Com 13 peças, Festival Internacional de Teatro começa no dia 22

Vários teatros, lonas culturais, ruas e praças do Rio de Janeiro serão palco do primeiro Festival Internacional de Teatro de Palco & Rua (FIT-Rio). O evento começará na próxima sexta (22/8) e vai até o fim do mês, com 13 espetáculos em sua programação, sendo três internacionais inéditos no Brasil. As montagens vêm da Espanha (“Reconstrucción”), Alemanha (“Wunshkonzert”) e Argentina (“Mujeres de Ojos Negros”), e terão ingressos entre R$ 10 e R$ 20.

O festival contará com 37 apresentações, além de oficinas gratuitas, que acontecerão no CCBB. O evento foi criado para não ser somente uma série de encenações, mas também uma fonte de reflexão sobre o teatro e a produção atual. Foram essas diretrizes que orientaram a programação.

Cena de "Reconstrucción" (Foto: Reprodução / Internet)

Cena de “Reconstrucción” (Foto: Reprodução / Internet)

A lista de peças nacionais escaladas abraça companhias de quatro cidades: Rio de Janeiro, de São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. A paulista BR 116, por exemplo, virá com dois espetáculos: “Terceiro Sinal” e “O Homem da Tarja Preta”.

Confira a programação:
INTERNACIONAIS
Espetáculo: “Reconstrucción”
Companhia: El Punto (Sevilla/Espanha)
Sinopse: Descontruir e construir o corpo. Três como se fosse um. Uma viagem sensorial que o público pode apreciar. Um Trabalho com as emoções.
CCBB: dias 23, 24 e 25 agosto
Horário: 20h
Ingresso: R$10,00
Teatro Carlos Gomes: 28 e 29 agosto
Horário: 19h
Ingresso: R$20,00
Classificação: 18 anos

Espetáculo: “Wunschkonzert”
Companhia: Maura Morales (Alemanha)
Sinopse: Inspirada em “Wunschkonzert”, do dramaturgo alemão Franz Xaver Kroetz, a peça nos fala de uma mulher que perdeu seu discurso na solidão e monotonia da existência cotidiana. Através de coreografia e artifícios de movimento, a sensibilidade da cubana Maura Morales abre espaço para revelar as profundezas da alma humana.
Galpão da Gamboa: 23, 24 e 25 de agosto
Horário: 19h
Ingresso: R$20,00
Classificação: 16 anos

Espetáculo: Mujeres de Ojos Negros
Companhia: Argentina
Sinopse: Uma mãe austera delimita os passos e espaços de sua filha. Uma avó ausente, e que não está presente, intervém na vida das duas de forma irremediável. Três identidades como uma. Um dia… todos os dias. Uma campainha que não toca. “Mujeres de Ojos Negros” é um espetáculo que retrata de forma oprimente as relações feminino-familiares de uma família matriarcal a ponto de romper-se.
Teatro II do CCBB: dias 28 e 29 de agosto
Horário: 20h
Ingresso: R$ 10,00
Classificação: Livre

NACIONAIS
Espetáculo: Facínora
Companhia: Cia 2 de Teatro (Rio de Janeiro)
Sinopse: Tragicómedia de humor negro que faz uma crítica cruel e dilacerante ao comportamento humano.
Teatro II do CCBB: dias 30 e 31 de Agosto
Horário: 20h
Ingresso: R$10,00
Classificação: 18 anos

Espetáculo: Dias Felizes
Companhia: Rita Clemente (Belo Horizonte)
Sinopse: Inspirado na obra de Samuel Beckett, o espetáculo conta a história de uma mulher (Rita Clemente) que faz de tudo para tornar sua difícil rotina mais leve. O texto e a direção são da atriz.
Teatro Carlos Gomes: 30 e 31 de agosto
Horário: 19h
Ingressos: R$ 20,00
Classificação: 14 anos

Espetáculo: A Obscena Senhora D
Companhia: Susan Damasceno (São Paulo)
Sinopse: Após a morte do marido, Hillé, a Senhora D, se recolhe ao vão da escada, em direção a própria morte. Em seu espaço diminuto, a Senhora D revive momentos da relação com o marido. Hillé chafurda os limites da sanidade ao confrontar-se com a velhice, o abandono, a ruína, o absurdo contido na sucessão dos dias e a própria morte.
Teatro Gonzaguinha: 29, 30 e 31 de agosto
Horário: 19h
Ingresso: R$ 20,00
Classificação: 16 anos

Espetáculo: Terceiro Sinal
Companhia: BR 116 (São Paulo)
Sinopse: Monólogo interpretado por Bete Coelho. Versão para o teatro do ensaio homônimo publicado em 2003, no Livro “Queda Livre”, escrito pelo jornalista e dramaturgo Otávio Frias Filho.
Teatro Baden Powell: 22 e 23 de agosto
Horário: 20h
Ingresso: R$20,00
Classificação: 14 anos

Espetáculo: O Homem da Tarja Preta
Companhia: BR116 (São Paulo)
Sinopse: Casado, dois filhos, Ricardo seria o típico pai de família de classe média não fosse por um detalhe: tem controvertidas fantasias sexuais que costuma exorcizar em frente à tela do computador, em salas de bate-papo. Protegido pelo anonimato da Internet, passa-se por mulher e mantém animadas conversas com homens. Em cena, o ator Ricardo Bittencourt encara, sob a provocativa direção da atriz Bete Coelho, o que o psicanalista e agora autor teatral chama de ‘a crise do macho’.
Teatro Baden Powell: 24 de agosto
Horário: 20h
Ingresso: R$ 20,00
Classificação: 16 anos

Espetáculo: Ecos Temporâneos
Companhia: Fulanos de Botas (Rio de Janeiro)
Sinopse: Quatro artistas e três dramaturgias recortadas, fragmentadas e sobrepostas em linguagens variadas retratam na prática a dificuldade em, não apenas dedicarem suas carreiras à arte contemporânea, como sim, sustentarem suas vidas através da própria arte. No palco temos Alice, atriz formada, experiente e sem trabalho há meses; Estevão, o garoto que vive o sonho de sair da cidade natal do interior para tentar a gloriosa carreira de ator na cidade onde as coisas acontecem. E por fim, presenciamos a saga do misterioso Tófisme, um jovem atemporal, sua história transita entre o início da civilização e o fim do mundo.
Parque das Ruínas: 27 e 28 de agosto
Horário: 19h
Classificação: 10 anos
Entrada Franca

Espetáculo: Quarentena
Companhia: Grupo Trâmite (Florianópolis)
Sinopse: O texto traz uma reflexão existencialista sobre a condição humana através do discurso de um homem que se descobre a beira da morte. As angústias, os sofrimentos e a insegurança da personagem estabelecem o fio condutor da história que questiona valores e modelos do mundo atual.
Castelinho do Flamengo: 23 e 24 de agosto
Horário: 19h
Entrada franca

Espetáculo: Instantes Urbanos
Companhia: Fulanos de Bota (Rio de Janeiro)
Sinopse: A superfície de um cruzamento urbano é marcada por automóveis, passantes, passagens. As intervenções do projeto transitam entre o cruzamento da arte com o fluxo contínuo da rua. O jogo é simples: interferir na lógica da cidade para propor instantes de teatralidade e poesia. A arte interage com a rua, não apenas nela se instaura e, dessa maneira, é possível oferecer ao outro um outro olhar referente à paisagem urbana, geografia e identidade cultural de sua sociedade.
Intervenção no trânsito bairro de Ipanema: 25 de agosto – Rua Farme da Amoedo com Av. Vieira Souto – horário: 15h
Intervenção no trânsito no Centro: 26 de agosto – Av. Presidente Vargas com Av. Rio Branco – horário: 15h
Intervenção no trânsito bairro da Tijuca: 29 de agosto – Rua Conde de Bonfim com Rua São Francisco Xavier – horário: 15h
Intervenção no trânsito bairro da Pavuna: 30 de agosto – Rua Cícero com Rua Sargento de Milícias – horário: 14h
Intervenção no trânsito bairro do Méier: 31 de agosto – Rua Ana Barbosa com Rua Dias da Cruz – horário: 12h
Classificação livre
Grátis

Espetáculo: Acontecimento em Vila Feliz
Companhia: Cia Pierrot Lunar (Belo Horizonte)
Sinopse: Versão teatral da Cia. Pierrot Lunar para o conto homônimo de Aníbal Machado, que revela uma fictícia vila mineira, que se vê às voltas com a suposta gravidez de uma de suas personagens mais ilustres e controversas: Helena, jovem bonita e sedutora, amada pelos homens da cidade e invejada pelas mulheres, casa-se com um forasteiro, gerando intrigas e maledicências por parte dos moradores, transformando sua vida num caos irreversível. Utilizando o recurso da ironia, Aníbal Machado compõe, a partir de um microuniverso, um painel da vida em sociedade, explorando as singularidades da cultura mineira, seus tipos, hábitos, costumes e comportamento. O autor busca no local as controvérsias e singularidades das relações interpessoais e universais.
22 de agosto: Arena Carioca Dicró – Penha Circular – 16h30
23 de agosto: Praça Agripino Grieco na Rua Dias da Cruz esquina com a Rua Diaz Rabelo – Méier – 16h
24 de agosto: Parque das Ruínas – 16h
25 de agosto: Complexo da Maré próximo a Lona Cultural Herbert Vianna – 15h
26 de agosto: Arena Carioca Abelardo Barbosa (Guaratiba) – 15h
Classificação livre
Grátis

Espetáculo: Shuffle
Companhia: Teatro Voador não identificado (Rio de Janeiro)
Sinopse: Um homem ganha um iPod Shuffle (reprodutor de música cujo modelo só permite a execução aleatória das mesmas). O uso deste aparelho transforma suas ações em conseqüências diretas das emoções que lhe são causadas pelas músicas. A proposta de encenação parte dos mesmos mecanismos do aparelho para compor dramaturgia e cena. Para cada cena uma música-título. Estas são executadas de forma aleatória pelo próprio iPod durante as apresentações do espetáculo, cabendo ao ator lidar com a exposição da cena, que, a cada dia tem uma ordem diferente. Esta proposta sugere a reflexão sobre a relação homem x máquina na contemporaneidade, onde o homem permite que a tecnologia se torne uma necessidade e pretende expor, a partir de um olhar distanciado, as fragilidades dessa relação.
Parque das Ruínas: 30 e 31 de agosto
Horário: 19h
Ingresso: R$ 20,00
Teatro Ziembinsky: 28 de agosto
Horário: 20 horas
Ingresso: R$20,00
Classificação: 14 anos