Com Electra, Ricardo Tozzi troca comédia na TV por tragédia no teatro

Mais conhecido por personagens de grande comicidade, o ator Ricardo Tozzi (de “Enfim, Nós”) está em cartaz com a tragédia grega “Electra”. O paulista estreou o espetáculo no Espaço Sesc, em Copacabana, neste mês, poucos dias após a TV Globo confirmar sua saída do humorístico dominical “Tomara Que Caia”. Questionado se a tragédia era um grande desafio em sua carreira, ele responde que contar qualquer história é um desafio. “Sempre que você se expõe, tem um risco e a oportunidade das pessoas te verem fazendo alguma coisa que não tinham visto antes”, diz ao Teatro em Cena. “Aliás, tragédia quase não se monta, né? É muito raro ver uma montagem de tragédia hoje em dia, por isso fiquei muito feliz”.

Ricardo Tozzi em cena com Francisco Cuoco (Foto: Renato Mangolin)

Ricardo Tozzi em cena com Francisco Cuoco (Foto: Renato Mangolin)

No espetáculo, ele interpreta Orestes, o filho que volta à cidade natal após anos de autoexílio para vingar o assassinato do pai, matando a mãe. Ele foi convidado para o papel no ano passado, pela atriz Camilla Amado (de “Como a Gente Gosta”), que está interpretando a mãe, e o diretor João Fonseca (de “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, o Musical”). Na época, ele estava no ar na novela das 19h “Geração Brasil”. O convite foi prontamente aceito. “Eu gosto de tragédia. Acho que tudo vem da tragédia, é nosso instinto. Já gostava de ‘Electra’ há muito tempo. ‘Medéia’ e ‘Electra’ são minhas preferidas”, conta. “‘Electra’ fala de justiça e da não-impunidade, e acho que é muito oportuno falar disso neste momento, porque a gente está saturado. Então, como a história é maravilhosa, é incrível para mim contá-la”.

A realização pessoal fica ainda maior por causa do elenco. Ele contracena com Camilla Amado e Francisco Cuoco (de “Uma Vida no Teatro”). Já durante os ensaios, ele fez questão de dizer nas redes sociais o quanto se sentia honrado. “Não tenho nem o que dizer. Não chega nem a ser uma honra, é uma bênção, porque estou com o que há de mais credibilidade na minha profissão de ator. A Camilla, o Cuoco, o Mário Borges, todo mundo, todo o elenco. É simplesmente um presente de Deus para mim”, conclui.

_____
SERVIÇO: qui a sáb, 20h30; dom, 19h. R$ 20 (ou R$ 5 para associados Sesc). Classificação: 14 anos. Até 25 de outubro. Espaço Sesc – Teatro de Arena – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana. Tel: 2547-0156.