O Tony Awards 2015, realizado no Radio City Music Hall, em Nova York, consagrou o musical “Fun Home” e a peça “The Curious Incident of the Dog in the Night-Time”, cada uma com cinco troféus. Um dos mais aplaudidos em sua apresentação no palco, “Fun Home” venceu como melhor musical, melhor diretor de musical (Sam Gold) e melhor ator de musical (Michael Cerveris). “The Curious…”, por sua vez, saiu vitorioso de melhor espetáculo, melhor diretor (Marianne Elliott) e melhor ator (Alex Sharp).

Alex Sharp e Michael Cerveris: melhores atores do ano (Foto: Wireimage)
Alex Sharp e Michael Cerveris: melhores atores do ano (Foto: Wireimage)

“An American in Paris”, outro musical, também se destacou com quatro troféus, mas não nas categorias principais. Nas principais, venceram as atrizes Helen Mirren (pela peça “The Audience”), que já tinha um Oscar, e Kelli O’Hara (pelo musical “The King and I”), o que foi muito comemorado, porque essa era a sexta indicação dela desde 2005. A própria atriz fez uma brincadeira sobre a situação em seu discurso…

Vale ver também o vídeo de agradecimento da Ruthie Ann Miles, vencedora da categoria melhor atriz coadjuvante de musical por “The King and I”. Ela se alongou muito no discurso e a produção da premiação deu uma trollada. Confira:

A cerimônia, apresentada por Alan Cumming e Kristin Chenoweth, teve apresentações dos principais musicais, como de costume, e apostou em atrativos para o público jovem em sua transmissão pela CBS. Passaram pelo palco artistas como Ashley Tisdale, Nick Jonas, Kiesza, Jennifer Lopez, Matthew Morrison (cantando em “Finding Neverland”), Vanessa Hudgens (na performance de “Gigi”), em uma clara tentativa de aproximar-se dos espectadores mais novos.

Kiesza, Matthew Morrison, Jennifer Lopez e Nick Jonas (foto: Wireimage)
Kiesza, Matthew Morrison, Jennifer Lopez e Nick Jonas (foto: Wireimage)

Um dos momentos mais emocionantes da noite, no entanto, não foi de apelo jovem. O cantor Josh Groban subiu no palco para cantar “You’ll Never Walk Alone” (do musical “Carousel”) junto com 175 atores da Broadway para homenagear os artistas que morreram no último ano. Vale pegar o lencinho:

CONFIRA A LISTA COMPLETA DE VENCEDORES

Best Musical: Fun Home

Best Play: The Curious Incident of the Dog in the Night-Time

Best Revival of a Play: Skylight

Best Revival of a Musical: The King and I

Best Director of a Musical: Sam Gold, Fun Home

Best Director of a Play: Marianne Elliott, The Curious Incident of the Dog in the Night-Time

Best Leading Actor in a Musical: Michael Cerveris, Fun Home

Best Leading Actress in a Musical: Kelli O’Hara, The King and I

Best Featured Actor in a Musical: Christian Borle, Something Rotten

Best Featured Actress in a Musical: Ruthie Ann Miles, The King and I

Best Leading Actor in a Play:
Alex Sharp, The Curious Incident of the Dog in the Night-Time

Best Leading Actress in a Play: Helen Mirren, The Audience

Best Featured Actress in a Play: Annaleigh Ashford, You Can’t Take It With You

Best Featured Actor in a Play: Richard McCabe, The Audience

Best Lighting Design of a Play: Paule Constable, The Curious Incident of the Dog in the Night-Time

Best Scenic Design of a Play: Bunny Christie and Finn Ross, The Curious Incident of the Dog in the Night-Time

Best Costume Design of a Play: Christopher Oram, Wolf Hall Parts One and Two

Best Lighting Design of a Musical: Natasha Katz, An American in Paris

Best Scenic Design of a Musical: Bob Crowley, An American In Paris

Best Orchestrations: Chris Austin, Don Sebesky & Bill Elliott, An American In Paris

Best Choreoraphy: Christopher Wheeldon, An American in Paris

Best Score: Jeanine Tesori and Lisa Kron, Fun Home

Best Book: Lisa Kron, Fun Home

Isabelle Stevenson Award: Stephen Schwartz