Gustavo Gasparani com parte do elenco de "Samba Futebol Clube": vitória comemorada (Foto: Leonardo Torres)
Gustavo Gasparani com parte do elenco de “Samba Futebol Clube”: vitória comemorada (Foto: Leonardo Torres)

A 9ª edição do Prêmio APTR ocorreu na terça (24/3) no Imperator, no Méier, e consagrou o musical “Samba Futebol Clube”. Ele venceu as categorias melhor espetáculo e melhor autor (para Gustavo Gasparani). Embalada pelo bom humor dos apresentadores Cláudia Raia e Ney Latorraca, a cerimônia premiou 13 categorias, com prêmios de R$ 15 mil em cada uma delas, com exceção da “melhor produção”, que o prêmio é de R$ 20. Esta foi para a Primeira Página Produções, por “O Grande Circo Místico”.

A premiação começou atrasada, com discursos de representantes da TV Globo e da prefeitura, que são apoiadores. Depois, seguiu com um tributo aos artistas que morreram recentemente, como Cláudio Marzo, e com um prêmio para o restaurante La Fiorentina por seu apoio frequente aos espetáculos. Foi um início morno, mas contornado por Cláudia e Ney, que passaram a brincar com os discursos longos e a pedir mais agilidade de todos. “Não pode perder o timing!”, brincou a atriz.

Dupla de "Contrações" empata e leva troféus de melhores atrizes: Yara de Novaes e Débora Falabella (Foto: Leonardo Torres)
Dupla de “Contrações” empata e leva troféus de melhores atrizes: Yara de Novaes e Débora Falabella (Foto: Leonardo Torres)

Houve dois empates na entrega dos troféus. O júri dividiu o prêmio de autor entre Gustavo Gasparani (“Samba Futebol Clube”) e Marcia Zanelatto (“Desalinho”), que, em seu discurso, defendeu as diferentes formações da “família brasileira”. O mesmo aconteceu na categoria atriz, na qual Debora Falabella e Yara de Novaes, ambas de “Contrações”, foram eleitas as melhores do ano. Nos agradecimentos, ambas mostraram que a divisão não poderia ser mais justa. Estavam super felizes.

Um momento curioso da premiação foi quando a atriz Stella Rabello subiu no palco para receber o prêmio de direção por Christiane Jatahy (“E Se Elas Fossem Para Moscou?”), que esá fora do país. Muito tecnológica, ela avisou a diretora da vitória pelo Whatsapp e Christiane mandou um áudio com seu discurso de agradecimento, que foi amplificado pelo microfone para que todo teatro ouvisse. High-tech!

O ponto foi a homenagem à atriz Glória Menezes, por seus 80 anos de idade e 55 anos de carreira. Ela foi aplaudida de pé por todos os convidados e fez um discurso emocionado. Veja o vídeo aqui!

A cerimônia foi seguida por uma festa com coquetel e, a poucos metros dali, foi instalada uma blitz da Lei Seca, na Rua Hermengarda. Mas havia um ponto de táxi na saída do teatro.

Vencedores do Prêmio APTR 2015 posam juntos (Foto: Leonardo Torres)
Vencedores do Prêmio APTR 2015 posam juntos (Foto: Leonardo Torres)

Veja a lista completa de vencedores:

MELHOR ESPETÁCULO
SAMBA FUTEBOL CLUBE

MELHOR PRODUÇÃO
O GRANDE CIRCO MÍSTICO

MELHOR DIREÇÃO
CHRISTIANE JATAHY / E Se Elas Fossem Para Moscou?

MELHOR ATOR EM PAPEL PROTAGONISTA
MARCO NANINI / Beije Minha Lápide

MELHOR ATRIZ EM PAPEL PROTAGONISTA
DEBORA FALLABELA / Contrações
YARA DE NOVAES / Contrações

MELHOR ATOR EM PAPEL COADJUVANTE
ISIO GHELMAN / A Estufa

MELHOR ATRIZ EM PAPEL COADJUVANTE
SOLANGE BADIM / As Bodas de Fígaro

MELHOR AUTOR
GUSTAVO GASPARANI / Samba Futebol Clube
MARCIA ZANELATTO / Desalinho

MELHOR CENOGRAFIA
DANIELA THOMAS / Beije Minha Lápide

MELHOR FIGURINO
CAROL LOBATO / O Grande Circo Místico

MELHOR ILUMINAÇÃO
DANIELA SANCHEZ / Uma Vida Boa

MELHOR MÚSICA
TIM RESCALA / O Pequeno Zacarias – Uma Ópera Irresponsável

CATEGORIA ESPECIAL
FREDERICO REDER – Pela gestão do Theatro Net Rio

Veja alguns vídeos dos agradecimentos: