O projeto de montar um musical sobre Elza Soares ganha força e começa a sair do papel. Mas será com outro nome a frente da direção. Rafael Gomes (de “Gota D’água [a seco]”), que assina o texto do espetáculo com Vinicius Calderoni (de “Os Arqueólogos”), teve que se desligar do projeto devido a outros compromissos profissionais. Ele está filmando “Músicas Para Cortar os Pulsos”. Em seu lugar, entrou Duda Maia (premiada por “Auê”), que pega o projeto ainda em estágios iniciais, podendo participar dos testes para seleção de elenco.

(Foto: Divulgação)

A produção de “Elza Soares – O Musical” é da Sarau Agência de Cultura Brasileira. É a mesma produtora dos musicais “Gonzagão – A Lenda”, “Auê”, “Gota D’Água [a seco]” e “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”. A ideia é estrear a biografia teatral da cantora em julho no Rio de Janeiro. Os ensaios já começarão em abril.

Em 2016, quando o projeto foi tornado público, Rafael Gomes adiantou que não queria escrever uma biografia convencional. Seu intuito era escrever uma dramaturgia pouco linear e trabalhar com várias atrizes no papel de Elza Soares – opção cênica que não se sabe se Duda Maia adotará.

Com mais de 60 anos de carreira, Elza Soares já foi tema do documentário “My Name Is Now, Elza Soares” (2014), de Elizabete Martins Campos, e teve seu romance com Garrincha retratado no filme “Garrincha – Estrela Solitária” (2003). Na ativa com 87 anos de idade, ela atualmente grava seu 33º álbum, intitulado “Deus é Mulher”. Ele vai suceder “A Mulher do Fim do Mundo” (2015), vencedor do Grammy Latino de melhor álbum de música popular brasileira.