Monique Gardenberg monta outra peça do autor de Inverno da Luz Vermelha

A diretora Monique Gardenberg está trabalhando mais uma vez com a obra do dramaturgo norte-americano Adam Rapp. Ela, que já montou “Inverno da Luz Vermelha” (2011), estreará na próxima semana “Hora Amarela” (Through the Yellow Hour), sua nova direção, no Centro Cultural Banco do Brasil. No elenco, estão Deborah Evelyn e Emílio de Mello, com quem trabalhou em “Baque” (2005). “‘Hora Amarela’ é diferente de tudo que já fiz. Nunca havia imaginado encenar uma ficção científica”, declara a diretora.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

O espetáculo se passa durante uma guerra na qual os Estados Unidos é invadido por uma potência desconhecida. Deborah Evelyn interpreta Ellen, uma mulher escondida há três meses no porão do próprio prédio, fazendo de tudo para sobreviver e não perder a esperança de rever o marido desaparecido. Durante a encenação, ela é surpreendida com a chegada de outros personagens, como uma drogada em busca de abrigo (Isabel Wilker, de “Cinema”), um professor (Emílio de Mello), que traz notícias do mundo externo, e um fugitivo sírio (Daniel Infantini, de “Lampião e Lancelote”), que não consegue se comunicar por não falar outra língua.

Os direitos da peça foram comprados por Mônica Torres após assistir a montagem original. Ela é idealizadora do projeto e, junto com Deborah Evelyn, convidou Monique Gardenberg para a direção. “A montagem americana me despertou novamente a vontade de produzir, adormecida há quase duas décadas. Quis trazer para cá esta discussão que o Adam Rapp propõe sobre intolerância, religião, fanatismo e preconceito. É um momento oportuno”, diz a atriz, que não está em cena.

SERVIÇO
Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro. Tel: 3808-2020.
Dias e horários: de quinta a domingo às 19h30. (recesso de 22/12 a 6/01)
Ingresso: R$ 10. (Clientes Vivo Valoriza tem 50% de desconto em até dois ingressos)
Classificação: 16 anos.
Até 8 de fevereiro.