As três apresentações de “Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, o Musical” no Vivo Rio, nos dias 18, 19 e 20, prezarão pela acessibilidade. Os deficientes auditivos e visuais contarão, respectivamente, com interpretação em libras e com audiodescrição. O anúncio foi feito pela casa de shows, que fica no Flamengo.

A língua brasileira de sinais será apresentada nos dois telões laterais do palco. Já a audiodescrição acontecerá por meio de receptores de áudio individuais. Haverá uma cabine de tradução simultânea, com duas profissionais reproduzindo com riqueza de detalhes as cenas, movimentos, cenários, figurinos e todos os elementos visuais interpretados pelos atores no palco.

(Foto: Reprodução / Internet)
(Foto: Reprodução / Internet)

:: Leia a resenha do espetáculo aqui!

A iniciativa começou no Brasil com o grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, fundado pela atriz Tatá Werneck (de “DEZimprovisa”) em parceria com a ONG Escola de Gente. Em São Paulo, o espetáculo “Tribos”, com Antônio Fagundes, também teve sessões mensais com recursos de acessibilidade.

“Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, o Musical” tem texto do Aloísio de Abreu (de “Subversões 21”) e direção do João Fonseca (de “Rock in Rio – o Musical”). A temporada no Theatro Net Rio foi um sucesso, e alçou o protagonista Emílio Dantas (da novela “Dona Xepa”) ao sucesso. As sessões no Vivo Rio serão, a princípio, a última chance de ver a peça no Rio de Janeiro. Os horários são 21h no dia 18; 21h30 no dia 19; e 19h no dia 20. Para ver os preços, clique aqui.