Papo de Artista

Galharufa – Por Giuseppe Oristanio

4 mins read

“Quando comecei a fazer teatro, em 1972, eu era pré-adolescente. Nessa época, o único documento que um artista possuía era uma carteirinha da Polícia Federal. Essa carteirinha era dada aos artistas e às prostitutas, com todo respeito às prostitutas por andarem com gente como nós – os artistas”.