Um dos ícones do teatro musical brasileiro, Claudia Raia, vista pela última vez nos palcos cariocas com “Crazy For You”, criou um espetáculo para relembrar os momentos mais marcantes dos seus 30 anos de carreira. “Raia 30 – O Musical”, já apresentado em São Paulo, chega ao Rio de Janeiro nesta semana, para temporada de quatro meses no Oi Casa Grande, no Leblon. Vai até 14 de fevereiro, com ingressos de R$ 50 a R$ 180.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O musical comemorativo põe em cenas personagens da vida pessoal da atriz, como a mãe Odette e a irmã Olenka, e nomes marcantes de sua estrada profissional, como Lennie Dale e Walter Clark. Suas personagens inesquecíveis, como Tancinha, Tonhão, Sally Bowles, também são lembradas durante a história, que passa por sua experiência no corpo de baile do Teatro Colón em Buenos Aires, sua estreia em “Chorus Line”, sua entrada na TV e a trilogia do teatro de revista “Não Fuja da Raia”, “Caia na Raia” e “Nas Raias da Loucura”. “Este musical conta a história de uma pessoa que desde pequenininha quis uma carreira artística, que sonhou, foi atrás desse sonho, e conseguiu realizá-lo. São estilhaços de memórias contados de maneira muito dinâmica”, diz a protagonista.

Anunciada como superprodução, a peça reúne na equipe criativa outros nomes importantes na carreira da Claudia Raia. Miguel Falabella (de “Memórias de um Gigolô”) assina o texto e José Possi Neto (de “Crazy For You”) está na direção. São 14 atores em cena, e 80% deles já contracenaram com a protagonista em outros espetáculos. “Como eu e o Miguel Falabella já trabalhamos em parceria com ela e estivemos muito envolvidos nessas produções, isso criou um triângulo de muita identidade artística entre nós três. É um trabalho muito intenso e muito afetivo que tem um elenco maravilhoso”, diz o diretor.

A parafernália do musical inclui oito cenários, dez trocas de roupa da Claudia, mais de 200 figurinos para o elenco, 32 técnicos, mais de 110 profissionais envolvidos, e um vestido com 250 mil pedra dos Cristais Checos Preciosa. Quem cuidou dos figurinos foi Fabio Namatame, e a cenografia é assinada por Gringo Cardia.

_____
SERVIÇO: qui e sex, 21h; sáb, 18h30 e 21h30; dom, 18h. R$ 50 a R$ 180. 90 min. Classificação: livre. Até 14 de fevereiro. Teatro Oi Casa Grande – Rua Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon. Tel: 2511-0800.