O ator paulista Cláudio Marzo morreu na madrugada deste domingo (22/3), após 18 dias de internação por causa de uma pneumonia. Ele estava no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da Clínica São Vicente, na Gávea, de acordo com a assessoria do hospital.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Sua saúde não vinha bem. Ele havia sido internado em dezembro com arritmia cardíaca e pneumonia e em fevereiro com um quadro infeccioso associado a um enfisema e à insuficiência renal. Detalhes sobre o velório ainda não foram divulgados, mas a assessoria da Clínica São Vicente informou o desejo do ator de ser cremado.

A carreira de Cláudio Marzo foi marcada pela TV, além de 35 filmes, incluindo um prêmio de melhor ator no Festival de Gramado por “O Homem Nu”. Na TV Globo, ele se consagrou como par romântico de Regina Duarte nas novelas “Véu de Noiva”, “Irmãos Coragem” e “Carinhoso”. Seu último trabalho foi a minissérie “Guerra e Paz” em 2009.

Na vida pessoal, deixa três filhos, três ex-mulheres (Betty Faria, Denise Dumont e Xuxa Lopes) e a viúva Neia Marzo.