+ TeatroPremiações

Veja a lista de vencedores do Prêmio Cesgranrio de Teatro

Não houve um grande vencedor no Prêmio Cesgranrio de Teatro. A premiação ocorreu na terça (27/1), no Copacabana Palace, com apresentação de Lília Cabral (de “Maria do Caritó”) e Paulo Betti (de “Deus da Carnificina”), e deixou os troféus divididos entre várias produções de 2014. Eleito o melhor espetáculo, “Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir” (da Cia. Os Dezequilibrados) empatou com “Samba Futebol Clube”, “As Bodas de Fígaro” e “O Grande Circo Místico” em número de vitórias. Cada peça venceu duas categorias.

"Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir": eleito melhor espetáculo (Foto: Divulgação)

“Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir”: eleito melhor espetáculo (Foto: Divulgação)

O ganhador de cada categoria recebeu, além do troféu, o prêmio de R$ 25 mil – atualmente o valor mais alto de premiações teatrais, totalizando R$ 300 mil com as 12 categorias.

Além disso, o Prêmio Cesgranrio de Teatro homenageou o ator Ney Latorraca, que fez seu retorno aos palcos no ano passado com o espetáculo “Entredentes”, de Gerald Thomas (de “Gargolios”). Com 70 anos de idade, ele tem 50 de carreira e continua na ativa, após a longa internação hospitalar que o afastou do trabalho em 2012. Como não poderia deixar de ser, Ney foi muito aplaudido pela classe artística na cerimônia no Copacabana Palace.

Confira a lista de vencedores completa:

Melhor espetáculo:
“Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir”

Melhor texto nacional inédito:
“O Dia Em Que Sam Morreu”, de Paulo de Moraes e Mauricio Arruda Mendonça

Melhor direção:
Gustavo Gasparani, por “Samba Futebol Clube”

Melhor ator:
Candido Damm, por “Vianninha Conta o Último Combate Do Homem Comum”

Melhor atriz:
Suzana Faini, por “Silêncio!”

Melhor ator em musical:
Gabriel Stauffer, por “O Grande Circo Místico”

Melhor atriz em musical:
Solange Badim, por “As Bodas de Fígaro”

Melhor direção musical:
Leandro Castilho, por “As Bodas de Fígaro”

Melhor cenografia:
Nello Marrese, por “O Grande Circo Místico”

Melhor figurino:
Marcelo Marques, por “Edypop”

Melhor iluminação:
Renato Machado, por “Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir”

Categoria especial:
Renato Vieira, pela direção de movimento de “Samba Futebol Clube”

Comentários

comments