Tem brasileiro na turnê europeia de Violetta! – Teatro em Cena
+ TeatroInternacional

Tem brasileiro na turnê europeia de Violetta!

Desde abril, o ator Gabriel Malo – de musicais como “Nas Alturas” e “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz” – está envolvido com uma produção internacional da Disney. Ele faz parte do grupo de dançarinos que acompanha a argentina Martina Stoessel na “Violetta Live Tour”, que marca a despedida da famosa série infantil do Disney Channel, “Violetta”. Ele participou dos shows na América Latina e atualmente está na Europa, com agenda fechada até 1º de novembro. Já passou por países como Polônia, Hungria e Romênia. Até o fim da turnê, trabalhará na Áustria, República Tcheca, Itália, França, Alemanha, Bulgária, Rússia, Grécia, Irlanda e Inglaterra. Gabriel é um dos três brasileiros na equipe, formada majoritariamente por argentinos e espanhóis.

(Fotos: Reprodução / Instagram)

(Fotos: Reprodução / Instagram)

– É muito especial poder conhecer como pessoas de outras culturas trabalham, reagem a situações e problemas, como se relacionam, porque no fim das contas sabemos que são os detalhes que nos fazem diferentes, já que na verdade somos todos seres humanos trabalhando, batalhando, sonhando, aprendendo. – diz o artista, que antes de fazer as malas, estreou como coreógrafo em “Urinal – O Musical”, em cartaz em São Paulo – Quando você trabalha com pessoas do mundo todo, parece que as barreiras e divisões entre os países desaparecem e te dão a sensação de que, de fato, você pertence a todos os lugares, contando que esteja vivendo o presente intensamente e conectado consigo próprio.

Não é a primeira vez que Gabriel trabalha fora do país. Em Nova York, ele fez parte da cia. de dança contemporânea Steps Repertory Ensemble e atuou nas peças “A Chorus Line” e “Joseph and the Amazing Technicolor Dreamcoat”. Foi durante essa passagem pelos Estados Unidos que ele estreitou o contato com o coreógrafo californiano Sergio Mejía, com quem havia trabalhado na Parada da Disney no Rio de Janeiro em 2009. Sergio, por acaso, é o coreógrafo de “Violetta” e recorreu ao brasileiro quando precisou de uma substituição de emergência para a turnê, que já estava acontecendo.

(Fotos: Arquivo Pessoal)

(Fotos: Arquivo Pessoal)

Questionado sobre as diferenças entre trabalhar na América e na Europa, Gabriel Malo lembra que, por ser uma produção da Disney, a maneira organizacional do trabalho é tipicamente americana. Ele nota diferenças apenas em detalhes e na pontualidade. “É diferente de um lugar para o outro, alguns mais flexíveis, outros mais rígidos”, conta ao Teatro em Cena. Quando a chegar a Londres, já sabe: pontualidade britânica.

Comentários

comments