O espetáculo “Race”, que rendeu ao ator Gustavo Falcão uma indicação ao Prêmio Shell nesta semana, quer propor discussões – e não apenas sobre racismo, que é o tema central da trama. O programa da peça, que está em cartaz no Teatro Poeirinha, em Botafogo, questiona os “mega orçamentos elitistas” da Lei Rouanet para “shows dramáticos com chancela de musicais”. “Race” não foi aprovado em nenhum edital de cultura.

(Foto: Bruno Veiga)
(Foto: Bruno Veiga)

Segue na íntegra o texto do programa, intitulado “Os sem patrocínio Parte II”:

“Estamos diante do que conhecemos como ‘sair da zona de conforto’. Na verdade, em nossa história de 15 anos, não consigo lembrar de ter realizado uma peça ‘confortável’. Acho que o que mais tem ‘por aí’ são peças confortáveis que não nos seduzem.
Frequentemente, nos perguntamos se o que vem sendo feito no Rio de Janeiro é merecedor de tanto espaço na mídia e de patrocínios cada vez mais robustos. Fato que a pobreza de conteúdo na cena cultural de nossa cidade é acachapante! Shows dramáticos com chancela de musicais, a grande contribuição da Lei Rouanet com seus mega orçamentos elitistas… peças de teatro com orçamentos de mais de 5, 8, 12… 19 milhões… onde cenários custam as bagatelas de 300, 400, 500 mil reais em média…
RACE é uma peça que fala de mentira.
Todos mentem.
Quando caem as mentiras, a peça acaba.
Temo que um dia tudo acabe e quando perceberem que o Teatro deveria ser preservado diante dos interesses econômicos deste capitalismo selvagem, talvez as boas pessoas que nele militavam já estejam de saco cheio de tanta farsa daqueles que ‘Limitam’ na cultura brasileira. E aí teremos um povo cada vez mais facilmente-manipulável”.

O texto não é assinado, mas a montagem brasileira da peça de David Mamet (de “Oleanna”) está a cargo da CiaTeatro Epigenia. Ela está com o projeto de montar uma trilogia do dramaturgo norte-americano. Já fizeram “Oleanna”, agora “Race” e futuramente será “Speed-the-Plow”, que ganhará o nome de “Hollywood” por aqui.

_____
SERVIÇO: qui a sáb, 21h; dom, 19h. R$ 50. 75 min. Classificação: 14 anos. Até 20 de dezembro. Teatro Poeirinha – Rua São João Batista, 104 – Botafogo. Tel: 2537-8053.