A Cia. Troupp Pas D’argent estreia nesta semana seu terceiro espetáculo original, chamado “Morro da Ópera”. A peça se inspira na linguagem cinematográfica em seu texto, que é descrito como uma teia de múltiplas narrativas, com diferentes histórias de vida e personagens que, aos poucos, se revelam entrelaçados. A dramaturgia e a direção são de Marcela Rodrigues (de “Holoclownsto”).

(Foto: Sandro Arieta)
(Foto: Sandro Arieta)

A trama mostra o cotidiano do morro fictício, que tem esse nome inspirado na rádio pirata local. Após uma enchente devastadora que deixa tudo em escombros, os moradores são obrigados a começar suas vidas do zero. São sete personagens, com destaque para uma mulher que apanha do marido (vivida por Natalie Rodrigues, de “Holoclownsto”); e uma mãe arrependida (Marcela Rodrigues) de ter expulsado de casa o filho que virou transexual. O elenco é completado por Orlando Caldeira, Lilian Meireles e Carolina Garcês (todos de “Holoclownsto”).

A montagem conta ainda com momentos de dança, no qual os atores traduzem coreograficamente a dor de depoimentos verdadeiros de vítimas da enchente. “Nosso maior desafio foi a dança, pois não somos bailarinos. Foi preciso trabalhar o corpo no estado mais puro da dança, para que só depois pudéssemos subverter a dança para movimentos mais contemporâneos”, explicou Marcela Rodrigues.

(Foto: Sandro Arieta)
(Foto: Sandro Arieta)

A temporada ocorrerá do dia 3 ao 27 deste mês no Espaço Sesc, em Copacabana, na Rua Domingos Ferreira, nº 160. As sessões serão às 21 de quinta a sábado e às 20h no domingo, com ingressos a R$ 20 para o público geral e R$ 5 para associados do Sesc. A classificação indicativa é de 16 anos.