(Foto: Divulgação)
O Teatro Cesgranrio, no Rio Comprido, ganha sua própria montagem de “A Paixão de Cristo” nesta semana de Páscoa. De terça (27/3) até quinta (29/3), o ator Nelson Gaia (de “Sim, Mas Não Prometo”) dá vida ao personagem bíblico Jesus Cristo em espetáculo que trará músicas de cunho religioso e outras de musicais como “Godspell” e “Jesus Cristo Superstar”. Para ele, o papel é a realização de um sonho, que vem atrelado a uma grande responsabilidade.

– Cresci ouvindo e vendo essa história nas igrejas, em peças e filmes. Quando surgiu o convite, fiquei muito feliz e muito nervoso ao mesmo tempo, me perguntei se daria conta de um personagem tão importante. Acho que é normal quando nos deparamos com grandes desafios. Pensei: “Agora é trabalhar, me dedicar e colocar nas mãos de Deus”. É o que tenho feito e creio que esteja dando certo. – conta ao Teatro em Cena.

Para dar conta do personagem, Nelson Gaia mudou sua vida temporariamente, cortando “hábitos mundanos” e se aproximando de seu lado espiritual. Voltou a frequentar as missas na Igreja. “Comecei a tentar entender um Jesus Cristo que fizesse sentido pra mim, pois, infelizmente, a imagem dele tem sido usada de forma recorrente para difundir preconceitos e discursos de intolerância. Redescobri que Jesus não é isso, Jesus é amor, amor incondicional sem distinções de credo, cor ou sexualidade. Ele está do lado principalmente de quem é julgado, não de quem julga”, pontua o ator.

(Foto: Claudio Pompeu)

Ele divide palco com mais 35 atores em “A Paixão de Cristo”, incluindo Jack Berraquero como o diabo e Tatty Caldeira (de “Festano Interior”) como Maria Madalena, papel que interpreta pelo quarto ano seguido. A direção é de Márcio Fonseca (de “Dois Velocistas no Globo da Morte”), mas o convite para que Nelson Gaia fizesse Jesus Cristo veio de Carlos Alberto Serpa, presidente da Fundação Cesgranrio. “Conversamos bastante em algumas oportunidades desde então e descobrimos uma história de fé muito semelhante”, diz o ator. Ainda assim, o convite foi recebido com surpresa e considerado inusitado.

– São muitos desafios, mas o maior deles foi me descobrir na música. A peça tem alguns números musicais e, até então, eu só tinha experiência como percussionista nos palcos, não como cantor. Estudava canto há pouco tempo e não esperava ser colocado à prova tão cedo. – admite – Conversei com o professor Serpa quando me convidou e ele me incentivou ao desafio. Desde então, tenho sido preparado pelo magnífico Cyrano Sales que tem me mostrado que qualquer um pode cantar, basta muita dedicação, confiança e um grande mestre como guia.

_____
SERVIÇO: ter a qui, 20h. R$ 40. 50 min. Classificação: livre. De 27 até 29 de março. Teatro Cesgranrio – Rua Santa Alexandrina, 1011 – Rio Comprido. Tel: 2103-9682.