A saga de livros Harry Potter chegou ao fim em 2007 e o último filme da franquia foi lançado em 2011. Mas os fãs do bruxinho, ao menos os cariocas, vão ganhar um presentão no dia 25 de julho: a estreia da comédia “A Very Potter Musical” no Auditório Vera Janacopulos, no campus da UNIRIO, na Urca, com entrada franca. O espetáculo, que leva Harry, Rony e Hermione de volta a Hogwarts, é resultado de uma iniciativa do aluno Julio Angelo, que assina a direção da montagem acadêmica. Nos papeis do trio famoso, estão Gabriel Contente (de “Assim É Se lhe Parece”, da CAL), Jeff Fernandez (de “O Mundo Encantado de Clara”) e Ingrid Klug (de “Meninos e Meninas”). Escolhê-los não foi fácil.

O Harry Potter (Fotos: Divulgação)
O Harry Potter (Fotos: Divulgação)
Ron Weasley (Fotos: Reprodução / Divulgação)
Ron Weasley (Fotos: Reprodução / Divulgação)

ingrid klug a very potter musical

Os três, assim como os demais atores escalados para o elenco, foram selecionados por meio de audições. Na ficha de inscrição, eles deviam indicar quais personagens visavam fazer, e todos foram modestos em suas escolhas. “Nunca me passou pela cabeça ser o Harry”, conta Gabriel, de 19 anos. “Quando fiz o teste, estava disposto a fazer qualquer personagem para poder participar desse projeto, já que sou completamente apaixonado por esta história”. Ele marcou Snape na ficha, e depois da audição foi chamado para outro teste, já para o Harry. “Quase caí para trás. Estou muito contente de poder estar na pele do meu heróis de infância”, diz ao Teatro em Cena. O diretor, também, garante que está feliz com suas escolhas. Seu objetivo era encontrar protagonistas com força cênica, carisma e química entre si. Para ele, Gabriel, Jeff e Ingrid tem tudo para encantar o público.

Conheça também os outros atores do elenco:

Os fãs dos personagens, aliás, estão muito atentos ao espetáculo. O evento oficial da estreia do musical, criado no Facebook, registrou mais de três mil confirmações em apenas um dia. Todos ficaram surpresos com essa reposta. Detalhe: o auditório acomoda apenas 180 pessoas. Então, três mil pessoas é três vezes mais do que eles poderão receber até o fim da temporada de seis sessões. O que tem causado buzz, também, é o fato de “A Very Potter Musical” nunca ter sido apresentado no Brasil. Montado originalmente na universidade de Michigan, também como projeto acadêmico, com letras e músicas de Darren Criss e A.J. Holmes , o musical está disponível na Internet, mas não é um trabalho oficial com a marca da J. K. Rowling. Ela, na verdade, não tem nada a ver com a peça. A história é sobre o retorno de Harry, Rony e Hermione à escola de magia e bruxaria, onde enfrentam conflitos comuns à juventude, além de novas ameaças do Lorde Voldemort. É uma paródia.

Ciente da paixão dos fãs, o elenco se esforça para atender as expectativas. “Sei que posso não agradar a todos, mas tento! É muito delicado interpretar a personagem que permeou a infância de muita gente que sempre sonhou em estudar em Hogwarts!”, ressalta Ingrid. Ela baseou a construção de sua Hermione na interpretação da Emma Watson, mas em tom mais satírico. Algumas características foram ampliadas e outras reduzidas. “Acredito que ela seja mais debochada que a Hermione original”. Já Jeff, o Rony, compôs o personagem tendo em mente sua essência, seus desejos e seus sonhos, para imprimi-los no palco. Ele gosta de destacar a relevância do personagem para a trama. “Desde quando ele se arriscou no jogo de xadrez bruxo, que fez com que Harry chegasse à Pedra Filosofal, pensei comigo: ‘o Rony tem sua importância’. Ele me traz sempre boas e novas surpresas. Ele é muito sonhador!”.

Confira fotos dos ensaios:

cena 1

cena 2

cena 3

Gabriel, o Harry, se inspira na interpretação do Daniel Radcliffe, mas também na do Darren Criss – o protagonista do “A Very Potter Musical” nos Estados Unidos. “Eu, pessoalmente, gosto muito do Harry dos dois, e com certeza vai ser um desafio criar um diferente, tão bom quanto”. O ator sabe do que fala: conheceu os livros do Harry Potter antes mesmo de aprender a ler. Seu pai os lia para ele antes de dormir, e foi assim até o terceiro livro. Ele já releu toda a saga duas vezes. Grande fã, sente-se realizando um sonho. “Acho que toda uma geração já quis ser o Harry Potter ou, pelo menos, estar no mesmo mundo que ele é. É uma grande oportunidade fazer esse papel”.

O trabalho envolvendo o musical já leva seis meses e é totalmente independente. Nem à UNIRIO o espetáculo está vinculado “devido a uma série de complicações e pelo preconceito generalizado a musicais dentro da própria academia”, segundo Julio Angelo. Mas a equipe tem o apoio do professor e diretor Rubens Lima Jr. – que ultrapassou os limites da instituição com sua montagem de “The Book of Mormon”, queridinha do público carioca. “Queremos dar o nosso melhor e mostrar o resultado de muito amor e trabalho ao público, e que assim a diversão seja garantida”, conclui Julio.

_____

SERVIÇO: 25, 26, 29 e 30 de julho e 2 e 3 de agosto. Sempre 19h30, domingos 19h. Entrada franca (distribuição de senhas 1 hora antes). Auditório Vera Janacopulos – UNIRIO – Av. Pasteur, 296 – Urca. Tel: 2542-4590.