A veterana atriz Nathalia Timberg, de 89 anos, passou por uma situação complicada durante a apresentação do monólogo “Através da Iris” no Teatro Maison de France, no Centro, na sexta (19/10): um baita branco. Ela não conseguiu lembrar de suas falas, protagonizando longos minutos de saia justa. Foi necessário entrar um membro da equipe e entregar o texto impresso em suas mãos para que ela lesse, o que deixou a plateia estarrecida. O teatro estava cheio. Constrangida, Nathalia tentou brincar com o incidente, usando um gancho de sua personagem: “virei um ícone sexagenário”.

(Foto: Rodrigo Lopes)

Desde o início da apresentação, Nathalia deu sinais de insegurança com as falas da peça – que estreou há uma semana. Com dificuldade para terminar frases e completar raciocínios, a atriz pediu para recomeçar uma cena (“vamos fazer de novo”) e assim o fez, dando as falas todas de novo. Pouco depois, o mesmo não foi possível. Gaguejando e tentando enrolar para ganhar tempo, a atriz não conseguiu se lembrar do texto e pediu socorro: “eu preciso de ajuda!”. Foi quando entrou um membro da equipe com o texto impresso. Como ele não indicou o trecho exato, custou para que Nathalia se achasse (“algum dia eu me acho”, “preciso que você me ajude”), folheando as páginas aos olhos dos espectadores. Dali em diante, ela seguiu até o fim sem outros esquecimentos, mas o espetáculo já estava muito prejudicado.

Em “Através da Iris”, Nathalia Timberg interpreta a designer e ícone fashion americano Iris Apfel, conhecida por suas roupas extravagantes, durante uma entrevista para um documentário audiovisual. A peça foi escrita por Cacau Hygino (de “Deu a Louca na Branca”) e segue o formato documental: a personagem discursa como se respondesse a perguntas sobre sua vida e influência no mundo da moda. A direção é de Maria Maya (de “Adorável Garoto”).

_____
SERVIÇO: qui, 17h; sex e sáb, 19h30; dom, 18h. R$ 80. 70 min. Classificação: 12 anos. Até 16 de dezembro. Teatro Maison de France – Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro. Tel: 2544-2533.