Os números de violência contra a mulher no Brasil são alarmantes, e serviram de inspiração para o novo espetáculo da VIL Cia., chamado simplesmente de “VIL”. A peça, estreada na quinta (2/6), no teatro de arena do Espaço Sesc, em Copacabana, é baseada em relatos reais de mulheres de diferentes segmentos sociais que sofreram com violência doméstica.

Larissa Siqueira, Andreza Bittencourt, Laura Nielsen, Beta Schneider, Dani Ornellas, Sérgio Medeiros, Higor Campagnaro e Alice Morena compõe o elenco (Foto: Elisa Mendes)
Larissa Siqueira, Andreza Bittencourt, Laura Nielsen, Beta Schneider, Dani Ornellas, Sérgio Medeiros, Higor Campagnaro e Alice Morena compõe o elenco (Foto: Elisa Mendes)

A história se passa em uma aldeia ou ocupação popular de localização indefinida no tempo e no espaço, onde um líder violento legitima a dominação masculina. Ele e seus pares usam de escárnio, tortura psicológica ou força bruta para afirmar seu poder, o que leva as mulheres a superarem o medo e virarem o jogo. A dramaturgia, assinada pela companhia, é livremente inspirada em texto homônimo de Rodrigo de Roure.

O espaço da arena é todo ocupado por montanhas de sacos de lixo e pedaços de corpos, predominantemente na cor vermelha. A ambientação é completada por uma trilha sonora original, criada por Alexandre Elias e executada ao vivo. A direção está a cargo de Renato Carrera, de “Abajur Lilás”.

_____
SERVIÇO: qua a sáb, 20h30; dom, 19h. R$ 20. 90 min. Classificação: 16 anos. Até 26 de junho. Espaço Sesc – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.