O espetáculo “Gota D´Água”, um dos ícones do teatro musical brasileiro, pode voltar aos palcos com uma montagem estrelada pela atriz Laila Garin, premiadíssima por “Elis, a Musical”. A produtora Sarau Agência tem o projeto de botar a peça nos palcos novamente, com adaptação e direção de Rafael Gomes (de “Um Bonde Chamado Desejo”). No momento, o projeto circula no Ministério da Cultura com vistas de aprovação para captação via leis de incentivo.

Laila com um dos prêmios recebidos por "Elis, a Musical": o Bibi Ferreira (Foto: Reprodução)
Laila com um dos prêmios recebidos por “Elis, a Musical”: o Bibi Ferreira (Foto: Reprodução)

Para a Sarau, “Gota D’Água” representa a continuação de um trabalho com a obra de Chico Buarque, que assina o texto e as músicas do espetáculo. A última montagem da produtora foi “Ópera do Malandro”, com direção de João Falcão (de “Gonzagão – A Lenda”). Foi esse musical que instigou a revisão de “Gota D´Água”. “Será um prazeroso desafio a adaptação da peça para esta revisão. A adaptação será construída num processo coletivo, comandado por Rafael Gomes, cuja musicalidade e ritmo serão utilizadas a serviço da dramaturgia, incluindo músicas de Chico Buarque que não fazem parte da peça original”, avisa a produtora Andréa Alves.

A peça, escrita por Chico e Paulo Pontes (1940-1976) em 1975, é uma tragédia urbana protagonizada por Joana, uma mulher que não aceita o abandono do marido, Jasão, que fica rico e decide se casar com a filha do milionário Creonte. Inspirado no clássico grego “Medeia”, o texto mostra a arquitetação do plano de vingança de Joana, envolvendo assassinatos. Na montagem original, o papel coube à Bibi Ferreira.

Laila Garin, que trabalhou com a Sarau em “Gonzagão – A Lenda”, aceitou o desafio prontamente. “Espero que esta adaptação da ‘Gota D’Água’ seja viva como o canto que persigo, que através de outras músicas de Chico Buarque incluídas e regidas por Rafael Gomes possamos ver brotar desta Joana outras faces deste amor que um dia foi tão doce”, diz.