Coluna Social

Veja fotos e vídeo da reabertura do Teatro Adolpho Bloch

Em meio ao fechamento de tantos teatros no Rio de Janeiro, um deles reabre suas portas ao público após 18 anos fora da programação carioca: o Teatro Adolpho Bloch, antigo Teatro Manchete, que fica na Rua do Russel, na Glória, pertinho do metrô do Catete. A “reinauguração” aconteceu na noite de quarta (2/5) com a presença de nomes como Guida Vianna (vencedora do Prêmio Cesgranrio por “Agosto”), Edwin Luisi (de “Alair”), Guilherme Weber (de “”) e Lúcio Mauro Filho (de “5x Comédia”). Eles assistiram a “O Musical da Bossa Nova”, que vai ficar em cartaz até o dia 27 com sessões sextas, sábados e domingos.

(Foto: Leonardo Torres)

Com capacidade para 358 espectadores, o teatro foi projetado por Oscar Niemeyer (1907-2012) nos anos 1970 e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ele ficou inativo a partir do ano 2000, com a falência da Manchete, mas a empresa BR Properties adquiriu o prédio em 2010 para construção de um ediício-garagem e reformou o teatro, que ficou pronto em 2012. No entanto, ele vinha sendo usado apenas para gravações de TV e eventos fechados. A reabertura para o público é uma ação da produtora Aventura Entretenimento, a mesma gestora do Teatro Riachuelo, na Cinelândia. A ideia surgiu há cerca de oito meses.

– Esse teatro é histórico. Passaram por aqui Paulo Autran, Bibi Ferreira… Não tinha sentido ficar fechado. A gente agora quer buscar patrocínio para mantê-lo aberto, e a gente acredita que haverá empresas interessadas, porque esse é um teatro importante para a cidade – diz Aniela Jordan, uma das sócias da Aventura, em entrevista ao Teatro em Cena – A gente fez um acordo para gerir o espaço. Esse é o teatro da minha infância. Eu descobri os musicais aqui, assistindo “Pippin” 35 vezes quando eu tinha 11 ou 12 anos. A cidade está precisando desse investimento, que é afetivo sobretudo. A classe artística tem cada vez menos palcos.

Ela promete preencher a programação do Teatro Adolpho Bloch com shows, musicais de médio porte e teatro falado – diferentemente do Teatro Riachuelo. O que será igual é o padrão de qualidade, com oferta de luz, som e infraestrutura para as produções.

– Normalmente, a gente capta patrocínio para depois abrir um teatro. Mas, como a gente ia apresentar “O Musical da Bossa Nova” no Rio, a gente pensou: “vamos fazer lá para mostrar o teatro para as pessoas, para mostrar que existe, para movimentar”. Tomara que dê certo. Torçam por mim. – diz a produtora.

(Foto: Leonardo Torres)

(Foto: Leonardo Torres)

(Foto: Leonardo Torres)

Guida Vianna (Foto: Leonardo Torres)

Edwin Luisi, André Rosa (Foto: Leonardo Torres)

Guilherme Weber (Foto: Leonardo Torres)

Lúcio Mauro Filho (Foto: Leonardo Torres)

Bruno Fraga (Foto: Leonardo Torres)

Thiago Marinho (Foto: Leonardo Torres)

Stella Maria Rodrigues (Foto: Leonardo Torres)

Kacau Gomes (Foto: Leonardo Torres)

Pedro Henrique Lopes e Laura Carolinah (Foto: Leonardo Torres)

Sérgio Módena, Ana Velloso, André Dias e Vera Novello (Foto: Leonardo Torres)

(Foto: Leonardo Torres)

_____
SERVIÇO: sex, 20h; sáb, 17h e 20h; dom, 18h. R$ 50 (plateia popular) e R$ 80 (plateia). 90 min. Classificação: livre. De 4 até 27 de maio. Teatro Adolpho Bloch – Rua do Russel, 805 – Glória.

Comentários

comments