Veja a lista de vencedores do Prêmio Cesgranrio de Teatro – Teatro em Cena
Premiações

Veja a lista de vencedores do Prêmio Cesgranrio de Teatro

Christiane Torloni e Eduardo Moscovis, apresentadores da cerimônia (Foto: Leonardo Torres)

Comemorando cinco anos de existência, o Prêmio Cesgranrio de Teatro realizou sua cerimônia de 2018 no Copacabana Palace, com apresentação de Christiane Torloni (de “Masterclass”) e Eduardo Moscovis (de “Um Bonde Chamado Desejo”). O evento ocorreu na noite de terça (30/1), como sempre muito glamoroso, e exaltou a qualidade artística de dois destaques da cena carioca: “Suassuna – O Auto do Reino do Sol” e “Tom na Fazenda”. O primeiro, uma homenagem a Ariano Suassuna, venceu quatro categorias – incluindo melhor espetáculo e melhor ator em musical (Adrén Alvez). Já “Tom” venceu três categorias – dentre as quais melhor direção (Rodrigo Portella) e ator (um feliz caso de empate entre Armando Babaioff e Gustavo Vaz).

“A gente já dividiu dívida, dividir prêmio é fácil”, Babaioff brincou no palco. O ator é idealizador e tradutor da peça, que volta em cartaz em março, no caminho de completar um ano em cartaz. “A gente trabalhou com muito amor no processo criativo e nossa estreia, inclusive, foi muito tranquila. Agora a gente está no Copacabana Palace! Isso é muito louco!”, comemorou o artista em entrevista ao Teatro em Cena, visivelmente emocionado. No fim do discurso no palco, ele levantou uma folha de papel com a frase “amar tem temer”, em protesto contra o assassinato de LGBTs no Brasil.

Além de “Suassuna” e “Tom”, as categorias de atuação também renderam troféus para e Carol Fazu (por “Janis”) e Guida Vianna (por “Agosto”), que fez um discurso de mais de dez minutos sobre a verdadeira situação de quem trabalha com teatro (veja o vídeo aqui). “Na semana passada, eu estava no metrô filipetando para conseguir lotar o Sesi no centro da cidade”, confidenciou, “esse prêmio que vou receber hoje equivale ao salário que ganhei para dois meses de ensaio e quatro de temporada. São seis meses de salário”. O Cesgranrio dá uma quantia de R$ 25 mil para os vencedores de cada categoria.

Antônio Fagundes foi o grande homenageado da cerimônia, com exibição de um vídeo com depoimentos de sua esposa e de seu filho. Ele recebeu uma menção honrosa da Fundação Cesgranrio em reconhecimento a sua trajetória no teatro. Contido, foi de poucas palavras, mas protestou contra o fechamento de teatros no Rio de Janeiro.

– Nos últimos dez anos, só no Rio de Janeiro, fecharam 38 teatros, sem possibilidade de reabrir. Queria aproveitar essa homenagem e multiplicar essa homenagem com todos vocês que ainda seguram essa chama, essa garra do fazer teatral no Brasil. Enquanto a gente estiver aqui em cima e duas pessoas estiverem sentadas na plateia, essa arte não vai morrer. – discursou.

Nomes como Totia Meireles (“Cinderella”), Paulo Betti (de “Autobiografia Autorizada”), Tarcísio Meira (de “O Camareiro”), Claudia Ohana (de “Vamp – O Musical”), Caco Ciocler (de “A Tragédia e a Comédia Latino-Americana”), Arlete Salles (de “O Que o Mordomo Viu”) e Maitê Proença (de “A Mulher de Bath”) passaram pelo palco entregando troféus. Além disso, a bailarina Ana Botafogo foi porta-voz da Cesgranrio para anunciar a criação do Prêmio Cesgrario de Dança – previsto para março.

Ana Botafogo (Foto: Leonardo Torres)

Tarcísio Meira (Foto: Leonardo Torres)

Maitê Proença (Foto: Leonardo Torres)

Paulo Betti (Foto: Leonardo Torres)

Sheron Menezzes (Foto: Leonardo Torres)

Arlete Salles (Foto: Leonardo Torres)

Caco Ciocler (Foto: Leonardo Torres)

Claudia Ohana (Foto: Leonardo Torres)

Malvino Salvador (Foto: Leonardo Torres)

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor espetáculo: “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”

Melhor atriz: Guida Vianna por “Agosto”

Melhor atriz em musical: Carol Fazu por “Janis”

Melhor ator: Armando Babaioff e Gustavo Vaz por “Tom na Fazenda”

Melhor ator em musical: Adrén Alvez por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”

Melhor autor: Grace Passô por “Mata Teu Pai”

Melhor direção: Rodrigo Portella por “Tom na Fazenda”

Melhor direção musical: Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”

Melhor figurino: Kika Lopes e Heloisa Stockler por “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”

Melhor cenário: Aurora dos Campos por “Tom na Fazenda”

Melhor iluminação: Maneco Quinderé por “Hamlet – Som e Fúria”

Categoria especial: Roberto Guimarães – Pela sua atuação como programador do Teatro Oi Futuro

Homenagem: Antônio Fagundes

O júri do Prêmio Cesgranrio é formado por Jacqueline Laurence, Carolina Virguez, Daniel Schenker, Lionel Fischer, Macksen Luiz, Rafael Teixeira e Tânia Brandão.

Antônio Fagundes e esposa (Foto: Leonardo Torres)

Armazém Cia. de Teatro, representando “Hamlet” (Foto: Leonardo Torres)

Guida Vianna e Roberto Guimarães (Foto: Leonardo Torres)

Giulia Costa (Foto: Leonardo Torres)

Totia Meireles (Foto: Leonardo Torres)

Gustavo Vaz (Foto: Leonardo Torres)

Tarcísio Meira e Glória Menezes (Foto: Leonardo Torres)

Armando Babaioff (Foto: Leonardo Torres)

Caco Ciocler (Foto: Leonardo Torres)

Tarcísio Meira, Glória Menezes e Antônio Fagundes (Foto: Leonardo Torres)

Renato Luciano e Adrén Alvez (Foto: Leonardo Torres)

Malvino SAlvador (Foto: Leonardo Torres)

Comentários

comments