O musical “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”, adaptado do filme homônimo do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, chega ao Rio de Janeiro em março para uma temporada de dois meses. O espetáculo ficará em cartaz no Teatro Oi Casa Grande no Leblon, com Marisa Orth (de “A Família Addams”) e Stella Miranda (de “A Madrinha Embriagada”) como protagonistas. Stella substitui Totia Meireles (de “Nine – Um Musical Felliniano”), que se despediu da peça na reta final da temporada paulista para ensaiar “Cinderella” de Rodgers & Hammerstein.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Na história, Marisa é Pepa, uma atriz que mantém sua gravidez em segredo e se vê perdida quando seu amante a abandona. O amante em questão é Ivan (Juan Alba, de “Tudo Sobre os Homens”), ex-marido de Lúcia (Stella Miranda), que decide se vingar nos tribunais ao ser deixada por ele. Há ainda uma terceira personagem feminina à beira do ataque de nervos: Candela (Helga Nemeczyk, de “As Noviças Rebeldes”), melhor amiga de Pepa, e desesperada porque se apaixonou por um terrorista e está com medo de ser presa como cúmplice.

No filme de 1988 do Pedro Almodóvar, indicado ao Oscar, o próprio cineasta interpreta um taxista que guia os encontros e desencontros dos protagonistas. No musical teatral, esse personagem ganha importância, como uma espécie de narrador. O papel fica com Ivan Parente (de “A Madrinha Embriagada”). “Ele é quase um psicólogo das pessoas que passam pelo táxi, e isso o coloca dentro da história”, conta. Para impressionar o público, há um táxi em tamanho real em cena.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Toda a histeria feminina é embalada por 13 músicas criadas especialmente para o espetáculo, que estreou na Broadway em 2010 com texto original de Jeffrey Lane (de “Dirty Rotten Scoundrels”) e canções de David Yazbek (de “Dirty Rotten Scoundrels”). No Brasil, a versão e a direção geral são assinadas por Miguel Falabella (de “Memórias de um Gigolô”). A ficha técnica traz ainda André Cortada (de “Grease – Os anos Dourados Voltaram””) na direção musical: são sete músicos na orquestra e três toneladas de equipamento de som.

– É um espetáculo que vai chegar diretamente ao coração do público. Não tenho dúvidas. Quando o espectador se reconhece no palco, a montagem ganha um plus. Todos irão se emocionar e se divertir junto com os personagens. Se for mulher, vai se identificar na hora. Se não, lembrará de alguém que conhece, com certeza. – conclui Miguel Falabella.

_____
SERVIÇO: sex, 21h; sáb, 17h30 e 21h30; dom, 17h30. R$ 50 a R$ 180. 150 min. Classificação: 12 anos. De 4 de março até 8 de maio. Oi Casa Grande – Rua Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon. Tel: 2511-0800.