(Foto: Divulgação)
Os atores Mariana Xavier (de “O Garoto Que Não Sabe Rir”) e Paulo Mathias Jr. (de “O Cara”) estão em cartaz com a comédia “O Último Capítulo” no Teatro Fashion Mall, em São Conrado, vindos de uma turnê nacional. O espetáculo trata de relacionamentos amorosos, com o universo das novelas como pano de fundo. O apelo popular é inegável. A dupla já viajou para várias regiões do país. Mariana, idealizadora do projeto, brinca que inventou essa montagem como pretexto para poder viajar pelo Brasil, o que tem sido uma ótima experiência. “A gente realmente descobre um Brasil que não conhece”, ela diz ao Teatro em Cena, “ir a Macapá, por exemplo, foi muito marcante, porque nunca pensei que a gente fosse conseguir levar a peça para tão longe. Foi muito incrível”.

A dramaturgia, escrita por Alexandre Morcillo (roteirista de “Vai Que Dá Certo”) e Clóvis Corrêa, é uma celebração dos 65 anos da telenovela no Brasil, comemorados em 2016. Na trama, dirigida por Márcio Vieira (de “O Garoto Que Não Sabe Rir”), a apaixonada por novelas Berenice e o fanático por futebol Dagoberto formam um casal em crise. Por acaso do destino, no dia do último capítulo, falta luz na casa deles e só resta ao casal conversar e ter aquela D.R. Mariana chamou Paulo Mathias para fazer par com ela, por admirá-lo há muito tempo. “Eu o considero um gênio, e um gênio num nível que às vezes me dá até medo de me apagar!”, ela brinca. Os atores já se admiravam, mas foi a convivência na estrada que trouxe a intimidade. Agora, vivem uma espécie de casamento, só que profissional. “A gente se fala no olhar agora! (risos)”, comenta a atriz, “a gente virou quase um casal, a gente só não se pega”. Uma turnê envolve altos e baixos.

Em Macapá, quando a dupla atendia o público no fim da sessão, rolou um arrastão na frente do teatro. Tiros, correria, pânico. “Eu achei que fosse morrer ali”, confessa Mariana, “foi bem assustador”. Em Niterói, Paulo passou mal e teve que ir ao médico. A sessão foi cancelada e adivinha quem ficou com ele no hospital? Mariana. Mas, calma, a maioria das lembranças são boas e especiais. Durante a turnê e a temporada no Rio, a produção tem doado parte dos ingressos para população de baixa renda. Com isso, os atores têm recebido pessoas que estão indo ao teatro pela primeira vez!

– É uma emoção! É muito gratificante poder apresentar esse universo às pessoas. As pessoas ficam encantadas. A gente recebe depoimentos pelas redes sociais dizendo “poxa, descobri quanto tempo perdi achando que teatro não era uma coisa legal”. É bom poder preencher essa lacuna na vida de um monte de gente. Acho muito importante, a gente tem uma responsabilidade social com nosso trabalho, de abrir a cabeça das pessoas. – Mariana comenta – Mas, em Macapá, com o arrastão, a gente viu também que o buraco é muito mais embaixo. A gente quer oferecer cultura para as pessoas, mas às vezes as necessidades delas são tão mais básicas e maiores que a gente é incapaz de alcançar mesmo. Isso aumenta muito nosso valor como ser humano. Você começa a ver que seus problemas não são os únicos nem os maiores, porque existem carências muito maiores que as suas.

Em outros momentos, ela se dá o direito de se encantar com a simplicidade da vida. Quando viajam, Mariana e Paulo aproveitam para conhecer as cidades. “É bom porque ele é que nem eu, sem frescura”. Houve uma vez que eles visitaram um rio em um vilarejo, e formou-se uma aglomeração de pessoas felizes por verem “os artistas da TV”. “Parecia que eles estavam sonhando. Juntava cada vez mais gente, porque cada um que via a gente corria e acordava as pessoas. Elas chegavam com cara de sono, viam a gente e tinham uma alegria nos olhinhos. É muito maravilhosa essa oportunidade”, fala.

(Foto: Divulgação)

Esse espetáculo é o primeiro adulto de Mariana Xavier desde que estourou como a Marcelina dos filmes “Minha Mãe É uma Peça” e os papéis na TV. Ela tem experimentado algo novo: pessoas que vão ao teatro especialmente para vê-la. “Minha vida mudou muito. Na última peça que fiz, a gente ficou em cartaz naquela salinha menor do Norte Shopping, que cabem, sei lá, 40 pessoas. Várias vezes, a gente fez peça para seis, oito pessoas. Tinha mais gente em cena do que na plateia”, lembra, “essa é a primeira vez que estou em cena com gente que me conhece da TV e do cinema, e está ali para me ver. É uma perspectiva diferente”. É difícil não conhecê-la. Só neste mês, ela estreou uma novela, “A Força do Querer”, e um filme também, “Gostosas, Lindas & Sexies”. Mas se engana quem pensa que a ascensão foi rápida.

– Eu fazia teatro desde os nove anos de idade, e minha avó morava ao lado da antiga Herbert Richers, que era onde a Globo gravava uma parte das novelas, antes de existir o Projac. Eu ficava ali na porta da Herbert Richers para ver os artistas, tirar foto, pegar autógrafo. E sonhava em algum dia estar ali dentro de uma novela. Então, é um momento extremamente especial da minha carreira: tanto estou na TV realmente quanto tenho a oportunidade de brincar com esse universo no teatro, que é meu grande berço artístico. – sublinha a artista.

Paulo Mathias Jr. e Mariana Xavier no Teatro Fashion Mall (Foto: Reprodução / Instagram)

_____
SERVIÇO:sáb, 21h30; dom, 20h. R$ 80 (sáb) e R$ 70 (dom). 90 min. Classificação: 12 anos. Até 28 de maio. Teatro Fashion Mall – Shopping Fashion Mall – Estrada da Gávea, 899 – São Conrado. Tel: 2422-9800.