da protagonista, sendo ovacionada pelo público, entre os quais está o amigo de infância Raoul (interpretado por Fred Silveira). Enciumado com a relação de Christine e Raoul e provocado pela desobediência dos administradores do teatro, o Fantasma decide resolver o que lhe desagrada à sua maneira.

“O Fantasma da Ópera” é um musical composto por Andrew Lloyd Webber (responsável por produções como “Cats”, “Jesus Cristo Superstar” e “Evita”), baseado no romance homônimo de Gaston Leroux. Desde 1986, quando estreou em Londres, o espetáculo foi traduzido para 15 idiomas, passou por 160 cidades em 35 países e foi visto por mais de 140 milhões de pessoas. Com um rendimento de cerca de US$6 bilhões, o espetáculo se tornou a segunda produção de entretenimento de maior sucesso da história, perdendo apenas para o musical “O Rei Leão”.

Canções clássicas como “Think of Me” (“Pensa em Mim”), “Angel of Music” (“Anjo da Música”), “All I Ask of You” (“Preciso Ouvir de Ti”), “The Music of the Night” (“A Música da Escuridão”) e “The Phantom of the Opera” (“O Fantasma da Ópera”) emocionam o público durante a primeira parte do espetáculo. Primeiro número do segundo ato, “Mascarade” (“Carnaval”) é formado pela quase totalidade do gigantesco elenco e se sobressai por ser a coreografia que envolve mais gente ao mesmo tempo, destacando o trabalho de Denny Berry, coreógrafa associada, e de Olívia Branco, coreógrafa residente. As coreografias são baseadas na movimentação criada por Gillian Lynne, diretora de coreografia original de “O Fantasma da Ópera”, falecida em 01 de julho de 2018.

(Foto: Cintia Carvalho)

Pra contar a história, dezenas de cenários gigantescos foram criados por Jonathan Allen, designer assistente de Maria Bjornson na produção original de “O Fantasma da Ópera”. Entre os mais impactantes estão o covil do Fantasma, onde se desenrola a famosa cena do barco; o realista cemitério de “Wishing You Were Somehow Here Again” (“Quem Me Dera Vê-lo Uma Outra Vez”), mais marcante cena de Lina Mendes; o início e a última cena do primeiro ato, quando há a efetiva utilização do lustre que enfeita o Teatro Renault e transporta o público para a Ópera de Paris.

Os riquíssimos figurinos supervisionados por Sam Fleming somados às perucas de Feliciano San Roman e às maquiagens, máscaras e próteses de Christian Gruaz transformam “O Fantasma da Ópera” em um espetáculo visualmente atraente, especialmente em grandiosos números como “Mascarade”. O efeito de som, principalmente quando o Fantasma se esconde pelos bastidores do teatro, são impressionantes. A automaticamente reconhecida melodia e os números musicais são resultados do impecável trabalho executado pela orquestra formada por quatorze músicos sob a supervisão e regência de Miguel Briamonte. A orquestração original é assinada por David Cullen.

“O Fantasma da Ópera” está em cartaz no Teatro Renault (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista), em São Paulo, quartas (21h), quintas (21h), sextas (21h), sábados (16h e 21h) e domingos (15h e 20h). Os ingressos custam de R$37,50 (meia) a R$300,00 (inteira) e podem ser adquiridos através do site oficial da Tickets For Fun. Nas sessões de sábado à tarde e domingo à noite a personagem Christine é interpretada por Giulia Nadruz. Leonardo Neiva substitui Thiago Arancam nos dias 24, 25 e 26 de outubro; e 15 e 16 de dezembro. Lembrando que o elenco pode sofrer outras alterações sem aviso prévio. “O Fantasma da Ópera” tem classificação indicativa livre e duração de 2h45, incluindo um intervalo de 15 minutos. Inicialmente até 16 de dezembro.

(Foto: Cintia Carvalho)

Comentários

comments

Share: