Terminando a temporada do infantil “Um Amigo Diferente?”, o ator Arthur Ienzura (com “i” e não com “l”, como alguns cismam em grafar) assumiu um novo desafio: começou a ensaiar para interpretar Frejat na nova temporada de “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, o Musical”. Ele substituirá o ator Thiago Machado no retorno da peça ao Theatro Net Rio, em Copacabana, com a responsabilidade de entrar em um projeto que já é um sucesso, premiado e visto por mais de 200 mil espectadores. “Substituir o Thiago não é fácil. Ele é um grande ator e construiu um ótimo Frejat. Também virou um amigo que admiro muito e tem me ajudado demais na preparação”, o carioca conta ao Teatro em Cena. “Tem muita gente que vai me assistir que sei que vai me cobrar muito. Minha mãe é a primeira! Ensaiar tão pouco e estrear um musical desse tamanho, e com tanta emoção, acho que vai ser o grande trabalho da minha vida até agora”.

Arthur Ienzura: pronto para ser o ídolo Frejat (Fotos: Divulgação)
Arthur Ienzura: pronto para ser o ídolo Frejat (Fotos: Divulgação)

Fã do Frejat, ele está de olho nesse trabalho desde que o diretor João Fonseca (de “O Grande Circo Místico”) começou a concebê-lo, em 2013. Ele quis fazer audição para o papel, mas só abriram para Cazuza (que ficou com Emílio Dantas). “Eu nem tentei, porque não tenho voz nem perfil de Cazuza”, explica. “Quando surgiu essa nova audição, agora para o Frejat, eu não tive dúvidas que dessa vez esse sonho não escapava”. Arthur mandou e-mail para o diretor, pedindo uma oportunidade. Foi quando teve uma surpresa: João já havia pensado nele para o papel. “Ele disse que queria me indicar para Frejat. Fiquei em choque”.

Arthur Ienzura sempre quis trabalhar com o diretor – que, além de “Cazuza”, também apresentou “Cássia Eller, o Musical”, “O Grande Circo Místico” e “Cachorro Quente” em 2014. Ele chegou a fazer dois cursos de prática de montagem no CEFTEM apenas para estar em contato com João. Para a nova temporada de “Cazuza”, ele não está ensaiando exatamente com o diretor, porque o espetáculo já está pronto e ele só tem que se encaixar. A preparação está sendo feita com a assistente do diretor, Carina Gregorio (“um anjo na minha vida”, ele diz). Mas João Fonseca fará algumas apresentações da temporada, substituindo André Dias (que interpreta o produtor musical Ezequiel Neves), então Arthur poderá contracenar com o ídolo. “Se estou nervoso? Sim”, ri. “Mas vai ser incrível, porque nunca o vi atuando e vou poder ver do melhor lugar”.

Correria: ensaios na ponte aérea

Arthur Ienzura com Philipe Carneiro e Oscar Fabião, também de "Cazuza", em voo Rio-São Paulo (Foto: Reprodução / Instagram)
Arthur Ienzura com Philipe Carneiro e Oscar Fabião, também de “Cazuza”, em voo Rio-São Paulo (Foto: Reprodução / Instagram)

A realização dupla de fazer Frejat e trabalhar com João Fonseca exige bastante trabalho. Além de construir a figura de um artista famoso vivo em tão pouco tempo, o ator tem que se desvencilhar de dois espetáculos importantes. Arthur interpretou um senhor de 80 anos em “Meu Nome é Ernesto”, um projeto pessoal, que fez temporada no Sesc Casa da Gávea em 2014, e também atuou no infantil “Um Amigo Diferente?”, que se destaca por ter acessibilidade total para os deficientes físicos. Ele apresentou um enquanto ensaiou o outro.

“Tivemos quase quatro anos de ‘preparação’ para fazer o Ernesto. Já no ‘Um Amigo Diferente?’, era um personagem muito mais próximo de mim, mas, por ainda estar em cartaz, eu não conseguia mudar a energia para fazer o adolescente. Só consegui depois que a temporada do Ernesto acabou, cortei o cabelo e tirei a barba”, lembra. “O Frejat ainda está sendo construído. Está sendo uma loucura aprender tudo em tão pouco tempo. Estou indo para São Paulo ensaiar e voltando para o Rio para fazer peça. Ensaiando sozinho em casa. Mas vai dar tudo certo. A receptividade do elenco e de toda a equipe foi incrível e me deixou tranquilo e seguro”.

SERVIÇO
Theatro Net Rio – Rua Siqueira Campos, 143, 2º Piso, Copacabana – Tel: (21) 2147.8060.
Dias e horários: quinta e sexta às 21h, sábado às 21h30 e domingo às 20h.
Ingresso: R$ 150 (Plateia e Frisa), R$ 100 (Balcão), R$ 50 (Visão Parcial).
Classificação: 14 anos.
Duração: 150 min.
De 8 de janeiro a 8 de março.