UNIRIO sedia festival com alunos de teatro de quatro países – Teatro em Cena
Plantão

UNIRIO sedia festival com alunos de teatro de quatro países

A partir desta terça (23/10), estudantes de teatro da Finlândia, de Nepal, da Nigéria e do Irã se misturarão aos brasileiros no 1º Festival de Intercâmbio Teatral Internacional, na UNIRIO. O evento acontece no campus da universidade na Praia Vermelha até o dia 27, com sete espetáculos e performances nacionais e internacionais, dez oficinas, oito mesas de debates e duas mostras de cenas curtas de artistas nacionais. A realização é do comitê Jovens Artistas Promissores do Instituto de Teatro Internacional (ITI) da UNESCO, que conta com 19 países participantes.

(Foto: Divulgação)

A escolha do Brasil para sediar a 1ª edição do festival tem o intuito de deslocar o eixo das discussões para a América Latina. A abertura do evento se dará com uma reflexão sobre a reconstrução do Museu Nacional, por exemplo. A vinda de artistas de outros países, acredita-se, pode renovar as discussões no âmbito artístico-acadêmico brasileiro, além de estimular a difusão de outras perspectivas.

“Os números de jovens que vão ao teatro ainda são muito baixos, precisávamos pensar em como reformular a presença do jovem na arte – tanto o jovem artista, quanto a jovem plateia”, diz o artista Jefferson Fagundes, único representante latino-americano no comitê, “com isso aplicamos o tema ‘Heranças’, que não é só o que deixamos para o outro, mas o que recebemos de alguém. É importante que o mais velho incentive o mais jovem a fazer e pensar arte e, da mesma forma, celebre e prestigie os feitos dos mais jovens, para que estes prossigam”.


PROGRAMAÇÃO

TERÇA-FEIRA (23/10)

MESAS

• Abertura Oficial (ENG, POR)

Notas sobre a reconstrução do Museu Nacional

Integrantes:

→Rosana Reatehgui e Adriana Vianna (Professora do Departamento de Antropologia do Museu Nacional)

LOCAL: Palcão/9h30

• Os sentidos da herança (ENG, POR)

Integrantes:

→ Laure Garrabé (UFPE)

→ André Gardel (Unirio)

→ Carla Costa (Unirio)

→ Fernando Antonio Mencarelli (UFMG)

Mediação: Luciano Matricardi (Unirio)

LOCAL: Palcão/ 10h às 13h

• Formação e Transformação (ENG, POR)

Integrantes:

→Jussilene Santana (Unirio)

→ Ricardo Gomes (UFOP),

→ Luciano Mendes de Jesus (USP)

→ Gabriel Barros (ONG ECOA)

Mediação: Isabour Estevão (Unirio)

LOCAL: Sala 401 / 14h30 às 17h30

OFICINAS

Corpos brincantes nas danças brasileiras – Juliana Manhães, UNIRIO

LOCAL: Sala Nelly Laport/ 18h às 20h

Os alunos vão vivenciar jogos lúdicos que põem em cena corpo, ritmo, canto e música, experimentando fundamentos de base presentes na roda do bumba-meu-boi do Maranhão e em algumas danças de umbigada como Jongo, Coco e Samba de roda.

Pré-requisitos: Não há.

Material: roupa confortável, saias rodadas e chapéus de qualquer tipo

ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

Peça “A palavra progresso soava terrivelmente falsa na boca da minha mãe”

Multifoco Companhia de Teatro, Brasil

LOCAL: Sala Cinza /20h30

Uma família que após a guerra retorna à sua antiga casa – agora queimada e arruinada – para continuar sua vida ou aquilo que lhes resta dela. Atravessada por novas divisas sociais e morais, ela se encontra submersa nos preconceitos e no oportunismo capitalista de seus vizinhos, empenhados em tirar lucro do infortúnio alheio. Com frequência, as fronteiras se reconstituem em outro lugar, nos corações, nos rancores, nos espíritos atormentados.

Direção: Ricardo Rocha

Texto: Matéi Visniec

Elenco: Bárbara Abi-Rihan, Camila Zampier, Erick Tuller, Fábio Lacerda, Luan Vieira e Viviane Pereira

Classificação: 18 anos

Duração: 100 minutos


QUARTA-FEIRA (24/10)

MESAS

• Tradição e Modos de Transmissão ENG, POR

LOCAL: Sala 401 /10h às 13h

Integrantes:

→ Michele Almeida Zaltron

→ Priscilla Duarte (UFMG)

→ Pâmela Peregrino (Unirio)

→ Juliana Manhães (Unirio)

Mediação: Beatriz Galhardo

OFICINAS

• Teatro Físico – Bárbara Casseb (Universidade do Novo México)

LOCAL: Sala 602 /11h às 13h

Desde o ventre, quando olhou por entre? Essa oficina tá no meio de que? Entremos, então, sem hesitação nas vírgulas e nos hiatos que moldam nossos caminhos. Partindo de uma exploração do corpo do performer, Questionaremos o que está entre os mundos interno e externo; misturando improvisação e repetição, vamos explorar por entre o suspiro e o susto, a mesa e a cadeira, entre o corpo e o texto, entre o um e o próximo, também o um e o todo. Buscaremos, entre cada respiração, a mágica que se forma entre eu e você. Se vivemos entre o ventre e a morte, nos conectando pelos intervalos da vida, então, por favor, entremos!

Pré-requisitos: Não há

Material Didático: Roupas confortáveis

• O HA: corpo embalsamado – Leonardo Thim, UNIRIO

LOCAL: Sala Esther Leão /14h30 às 16h30

A oficina pretende acessar uma ideia de Butoh através de um processo de auto-mumificação e cuidado de si.

Material: Um metro de linho branco.

Pré-requisitos: Liberação ética com a nudez

• Ecos do/no CorpoVoz – Letícia Carvalho e Tatiana Motta Lima (UNIRIO)

LOCAL: Sala 301 / 14h30 às 18h30

A oficina vai propor experiências do/no corpovozdx atuante, investigando as reverberações nascidas nas relações com o espaço, com o outrx, com xsoutrxs de si. Interessa-nos experimentar sensações, afetos, imagens e memórias em um vai e vem entre produção e escuta, ação e eco, atividade e receptividade.

Pré-requisitos: atores, atrizes, estudantes de artes cênicas com mais de 18 anos

MOSTRA DE CENAS CURTAS

LOCAL: Sala Cinza / 17h às 19h

→ “Édipou – O Príncipe do Ceará”

Grupo: ELES (Cena Convidada)

Direção, Elenco e Dramaturgia: Jhon Jhon Oliveira

→ “Y TúMamáTambién”

Grupo: Extraño Teatro (UNIRIO)

Direção: Gabriel Pardella, Luiza Rangel

Elenco:Whiverson Reis,Daidrê Thomas,Jansen Castellar

Dramaturgia:Jansen Castellar

→ “Brihana, a Poetisa”

Grupo:Brihana (UNIRIO)

Direção, Elenco e Dramaturgia: Brian Silva (Brihana)

→ “Memórias Inventadas”

Grupo:Coletivo Só Meu (UNIRIO)

Direção e Elenco: Heitor Mota

Dramaturgia:Heitor Mota

Adaptação: Anderson Almos

→ “Maré”

Grupo:Rogusga (UNIRIO)

Direção, Elenco e Dramaturgia: Roberty Flores, Gustavo Pavani, Gabriel Hipóllyto

ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

• “Pleasures” – Finlândia e EUA

LOCAL: Sala Cinza /15h30

Cena consiste em duas partes; primeiro um estudo visual e físico dos cruzamentos. Como Gavin Brown escreve sobre o assunto; “Parece-me que o que está sendo utilizado aqui é um conjunto de conhecimentos corporais, sensatos e semi automáticos que funcionam como visão periférica, não contemplação contemplada”. A segunda parte consiste em narrativas curtas de auto-ficção e noções sobre os mesmos cruzamentos”.

Direção e Elenco: Uuttu&Ugartechea

Classificação: 18 anos

Duração: 20 minutos

•Espetáculo “Nona Nuvem” (Cia Placenta,Brasil)

LOCAL: Palcão /20h

Inspirado no universo do realismo fantástico latino-americano o espetáculo conta a história de um açougueiro que sobreviveu à Guerra do Vietnã e fornece carne para um restaurante, onde a mulher no comando alimenta uma multidão insatisfeita. Tudo sangra e sonhos devorados voltam para devorar quem ousou sonhá-los em primeiro lugar. Em Nona Nuvem o tempo é como o vento, às vezes suave, às vezes impetuoso, num sem rumo contínuo, nossos olhos vão curando.

Direção e Texto: Gabriel Barros

Elenco: Camille Mello, Dayane Simões, Melina Souza, Renan Albuquerque, Renata Lages, Thayan Ribeiro e Túlio Vieira

Classificação: 16 anos

Duração: 80 minutos

RESIDÊNCIA

Velhos Cantos Cheios de Novidades – Luciano Mendes de Jesus (USP)

Nesta oficina iremos trabalhar com um repertório de cantos antigos de diversas tradições afro-diaspóricas, estimulando o modo particular de abordagem desses materiais pelos participantes, descobrindo e explorando formas de diálogo destes cantos com as experiências sociais e políticas da juventude urbana contemporânea.

Quarta-feira e Quinta-feira

LOCAL: Sala Lucília Peres /10h às 13h

Pré-requisitos: Gostar de cantar e mover o corpo

Material didático: cabos de vassoura (20)


QUINTA-FEIRA (25/10)

MESAS

• Entre a Arte e o Sagrado (ENG, POR)

LOCAL: Sala 401/10h às 13h

Integrantes:

→ Cristiane Madeira Motta (Kayá) (USP)

→ Maria José Villares Barral Villas Boas (ZezaBarral) (UFRJ)

→ Alba Lirio (Vox Mundi)

→ Gabriela Mariquito (Unirio)

Mediação: Claudia Mele (Unirio)

•Teatro negro na dramaturgia e na cena (ENG, POR)

LOCAL: Sala 401/ 14h30 às 17h30

Integrantes:

→ Marcos Antônio Alexandre (UFMG)

→ Fernanda Dias (UNIRIO)

→ Charles Etubiebi (Asst. Director – TheatreEmissaryInternational- Nigeria)

→ Licínio Januário (Coletivo Preto)

→ Sol Miranda (Grupo Meu)

Mediação: Jorge Oliveira (Unirio)

OFICINAS

• Laboratório Raízes do Movimento – Fernanda Dias (UNIRIO)

LOCAL: Sala 302/11h às 13h

A Oficina proporciona uma vivência das danças negras, incluindo o contato com os ritmos, como proposta na preparação corporal do artista da cena. As danças negras são uma manifestação cultural das matrizes africanas, envolvidas por diversos símbolos e saberes milenares.

Pré-requisitos: Artista da cena, acima de 18 anos

Material: Roupa confortável, preferencialmente calça preta e blusa branca ou vermelha.

• Quando canto, quem canta: a viagem do corpovoz, do concreto ao sutil – Alba Lírio e Nara Keiserman

LOCAL: Sala 604/14h30 às 17h

A Oficina propõe uma experiência entre a Arte e o Sagrado, este espaço vazio pleno de possibilidades de vir a ser. Espaço-tempo em trânsito, lugar de origem das intenções, das passagens do ser ao não-ser para ser outro. Lugar onde sacrifício é sacro-ofício, onde Shiva e Shakti ganham forma e saem para conhecer o mundo.

Pré-requisitos: não há

• Cantos de Tradição e a Reatualização dos Ancestrais no Corpo do Performer – ChrysKayaMujeuin Madeira (USP)

LOCAL: Sala 200/ 16h30 às 19h30

A oficina tem o objetivo de potencializar as percepções, d(n)o corpo do performer, advindas das qualidades inerentes nos cantos de Tradição do Candomblé Angolano, possibilitando trabalhar alterações de padrões do uso do corpo para que assim a experiência do sensível ocorra.

Pré-requisitos Boa condição física dos participantes.

Material: Roupa adequada para trabalho físico, cabelos longos devem estar presos (rabo de cavalo), uma caneta.

• Queer cruising rituals and language – Vicente Ugartechea (Finlândia)

LOCAL: Sala 604 / 11h às 13h

O workshop é sobre rituais e linguagem de cruzeiros queer. Vamos examinar literatura / texto de cruzeiro e facilitar a discussão sobre o material. Com base no interesse dos participantes, o workshop resultará em: A) um exercício performativo em que os participantes praticarão diferentes formas de cruzeiro / sinalização e terminarão com uma conversa em grupo sobre sua experiência ou B) Mostraremos um arquivo de cruzeiros no cinema / tv e discutir questões sobre visibilidade, disseminação desses temas na mídia, apropriação e experiências pessoais.

Pré-requisitos: Não há

• Ações Psicofísicas e Materialidade Sonora – Cassius Fabian (UFBA)

LOCAL: Sala 602/ 14h30 às 16H30

Investigar a relação das leis da termodinâmica (calor, energia e entropia) nos aspectos físico-químicos em relação aos corpos humanos interseccionando com os aspectos da materialidade sonora e outros estímulos. Com o objetivo de proporcionar os/as participantes experiências de auto-(re)conhecimento, desconstrução cotidiana para o despertar de novos estímulos e pulsões criativas na perspectiva corpo- mente, culminando numa prática rito-performática da cultura afro-brasileira e ameríndia.

Pré-Requisitos: Maiores de 18 anos

• Mental and Psychological Recovery through Performing Arts – Sunaina Panthy (Nepal)

LOCAL: Sala 604/ 14h30 às 16h30

Atores-Performers humanitários estão aumentando a conscientização sobre diferentes questões transversais usando artes e desempenho como método de sensibilização e engajamento das comunidades locais diferentes questões sociais que surgiram após o terremoto destrutivo.

Pré-requisitos: Não há

ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

• Palestra-performance: Episódio II – Mileke entre Pedras e Piercings (uma desmontagem) – Brasil

LOCAL: Palcão – 20h

Dois jovens atores de um centro urbano no subúrbio de São Paulo falam das viagens e experiências que viveram em busca do último mestre vissungueiro vivo em Minas Gerais, enquanto realizam cenas e músicas, revelando imagens do espetáculo que foi gerado a partir das viagens às terras dos antigos cantos afro-mineiros do Alto Jequitinhonha.

Texto: baseado nos livros “Memórias de um Catopê” de Ivo Silvério da Rocha, “Descontos” de Vitor Kawakami e em textos dos artistas-criadores

Elenco: Jean Rocha e Marisa Mariano

Duração:60 minutos

Classificação: Livre

RESIDÊNCIA

Velhos Cantos Cheios de Novidades – Luciano Mendes de Jesus (USP)

Nesta oficina iremos trabalhar com um repertório de cantos antigos de diversas tradições afro-diaspóricas, estimulando o modo particular de abordagem desses materiais pelos participantes, descobrindo e explorando formas de diálogo destes cantos com as experiências sociais e políticas da juventude urbana contemporânea.

Quarta-feira e Quinta-feira

LOCAL: Sala Lucília Peres / 10h às 13h

Pré-requisitos: Gostar de cantar e mover o corpo

Material didático: cabos de vassoura (20)

SEXTA-FEIRA (26/10)

MESAS

• Escrituras Cênicas (ENG, POR)

LOCAL: Sala 401/10h às 13h

Integrantes:

→Rosyane Trotta (Unirio)

→ Grupo sem Cara (Brasil)

→ Vanessa Souza (Bonobando)

→Saulo Rocha (Teatro de Afeto)

Mediador: João Pedro Zabetti (Arame Farpado)

• Cultura, ética e política (ENG, POR)

ONDE: Sala 401/ 14H30 às 17h30

Integrantes:

→José da Costa (Unirio)

→Virgínia Barbosa

→Mauricio Veiliger (Unirio / Baixada em Cena)

→Vicente Ugartechea (Finlândia)

Mediação: Marjory Leonardo

MASTER CLASS

Vagamundos – a cena suporta uma alteridade radical? – Maria Thais (ENG, POR)

ONDE: Sala Nelly Laport – 11h às 13h

A partir das pesquisas e experiências cênicas realizadas – como pesquisadora e como diretora da Cia Balagan – nos últimos vinte anos, o encontro problematiza e diferencia os fundamentos sobre os quais se baseiam duas tradições: a pedagogia teatral russa e uma pedagogia, não sistematizada, que vaga por mundos e tradições distintas, trocando de pele e corpo, em um processo de alteridade radical.

Pré-requisitos: disposição para um trabalho físico

Material: O aprendiz deverá levar uma bola de tênis

MOSTRA DE CENAS CURTAS

ONDE: Sala Cinza/15h30 -19h

→Fúria

Grupo: Coletivo (IN)Experiência (UNIRIO)

Direção e Dramaturgia: Júlia Limp

Colaboração: Gustavo Damasceno

Elenco: Maria Clara Migliora, TamiePanet

→Mandacaru – Chove Aqui Dentro

Grupo: Cia Fideví (Cena UNIRIO)

Dramaturgia: Beatriz Freitas

Direção e Atuação: Beatriz Freitas e Maitê Coropos

→A Mulher Que Virou Planta – Parte 3 (Risoto de Fóssil)

Grupo: Grupo Lacuna &HanimaisHestranhos (Cena Convidada – UFF)

Direção: Vitor Medeiros e Tatiana Motta Lima

Atuação:Bruna Trindade

→Filha deste solo mãe gentil

Grupo: Autossuficiente(UNIRIO)

Concepção performática: Jéssica Teixeira

→Resistências Transitórias

Grupo: Coletivo Atravessadas (Cena Convidada – UNICAMP)

Intérprete-criadores: Ana Mi, Maria Reisewitz, Taiana Ferraz e Victor Isidro

→Marco Zero

Grupo:Trupe Arrabalde

Direção: Trupe Arrabalde

Elenco: Jéssica Albucezze, RannieryOhajj, Nathaly Paiva, Sandro Garcia, Thaís Ferreira e Verenna Ribeiro

→Eu falei pra você olhar as flores

Grupo: Grupo de Fora (UNIRIO)

Direção e Elenco: Barbara Cristina e Yuri Mendes

→Julieta, Voz e Violão

Grupo: Palhaços de Segunda (UNIRIO)

Direção, Atuação e Dramaturgia:Juliana Cardoso

→ÈmíOmi

Grupo: UFBA

Direção e Elenco: Cassius Fabian e Juliete Nascimento

→Enleio

Grupo: UFBA

Direção, Dramaturgia, Operação de Luz: Otávio José Correia Neto / Elenco: Bárbara Laís Machado de Jesus

→A Bailarina e o Pianista

Grupo: Cia. Pé de Moleque(UNIRIO)

Direção e Elenco: Caio Passos e Gabrielly Vianna

→Casa Arrendada

Grupo:Coletivo Entheos (UNIRIO)

Direção: Luciano Matricardi

Elenco:Kátia Maffi, Paola Vasconcelos, Liége Müller, Ludimila Dangelis

ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

• Exibição da peça “Agha Mohammad Khan” – AmataTheatreGroup (Irã)

LOCAL: NEPAA/ 17h às 19h

Agha Mohamad Khan é um erro histórico. Um rei que cometeu muitos erros desastrosos.

Um rei que nunca poderia beijar uma mulher, dançar com ela e acariciá-la. Um rei que sua voz contradiz a masculinidade e a mulher da cidade o chamava de homem de distinção. Um rei que se chamava de rei de ghajar em sua infância e escolheu Teerã como sua capital. Agha Mohammad Khan é um resumo histórico. Uma desculpa para entender seu aspecto interpretável de seu espírito. Uma instalação de imersão.

Concepção: Navid Memar

• Peça “Iroko” – Coletivo Egrégora- Brasil

LOCAL: Palcão/ 20h

O espetáculo perpassa a história da criação do universo, migração e escravatura negra na América do Sul e as memórias de familiares do ator criador. Um registro feito pela memória real e ficcional do intérprete que se olha de fora para dentro e de dentro para fora, utilizando textos e reflexões geradas por performances de rua, análise da mudança de Estado, crises existenciais e a presença do negro nas artes.

Direção: Jeff Fagundes

Supervisão: Ricardo Rocha e Julia Limp

Texto e elenco: Jeff Fagundes

Duração: 50 minutos

Classificação: 18 anos

RESIDÊNCIA

Velhos Cantos Cheios de Novidades – Luciano Mendes de Jesus (USP)

Nesta oficina iremos trabalhar com um repertório de cantos antigos de diversas tradições afro-diaspóricas, estimulando o modo particular de abordagem desses materiais pelos participantes, descobrindo e explorando formas de diálogo destes cantos com as experiências sociais e políticas da juventude urbana contemporânea.

LOCAL: Sala 302 / 10h às 13h

Pré-requisitos: Gostar de cantar e mover o corpo

Material didático: cabos de vassoura (20)

FESTA

Bacante Selvagem – Intercâmbio UniRio

LOCAL: Ganjah Lapa – Rua do Rezende,82 – Lapa

Horário: 22h

SÁBADO (27/10)

MESA:

• Arte no cruzamento de saberes (ENG, POR)

LOCAL: Sala: 401/13h às 16h

→Leonardo Thim (Unirio)

→ Leonardo Munk (Unirio)

→Zeca Ligiero (Unirio)

→Sunaíana Panthy (ETIN, Nepal)

Mediação: Wellington Júnior

RESIDÊNCIA

Velhos Cantos Cheios de Novidades – Luciano Mendes de Jesus (USP)

Nesta oficina iremos trabalhar com um repertório de cantos antigos de diversas tradições afro-diaspóricas, estimulando o modo particular de abordagem desses materiais pelos participantes, descobrindo e explorando formas de diálogo destes cantos com as experiências sociais e políticas da juventude urbana contemporânea.

Mostra do processo

LOCAL: Sala Roberto de Cleto / 16h30 às 17h

Pré-requisitos: Gostar de cantar e mover o corpo

Material didático: cabos de vassoura (20)

ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

• NEPAA 20 ANOS

Exibição do filme: “PerformanceAmeríndia: Memória e identidade”

LOCAL: Sala 401(Audiovisual) /17h30 – 19h30

Pesquisa, Roteiro e Direção: Zeca Ligiéro

Duração: 57 min

Roda de conversa com Carlos Tukano (Cacique Tukano)

• A Sociedade Secreta do Palhaço Sagrado Sucupira – NEPAA – Brasil

LOCAL: Sala Cinza/20h15

Em tempos inglórios, temos o despautério de contar, cantar, dançar e batucar a saga fantástica de Sigfrido, um palhaço cansado da maquinaria do riso ocidental, e sai em busca de uma comicidade diferente, visitando povos das terras baixas e altas da América Latina, e alhures. Em sua aventura cheia de riso, encontros estranhos, animais mágicos, rituais escalafobéticos e celebração da vida, Sigfrido encontra o mestre Sólida Solido, e descobre que existem outras verdades sobre si e sobre o mundo.

Direção: Zeca Ligiéro, Gabriela Santana e Chico Rota

Texto: Zeca Ligiéro

Elenco: Bruno França, Diomar Nascimento, Jorge Oliveira, Zeza Barral, Paulo Guidelly

Duração: 50 minutos

Classificação: Livre

Comentários

comments