+ TeatroPremiações

Veja vencedores do Prêmio Shell 2017

(Foto: Leonardo Torres)

A 29ª edição do Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro, apresentada pelos atores Edwin Luisi (vencedor de 2000 e 2007) e Gisele Fróes (vencedora de 2004), foi marcada por protestos no Copacabana Palace, na noite de terça (14/3). Artistas utilizaram o espaço, a presença da classe e da imprensa, para criticar, principalmente, o calote da Prefeitura do Rio no Programa de Fomento às Artes. Centenas de projetos estão parados por não terem recebido o fomento acordado no governo de Eduardo Paes. “Calote” foi certamente uma das palavras mais usadas nos discursos dos vencedores da premiação, com pitadas de “golpe” e “fora Temer” também.

O iluminador Renato Machado, premiado por “Uma Praça Entre Dois Prédios Próximo de um Chaveiro, Grafites na Parede e uma Árvore”, foi o primeiro a levantar o tema. Ele cedeu seu espaço a Tiago Mantovani, do grupo “Reage, Artista”, que leu um manifesto reivindicando o pagamento do fomento. A dupla André Curti e Artur Luanda Ribeiro, de “Gritos”, fez coro ao receber o troféu de melhor cenário, e Grace Passô, que não pôde estar presente, mas levou o prêmio de texto por “Vaga Carne”, mandou um discurso escrito, no qual também falava do calote. A indignação é geral.

Confira o manifesto lido por Tiago Mantovani:

Entre os atores, os premiados foram Vilma Melo, por “Chica da Silva – O Musical”, e Marcos Caruso, por “O Escândalo Philippe Dussaert”. Ela dedicou o troféu a todas as atrizes negras, lendo uma lista de dezenas delas emocionantemente. Caruso, que também criticou o calote, reverenciou Edwin Luisi e Marco Nanini. Confira os vídeos abaixo:

Veja a lista completa de vencedores:

Autor:
Grace Passô por “Vaga carne”

Direção:
Duda Maia por “Auê”

Ator:
Marcos Caruso por “O Escândalo Philipe Dussaert”

Atriz:
Vilma Melo por “Chica da Silva, o Musical”

Cenário:
André Curti e Artur Luanda Ribeiro por “Gritos”

Figurino:
Luiza Fradin por “Se Eu Fosse Iracema”

Iluminação:
Renato Machado por “Uma Praça Entre Dois Prédios Próximo de um Chaveiro, Grafites na Parede e uma Árvore”

Música:
Luciano Moreira e Felipe Vidal por “Cabeça [um Documentário Cênico]”

Inovação:
Rede Baixada em Cena, pelo movimento de discutir a criação estética e o poder de mobilização de 18 coletivos de 13 cidades da Baixada Fluminense.

Homenagem:
Grupo Galpão

Os apresentadores (Foto: Leonardo Torres)

“Cabeça [um Documentário Cênico]”
(Foto: Leonardo Torres)

Renato Machado (Foto: Leonardo Torres)

André Curti e Artur Luanda Ribeiro (Foto: Leonardo Torres)

Luiza Fardin (Foto: Leonardo Torres)

Rede Baixada em Cena (Foto: Leonardo Torres)

Duda Maia (Foto: Leonardo Torres)

Grupo Galpão (Foto: Leonardo Torres)

Vilma Melo (Foto: Leonardo Torres)

Marcos Caruso (Foto: Leonardo Torres)

Comentários

comments