Com referência ao teatro de variedades, o grupo mineiro Armatrux estreia, na sexta (1º/4), sua temporada de “Thácht” no Teatro Dulcina, no Centro. O espetáculo é uma tragicomédia musical que acompanha dois artistas de variedades na velhice, conversando sobre a própria condição humana e recordando o picadeiro. Cristiano Araújo, um dos atores em cena, recebeu o Prêmio Sinparc de melhor ator por esse trabalho, repleto de humor negro e diálogos absurdos.

(Foto: Bruno Magalhaes / NITRO)
(Foto: Bruno Magalhaes / NITRO)
(Foto: Bruno Magalhaes / NITRO)
(Foto: Bruno Magalhaes / NITRO)

A trama também traz uma transformista e cantora, que ganha a vida a partir das memórias da dupla de artistas. Segundo o dramaturgo e diretor Eid Ribeiro (de “Relatório Para uma Academia”), “o diálogo, às vezes surreal, provoca uma musicalidade única nas palavras”. A trilha é executada ao vivo com piano e violino.

O Grupo Armatrux está comemorando 25 anos de formação. Seu trabalho é conhecido pelo alinhamento com manipulação de objetos, imagens, bonecos e o circo. Esse espetáculo já foi apresentado em quatro cidades. Depois do Rio, o grupo começará a desenvolver sua próxima montagem, com previsão de estreia ainda para este ano.

_____
SERVIÇO: sex e sáb, 19h; dom, 18h. R$ 20. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 17 de abril. Teatro Dulcina – Rua Alcindo Guanabara, 17 – Centro. Tel: 2240-4879.span>